ESTADO QUER INVESTIR 20% A MAIS QUE EM 2011

 Aumentar a capacidade de investimento público e assegurar o cumprimento dos acordos salariais firmados com os servidores estaduais. Estas são as metas prioritárias para 2012 pactuadas pelo governador Eduardo Campos com o secretariado estadual na primeira reunião geral de 2012. O encontro durou cerca de três horas e foi realizado no último dia 23, no Palácio do Campo das Princesas.

O Governo do Estado pretende ampliar em 20% o volume de investimentos feitos através de recursos próprios, convênios e outras fontes de receita. Se em 2011 o valor foi de R$ 2,5 bilhões, este ano a meta é aportar R$ 3 bi. “Precisamos entrar em 2012 investindo. Porque os investimentos geram obras que, por sua vez, geram empregos e estes têm efeito sobre a economia”, explicou Eduardo. ”Será um ano para ser ganho mês a mês com trabalho, investimento e disposição”, arrematou.

Os recursos vão permitir a continuidade de obras em andamento e o início de outras como a construção das UPAs Especialidades, novas escolas técnicas, além de ações de qualificação profissional, cuidado com a mulher, entre outras.

COMO FOI – A reunião teve início com uma apresentação da conjuntura econômica no mundo, no Brasil e em Pernambuco feita pelo secretário da Fazenda, Paulo Câmara. Ele assegurou que o cenário nacional e estadual é favorável, mas que para aproveitar esse momento o Governo precisará ter prudência nos gastos e realizar um esforço fiscal.

Em seguida, o secretário de Planejamento, Alexandre Rebêlo apresentou o orçamento do Estado para este ano. “É preciso buscar mais eficiência nos gastos fazendo um ajuste fino por dentro da máquina”, explicou. O calendário de reuniões de monitoramento também foi assunto da apresentação de Rebêlo. O primeiro ciclo de avaliação de resultados terá início na próxima semana, com 12 encontros.

Por fim, o governador fez um balanço positivo do ano que passou. “Mesmo com toda crise internacional, Pernambuco conseguiu investir, reduzir o desemprego e vivenciar o quinto ano consecutivo de redução da violência. Além disso, captamos muitos empreendimentos e investimos fortemente na área social com expansão de programas”, avaliou.

SECOM/GOVERNO DE PERNAMBUCO

Share Button

VALDEIR BATISTA VISITA “SENADINHO” E DIZ QUE EM ABRIL TOMARÁ DECISÃO POLÍTICA

 O ex-prefeito de Araripina, o empresário Valdeir Batista (PRB) esteve visitando recentemente o “Senadinho”, ponto de encontro onde surgem as novidades da política, localizado em César do cachorro quente na Praça do Hospital. A grande peculiaridade do “Senadinho” é que o mesmo é um espaço democrático formado por simpatizantes e correligionários dos diversos líderes políticos de Araripina. Lá o que predomina é o debate, sobretudo o contraditório.

Valdeir foi ao “Senadinho” a convite do ex-vereador Paulo de Zé Senhor e também de César do cachorro quente. Bastante à vontade, Valdeir falou de política, sucessão municipal, futebol entre outros assuntos. Contudo, o que predominou mesmo foi à política e Valdeir não fugiu da sabatina. Todos queriam saber se Valdeir vai disputar a eleição municipal em outubro. O ex-prefeito não confirmou se é candidato, mais também não descartou a possibilidade de vir a concorrer ao pleito municipal. Ele disse que no momento oportuno tomará a decisão, que deverá ocorrer no mês de abril. “Vamos encomendar ma pesquisa de opinião publica e a partir daí tomaremos a nossa decisão”, disse.

Share Button

JAÉCIO AFIRMA: “DIA 31 DE MARÇO DECIDO MEU RUMO POLÍTICO”

 Alguns rumores nos bastidores da política em Trindade a respeito da sucessão davam conta de que o vereador Jaécio Sá (PSD) teria fechado acordo político com o Bioquímico Everton (PR), e definido à chapa majoritária para disputar as eleições municipais. Ele teria aceitado a vice.

O blog encontrou o vereador Jaécio Sá semana passada em evento na cidade de Ouricuri e fez esse questionamento. A resposta foi curta e objetiva: “no dia 31 de março decido qual o rumo que tomarei. Todos ficarão sabendo a minha decisão política”.

Por outro lado, o vereador disse que está ouvindo atentamente todos os seus amigos para tomar a decisão certa do seu futuro político.

Share Button

GOVERNADOR DE PERNAMBUCO RECEBE PREFEITO DE ARARIPINA PARA REUNIÃO DE MONITORAMENTO

 Está agendada para o dia 9 de março, uma reunião de monitoramento das parcerias entre a Prefeitura de Araripina e o Estado de Pernambuco.

         O prefeito Alexandre Arraes vai ao Palácio do Campo das Princesas para, ao lado do governador Eduardo Campos, acompanhar como estão tramitando os processos que viabilizam obras reclamadas há muito tempo, como a reconstrução da Avenida Perimetral, Academia das Cidades, mercado hortigranjeiro, pista para o aeroporto, estrada da Rancharia, entre tantas outras.

         O grau de parentesco e a amizade pessoal entre Alexandre Arraes e Eduardo Campos pesam em favor de Araripina e como gestor centrado no seu projeto administrativo e focado em fazer o melhor por Araripina, Alexandre tem recebido o reconhecimento do Governo do Estado e respaldo junto a sociedade araripinense. Todos esses fatores são positivos e abrem a perspectiva para um período de reaproximação de Araripina com seu verdadeiro curso de cidade bem cuidada.

ASCOM/PMA

Share Button

AUDIÊNCIA PUBLICA DISCUTE SITUAÇÃO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO ARARIPE

 Uma audiência publica bastante concorrida aconteceu na manhã desta sexta-feira (24) no auditório do Centro Paroquial em Ouricuri, tendo como tema central o abastecimento de água na região do Araripe. A iniciativa da audiência partiu dos vereadores das 10 cidades do Araripe e ainda Parnamirim. Inclusive, os vereadores criaram uma Comissão de Ampliação do Abastecimento e Água na Região, tendo como presidente o vereador José Jânio, que também preside a Câmara Municipal de Ouricuri.

Todos os deputados federais e estaduais votados na região foram convidados para a audiência publica. Contudo, somente a deputada estadual Isabel Cristina (PT) compareceu e no uso de sua palavra se comprometeu em levantar a bandeira na tribuna da Assembleia Legislativa. Ele se comprometeu ainda a viabilizar uma audiência com os deputados que integram as comissões de Agricultura e Ciência e Tecnologia da Alepe, para que os mesmos possam encontrar soluções para essa problemática. A parlamentar disse ainda que vai entrar em contato com o Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, para manifestar a situação do abastecimento de água da região.

Todos os discursos tiveram o mesmo tom. Que a adutora do oeste está obsoleta e não mais comporta a demanda da região, ocasionando a constante falta de água nos municípios. Todos os municípios estão passando por problema de abastecimento de água, vez que a região cresceu e não foram feitos os investimentos necessários.

Os representantes da comissão não pouparam críticas aos deputados federais e estaduais que não compareceram e nem enviaram justificativa. Somente o senador Armando Monteiro Neto, através de e-mail justificou a sua ausência.

A Compesa, através do seu representante Ranulfo Siqueira, reconheceu o problema e disse que a medida encontrada pela empresa para poder amenizar o problema foi misturar a água do São Francisco com os mananciais existentes na região. Ele fez algumas explicações técnicas, mas diante do calor do debate as mesmas não foram aceitas pela plateia presente, formada em sua maioria por representantes de diversas entidades.

 Os vereadores e o publico presente se manifestaram totalmente contrários à mistura da água do rio com os mananciais e por aclamação geral sugeriram que fossem feitos investimentos para a duplicação da adutora do oeste.

O prefeito de Ouricuri, Ricardo Ramos, externou a sua preocupação com o abastecimento de água. Ele disse que a iniciativa dos vereadores era louvável e que a sugestão levantada na audiência publica servirá de indicativo para que o governador Eduardo Campos buscar solucionar a problemática. Também fez uso da palavra a prefeita de Santa Filomena, Evaneide Melo, externando a sua preocupação com a situação vivenciada hoje na região. Vale destacar que apenas dois prefeitos – Ricardo e Evaneide- da região compareceram à audiência publica.

Diante de todos os discursos que foram proferidos, dois chamaram a atenção, vez que colocaram por terra todas as argumentações e apelos feitos pelos vereadores e demais lideranças sociais, políticas e comunitárias. O líder político e funcionário publico federal Antonio Fernando e o ex-vereador Dadinho, simplificaram o problema existente hoje na adutora do oeste que tem contribuído para a má distribuição da água na região. Segundo eles, o problema está na própria adutora, notadamente em sua extensão de 80 quilômetros. Eles explicaram que a adutora dá suficientemente para abastecer todos os municípios da região, inclusive as zonas urbana e rural. Contudo, explicaram, nos 80 quilômetros da adutora, a mesma está sendo furada e a água roubada, ocasionando a perda de 40% no abastecimento, o que por consequência faz com que os municípios sofram a falta do líquido precioso. Eles afirmam que a extensão da adutora precisa ser fiscalizada e que essa responsabilidade é do governo do estado. “Só precisa fiscalizar a adutora que a água vai chegar às torneiras. Agora temos que cobrar do governo do estado essa responsabilidade”, disseram.

A mobilização dos vereadores foi bastante elogiada pelas classes comunitárias e sociais. Dos mais de 100 vereadores dos 10 municípios do Araripe e mais Parnamirim, compareceram 72 edis, demonstrando com isso a força e a união e principalmente o compromisso dos representantes do povo com a região.

Share Button

ALEXANDRE ARRAES QUER AGILIZAR ASFALTAMENTO PARA DISTRITO DE RANCHARIA

 Como é do conhecimento geral há um compromisso do governador de Pernambuco, Eduardo Campos em construir o asfaltamento da estrada do distrito da Rancharia. Contudo, é preciso que o município faça esforços no sentido de acompanhar, monitorar e cobrar agilidade no processo. É exatamente isso que o prefeito Alexandre Arraes está fazendo, com intuito de conseguir o início da execução da obra. Igualmente Rancharia, outros lugares também brigam por obra desse porte e quem fizer melhor o dever de casa vai conseguir mais rápido.

Por conta disso, o prefeito Alexandre Arraes tratou dessa questão com o governador Eduardo Campos que determinou a vinda de uma equipe do DER e logo em seguida um engenheiro e topógrafo da empresa PROJETEC para fazer as devidas adequações ao projeto para conclusão da tramitação burocrática, com vistas ao início da construção prevista para o mês de maio, mas para isso é preciso que o processo ande e atenda as exigências legais.

 Como interessado número um para que Araripina retome seu curso desenvolvimentista, o prefeito Alexandre Arraes juntou-se às equipes do DER e da PROJETEC, foi ao distrito da Rancharia, percorreu o trecho a ser construído e deu total apoio para que o início das obras saia do papel ainda neste primeiro semestre de 2012.

Share Button

BODE VOLTA A CAMPO PENSANDO NA VITÓRIA DIANTE DO SERRA TALHADA

O Araripina Futebol Clube, “O Bode” volta a campo neste domingo (25) pela abertura do retorno do Campeonato Pernambucano, jogando em casa contra o Serra Talhada. Ocupando a décima primeira colocação do campeonato com 11 pontos, o “Bode” precisa vencer o “Cangaceiro” para continuar sonhando com o G-4 e afastar de vez o fantasma do rebaixamento.

Para a partida deste domingo, o técnico Adelmo Soares não contará com sete jogadores titulares, que estão suspensos e contundidos. Não jogarão os zagueiros Everton e Oliveira; o lateral Ailton, o meia Misael, os atacantes Cristovão, Marcelo Paraiba e Vanderlei. Essa será inclusive, a oportunidade de alguns atletas reservas mostrarem seus potenciais e garantirem vaga na equipe. Por outro lado, o técnico Adelmo contará com o reforço dos recém-contratados Esquerdinha (lateral-esquerdo) e Cristiano (atacante).

Durante o coletivo apronto na sexta-feira, o técnico cobrou empenho dos jogadores para a partida deste domingo. Por várias vezes, Adelmo paralisou o treino para corrigir o posicionamento dos atletas.

Share Button

JORNAL DIGITAL É AGRANDE NOVIDADE PARA A COMUNICAÇÃO DE ARARIPINA

 A publicação semanal utilizará tecnologia inédita baseada em grandes veículos de comunicação do País.

 No mês de março será lançado o primeiro jornal digital da região do Araripe, o Jornal do Araripe.  Idealizado e produzido pelo jornalista Araripinense Jorge Carvalho Possetti, a publicação  em mídia  digital será pioneira na nossa região.

O Jornal do Araripe terá periodicidade semanal e trará em suas  editorias assuntos como  educação, saúde, economia, espaço comunitário, política, crônicas e histórias de Araripina, cultura e lazer e interatividade com os leitores internautas. As edições serão lançadas todos os  domingos pela manhã.

A escolha de um modelo jornalístico digital segue a tendência dos grandes portais de informação que encontraram no mundo virtual um segmento de leitores, consumidores e anunciantes bem maiores do que no modelo impresso. Pesquisas dos mais renomados Institutos apontam que 52,3% da população brasileira que acessa diariamente a internet ficam em média 17 horas por semana lendo jornais, revistas, blogs e sites de notícia. Estas mesmas pesquisas afirmam que o domingo é o dia que o internauta mais lê jornais durante a semana. A grande maioria dos internautas (43,9%) usa este dia para informar-se sobre os temas de seu interesse.

Usando este dois estudos como base o Jornal do Araripe inovará na comunicação sendo o primeiro jornal da região a utilizar a tecnologia flip de leitura digital, o mesmo sistema usado no jornal Diário de S. Paulo (www2.diariosp.com.br/flip)  e na  revista Veja (http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx). Aliado ao pioneirismo, o Jornal do Araripe terá a contribuição de toda a sociedade Araripinense na construção de suas edições, o que o tornará mais próximo de seus leitores e anunciantes, respeitando os princípios básicos do Jornalismo como imparcialidade, apuração dos fatos e respeito na publicação das notícias.

Esta aproximação será feita através do site do Jornal e das redes sociais que serão alimentadas pelo próprio idealizador da publicação.  “Usar as ferramentas de rede social como Facebook e Twitter vai aproximar o Jornal do leitor para que ele possa interagir com sugestões de pauta, correção de matérias, críticas e elogios”, afirmou Jorge Possetti.

A campanha de lançamento do Jornal do Araripe começa no dia 27 de Fevereiro nas rádios e internet. A publicação deve ser lançada até a segunda quinzena de março.

Share Button

HORÁRIO DE VERÃO TERMINA NO PRÓXIMO DOMINGO

Após quatro meses em vigência, o horário de verão terminará no próximo domingo (26). Os brasileiros que moram nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do Brasil, além do Estado da Bahia, terão que atrasar o relógio em uma hora.

O horário é adotado no país com o objetivo principal de aliviar as redes de transmissão de energia nos períodos do dia em que o consumo é mais intenso. Na última vez em que foi adotado, no entanto, o resultado da medida foi inferior ao esperado pelo setor elétrico e em relação à edição anterior. A redução de demanda na última edição foi de 4,4%. No ano anterior, a economia foi maior, de 4,7%.

Desde 2008, um decreto presidencial estabelece datas fixas para o início e término do horário de verão. Antes, anualmente, era publicado um decreto para definir o período da mudança. De acordo com o decreto, a mudança no horário ocorre, todos os anos, entre o terceiro domingo de outubro e o terceiro domingo de fevereiro. Se a data coincidir com o domingo de Carnaval –como ocorre neste ano–, o final do horário de verão é transferido para o próximo domingo.

Share Button

GOVERNO DO ESTADO INICIA ARAÇÃO DE TERRAS NO SERTÃO

O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, autorizou nesta quinta-feira (23/02), o início das ações do Programa Terra Pronta nos sertões do Araripe, Pajeú, Central e São Francisco. Os trabalhos estão sob a coordenação do Instituto Agronômico de Pernambuco e são direcionados aos agricultores familiares.

De acordo com avaliação dos técnicos do IPA,  a ação começará pelos municípios onde o volume de chuvas já permite condições ideais de umidade para o plantio. Segundo o diretor de Extensão Rural , Genil Gomes, nas demais áreas o preparo do solo deverá seguir o regime das chuvas, permitindo maior desenvolvimento das lavouras na região. A distribuição de sementes foi iniciada, em Araripina, no final de janeiro, estendendo-se para os demais municípios do Sertão.

Share Button

PROJETO RECONHECE VAQUEJADA COMO ATIVIDADE ESPORTIVA

Tramita na Câmara projeto que regulamenta a vaquejada como atividade esportiva. Pela proposta (Projeto de Lei 3024/11), do deputado Paulo Magalhães (PSD-BA), a atividade será regulada e remunerada nos termos da Lei 10.220/01, que regula a profissão de vaqueiro.

A legislação estabelece, por exemplo, que a empresa promotora de rodeios deve assinar contrato por escrito com o peão, com cláusulas como prazo de vigência – entre quatro dias e dois anos – e forma detalhada de remuneração.

A promotora do evento também é obrigada a contratar seguro de vida e de acidentes em favor do peão. A apólice deve compreender indenizações por morte ou invalidez permanente no valor mínimo de R$ 100 mil, a ser atualizado a cada doze meses com base na Taxa Referencial de Juros (TR). Deve-se prever ainda o pagamento de todas as despesas médicas e hospitalares causadas por acidentes de trabalho.

O projeto estabelece ainda cuidados com a proteção dos animais envolvidos na competição. De acordo com o texto, a proteção à saúde e à integridade física dos animais compreenderá todas as etapas do evento, inclusive o transporte do local de origem, a chegada, a acomodação, além de alimentação, trato, manejo e montaria, “observadas as devidas precauções”.

“Manifestação cultural”

O projeto considera a vaquejada um evento esportivo de competição, em duplas montadas, com o objetivo de dominar bovinos. Somente poderão ser usados animais liberados para a competição por atestado de veterinário, prossegue o texto. A proposta ainda detalha as características da pista e da competição, assim como a atuação do juiz.

O deputado Paulo Magalhães afirma que a vaquejada representa uma manifestação cultural legitimamente brasileira, que atrai público “fiel e apaixonado” e inúmeros atletas. “As cidades onde são promovidas transformam-se em destinos turísticos”, agrega. (Agência Câmara).

Share Button

DETRAN-PE INICIA LICENCIAMENTO DE VEÍCULOS NO DIA 05 DE MARÇO

Em Pernambuco, o prazo para licenciamento de veículos usados, com placas terminadas em 1, 2, 3 e 4, começa no próximo dia 5 de março, segundo o calendário do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Dentran-PE). O pagamento da primeira parcela, ou cota única, do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) está concentrado no mês de março. Quem não receber o boleto bancário para pagamento pode emitir as guias avulsas através do site do Detran.

O licenciamento é composto pelo IPVA, o seguro obrigatório de danos pessoais causados por veículos automotores de vias terrestres (DPVAT), pelas taxas de licenciamento e Corpo de Bombeiros e multas, se estiverem em atraso. Os clientes podem realizar o pagamento da taxa em 1.193 pontos da rede bancária e em casas lotéricas. (Do G1 PE)

Share Button

AUDIÊNCIA PUBLICA DISCUTIRÁ ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO ARARIPE

Uma audiência publica está programada para às 08 horas da manhã desta sexta-feira (24) no Salão Paroquial da cidade de Ouricuri, cujo objetivo é discutir o abastecimento de água na região do Araripe. A audiência está sendo proposta pela Comissão de Vereadores Pró-ampliação do abastecimento de água na região do Araripe. Contará com a presença dos vereadores dos 10 municípios do Araripe e mais Parnamirim. Foram convidadas diversas entidades representativas; dos movimentos sociais; comunitárias; ONGs; clubes de serviços; comerciais; empresariais, além de lideranças políticas da região.

O movimento foi criado com o objetivo e discutir com a sociedade e a população em geral quais medidas devem ser tomadas para melhorar o abastecimento de água na região, que a cada dia vem se tornando pior e trazendo transtornos para a população araripeana. A ideia partiu do vereador Zé Bolacha, presidente da Câmara Municipal de Araripina. Ele percorreu os municípios e pediu a solidariedade dos colegas parlamentares para defender esta importante causa, pois o Araripe precisa buscar uma solução em caráter de urgência no combate a falta de água que vem atingindo as populações rural e urbana.

Da audiência publica será editado um documento reivindicatório que será entregue ao governador Eduardo Campos, cobrando por parte do governo do estado uma solução imediata do problema. A comissão de vereadores irá ao Palácio do Campo das Princesas fazer chegar ao governador as reivindicações e o clamor da população do Araripe.

Share Button

PROPOSTA TORNA MAIS RÍGIDAS REGRAS PARA CONVÊNIOS ENTRE ONG’S E GOVERNO

A Câmara analisa o Projeto de Lei 3098/12, do deputado Esperidião Amin (PP-SC), que estabelece normas mais rígidas para a celebração de convênios entre organizações não governamentais (ONGs) e o Poder Público.

A proposta exige ficha limpa dos dirigentes das ONGs, transparência nos gastos, e estabelece uma série de requisitos para autorizar o convênio entre essas entidades e o governo. Para receber dinheiro público, as Ongs terão de exercer as atividades da parceria sem subcontratação ou qualquer outra forma de intermediação na prestação dos serviços; funcionar há pelo menos 5 anos; e participar de um ranking de avaliação das organizações.

Além disso, o texto proíbe convênios com entidades cujos dirigentes sejam parentes, em até terceiro grau, de autoridades públicas que trabalhem no órgão com o qual a ONG é conveniada. Também veda a participação de agentes públicos na gestão da organização não governamental e obriga a divulgação, na internet, de informações sobre todos os projetos executados em parceria pública ou em execução.

O autor da proposta ressalta que a intenção é evitar que as parcerias sejam foco de fraudes e mau uso do dinheiro público. “Esperamos conter a onda de corrupção que tem envolvido ONGs e setores do Poder Público, com graves prejuízos para a nação. O Brasil, por outro lado, tem muito a ganhar com parcerias bem conduzidas”, justifica Amim.

PAGAMENTOS

O texto ainda limita os repasses mensais para ONGs em 10% do total destinado pelo órgão público a estados, municípios e Distrito Federal.Além disso, o convênio deverá ser firmado por tempo determinado e voltado para projetos específicos, ficando proibida a prorrogação dos contratos e a execução de atividades de caráter continuado.

O pagamento do dinheiro público será, de acordo com o projeto, vinculado a uma série de documentos probatórios. Cada parcela só será depositada depois da comprovação de que o serviço realizado em parceria está sendo executado e de que a entidade está em situação regular com o plano de trabalho; da apresentação da prestação de contas da etapa anterior; e da entrega de comprovantes de que a ONG não deixou de preencher qualquer requisito legal.

Também será obrigatória a inclusão de dados sobre formalização, execução, acompanhamento, prestação de contas e eventuais tomadas de contas especiais no Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, mantido pelo governo federal.

PUNIÇÕES

Se for comprovada não execução ou má execução da parceria ou do convênio, a administração pública poderá, independentemente de autorização judicial, desapropriar ou requisitar temporariamente bens ou serviços; retomar os bens públicos em poder da ONG; assumir ou transferir a responsabilidade pela execução do objeto.

Além da punição administrativa, a proposta impõe pena de detenção, de seis meses a dois anos, e multa para quem dispensar ou fraudar processo seletivo de ONGs; favorecer as entidades conveniadas ou liberar recursos públicos em desacordo com a legislação; e celebrar parceria ou convênio com entidade declarada inidônea ou de cuja administração faça parte profissional declarado inidôneo.

TRAMITAÇÃO

A proposta, que tramita apensado ao PL 3877/04, do Senado, será analisada pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (inclusive quanto ao mérito), antes de seguir para o Plenário.

Da Agência Câmara

Share Button

POPULAÇÃO VIBRA E APOIA CARNAVAL DE ARARIPINA

 Num ano em que o inverno atrasou ninguém reclama quando a chuva chega, mesmo que seja nas duas primeiras noites de carnaval. Contudo, o povo não arredou o pé: compareceu, vibrou e se divertiu com a mais organizada festa de Araripina dos últimos tempos.

         O carnaval chamou a atenção pela alegria espontânea da população que foi chamada pela prefeitura, acreditou na proposta e se surpreendeu com a credibilidade da proposta do prefeito Alexandre Arraes. Muitas famílias que geralmente viajavam nessa época preferiram ficar em Araripina e se deram bem. Os relatos são os mais favoráveis possíveis. Todos os dias os foliões lotaram a avenida e assistiram atrações das mais expressivas que se revezavam no palco.

    O Prefeito Alexandre Arraes não largou o pé da avenida. Ficou o tempo todo a festejar e convocar os araripinenses para um novo período de compromisso com uma gestão que contemple o que é bom para as pessoas, “A gente trabalha o ano todo e nesse período viaja para ver carnaval fora, Isso não é justo. Temos que fazer o carnaval do povo é em Araripina. Terra alegre, que merece fazer um uma bonita festa. Essa é a idéia: fazer o carnaval crescer e se firmar como uma festa anual esperada e vivenciada por todos nós em nossa terra”, disse o prefeito de Araripina.

         Uma verdadeira prova de credibilidade do prefeito Alexandre Arraes foi o fato de muita gente que habitualmente viaja no carnaval este ano ficou em Araripina apostando no sucesso da festa proposta pela prefeitura. Essas pessoas não se arrependeram. Pelo contrário, os comentários são os melhores possíveis, inclusive, chamando atenção para que todos possam se unir à proposta do prefeito e não deixem que essa festa do povo seja interrompida, onde não exista um compromisso e a população fica sem saber se vai ter ou não carnaval no ano seguinte.

         O que mais fortalece a idéia do prefeito Alexandre Arraes é que Araripina é um município forte, terra progressista e povo festeiro, não podendo abrir mão de valorizar uma festa tão plural como é o carnaval.

A prefeitura de Araripina pagou de forma antecipada uma ajuda de custo para os 32 blocos carnavalescos organizados na associação que existe na cidade. Além do valor em dinheiro, foram entregues abadas para os blocos saírem paramentados e, dessa forma, conseguir juntar mais gente a cair na folia, saindo dos bairros e lotando a avenida com muito frevo, axé e ritmos brasileiros.

         A antecipação do pagamento da ajuda de custo aos blocos foi muito importante para estimulá-los a recrutar mais foliões e organizar seus desfiles pelas ruas da cidade. Todos esses fatores positivos foram se somando e fizeram do carnaval 2012 em Araripina um verdadeiro show de harmonia e credibilidade.

 ASCOM PMA/Fotos Fabiano Alencar e Fredson Paiva

Share Button