VICE-PREFEITO DE ARARIPINA PRESTA HOMENAGEM AO CORPO DE BOMBEIROS

valmir

O Posto Avançado do Corpo de Bombeiros completou nesta segunda-feira dia (30) aniversário de um ano de instalação e funcionamento da corporação em Araripina. Durante toda a manhã uma série de eventos foram promovidos para celebrar esta data e reconhecer o trabalho dos Bombeiros na cidade.

O Vice-Prefeito de Araripina, Valmir Filho, que é Médico Ortopedista e Traumatologista destacou a importância que é uma unidade do Corpo de Bombeiro na cidade, e se lembrou quando pediu ao Governador Eduardo Campos a instalação de um posto avançado desta importante corporação no município.

valmir1

Valmir Filho também destacou que o Corpo de Bombeiros trabalha dia e noite para salvar vidas dos Araripinenses. Na sua mensagem, o vice-prefeito parabeniza o primeiro ano que Araripina foi contemplada pelo brioso Corpo de Bombeiro, ao mesmo tempo que agradece a essa corporação pelo belíssimo trabalho humanitário que é a dedicação a vidas alheias. “Esses são os nosso sinceros votos de quem assim como vocês tem a vontade e o dom de salvar vidas”, concluiu.

Share Button

MINISTÉRIO PÚBLICO COBRA MEDIDAS PARA DESOCUPAR RUAS E CALÇADAS DE EXU

fundo_2

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu duas recomendações ao prefeito de Exu (Sertão do Araripe), Welison Saraiva, para tratar da desocupação das calçadas. O primeiro documento prevê que o gestor adote medidas para desobstruir as calçadas que estão ocupadas por comerciantes. Já o segundo, as providências devem ser adotadas para impedir que ruas e calçadas sejam utilizadas como depósito de materiais de construção.

Durante as inspeções realizadas pelo promotor de Justiça Elson Ribeiro foi constatado que comerciantes estão utilizando as calçadas e as vias públicas da área central da cidade para expor seus produtos, fazendo da via pública, um local particular. No primeiro documento, o promotor de Justiça afirma que o centro de Exu é tomado por vários comércios ambulantes que de forma irregular e desordenada ocupam espaço público, prejudicando a circulação dos pedestres.

Conforme a segunda recomendação, o MPPE recebeu reclamações sobre o uso inadequado das ruas e calçadas da cidade, as quais estão sendo utilizadas para depósito de materiais de construção. Essa situação, inclusive, foi confirmada nas inspeções também realizadas pelo promotor de Justiça.

Desta forma, Ribeiro recomendou ao prefeito que, no prazo de 30 dias, realize fiscalizações regulares das calçadas, ruas e praças públicas do centro de Exu, em todos os horários. Os comerciantes terão que ser notificados para que desocupem, em 15 dias, o espaço público. O gestor terá que informar ainda aos trabalhadores e ao presidente da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) que não realizem o depósito de produtos nas ruas sem a devida autorização expressa do poder público municipal, sob pena de multa.

Após as devidas notificações, aqueles que descumprirem a recomendação e continuarem usando as vias públicas de forma irregular e sem licença, além de serem multados, poderão ter seus produtos apreendidos pela prefeitura.

Quanto aos sábados, dia da tradicional feira livre que acontece no centro de Exu, o promotor recomendou à prefeitura que organize a ocupação do espaços públicos utilizados pelos ambulantes. Desta maneira, os comerciantes não são prejudicados e o trânsito fica organizado, evitando que aconteçam acidentes. Já nos demais dias, foi recomendado que o prefeito defina um local para instalação dos ambulantes, realize o cadastramento prévio e delimite o espaço público a ser utilizado.

Além de tomar medidas para impedir a ocupação irregular por comerciantes, o gestor também terá que coibir o uso de calçadas e ruas para depósito de materiais de construção. A fiscalização deve ocorrer em 30 dias e aqueles que forem notificados terão 48 horas para retirar o material, sob pena de multa.

Todas as medidas que forem tomadas para cumprimento das recomendações devem ser encaminhadas à sede da Promotoria de Justiça de Exu.

Share Button

ARMANDO CRITICA CONCENTRAÇÃO DE PODER EM ÚNICO PARTIDO

armando

O evento de filiação do deputado estadual Adalberto Cavalcanti ao PTB, na tarde desta segunda-feira (30), foi uma prévia do tom que deve ser usado pelo partido até as eleições do próximo ano. Ao discursar, o senador e presidente petebista em Pernambuco Armando Monteiro Neto afirmou que o estado “não pode viver uma unica força”, em uma referência clara a concentração política em torno do PSB, partido do governador Eduardo Campos. “A gente (PTB) não cresce para esmagar ninguém…Nós queremos crescer e temos crescido, mas não dizendo que somos autossuficientes. Não existe projeto de um único partido. Precisamos de equilíbrio político em Pernambuco, mais do nunca”, disparou.

Armando Monteiro tem se movimentado para concorrer ao governo do estado em 2014. Entre outras coisas, adotou uma agenda intensa de visitas a cidades do interior e Região Metropolitana durante todo o ano. O fato rendeu críticas do líder de governo na Assembleia Legislativa, Waldemar Borges (PSB) ao senador, que foi acusado de tentar antecipar a campanha. Além disso, o petebista tem se aproximado do PT e do senador Humberto Costa. Durante a manhã também desta segunda, os dois estiveram reunidos com 70 prefeitos pernambucanos na Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

O deputado estadual Adalberto Cavalcanti trocou o PHS pelo PTB

O deputado estadual Adalberto Cavalcanti trocou o PHS pelo PTB

Estiveram presentes na filiação de Adalberto Cavalcanti todos os deputados estaduais e federais do PTB, além de vários prefeitos da sigla. Os que discursaram, a exemplo do prefeito de Goiana, Fred Gadelha, rasgaram elogios ao senador chegando a chamá-lo de “futuro governador de Pernambuco”. “Todo nós precisamos de espaço, como o governador para ser presidente da República, como o senador para ser governador e eu que estou procurando espaço para ser deputado federal”. Ele completou, comparando Armando à presidente Dilma Rouseff (PT) e ressaltando a necessidade de uma união PT/PTB. “O senhor é a segurança para o povo pernambucano e a presidente Dilma para o Brasil. O povo do nordeste não pode ficar contra a presidente Dilma”. O deputado federal Jorge Corte Real seguiu a mesma linha ao declarar: “Temos todo o direito de disputar a eleição e um nome capaz de continuar esse crescimento dessa próxima etapa que Pernambuco precisa”.

Com informações da repórter Aline Moura do Diário de Pernambuco

 

Share Button

OPERAÇÃO FAKE WORK PRENDE QUADRILHA QUE DESVIOU R$ 8 MILHÕES DO MINISTÉRIO DO TRABALHO

A Polícia Federal de Pernambuco deflagrou na manhã desta segunda-feira (30) a Operação Fake Work, em conjunto com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para desarticular uma organização criminosa que desviava recursos federais para pagamento do seguro-desemprego e do Bolsa Família.

Segundo as investigações, que começaram há dois meses, os criminosos utilizavam uma falha no sistema de informação do MTE para liberar de forma fraudulenta os benefícios. A quadrilha usava registros de números aleatórios de processos trabalhistas inexistentes, com criação de falsos vínculos empregatícios.

A fraude foi percebida pelo ministério, que acionou a Polícia Federal. O bando atuava desde janeiro de 2012 no Sistema Nacional de Empregos (Sine) em Olinda (PE) e foi responsável pela liberação de pelo menos 1.463 benefícios fraudulentos, totalizando aproximadamente R$ 8 milhões.

Na manhã desta segunda-feira foram executados nove mandados de busca e apreensão, dois de prisão preventiva, seis de prisão temporária e dois de condução coercitiva. A PF também apreendeu bens e bloqueou aproximadamente R$ 4 milhões – que devem servir para ressarcir o erário.

O líder da organização criminosa se apresentava como policial federal, exibindo falsa carteira funcional. Os investigados foram indiciados por corrupção ativa ou passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Somadas, as penas podem ultrapassar 30 anos de prisão. (Diário de Pernambuco)

Share Button

CORPO DE BOMBEIROS DE ARARIPINA COMEMORA UM ANO DE FUNCIONAMENTO E RECEBE HOMENAGENS

DSC_0217

O Posto Avançado do Corpo de Bombeiros completou nesta segunda (30) aniversário de um ano de instalação e funcionamento da corporação em Araripina. Durante toda a manhã uma série de eventos foram promovidos para celebrar esta data e reconhecer o trabalho dos Bombeiros na cidade.

DSC_0088

DSC_0120

Logo bem cedo na Praça da Igreja Matriz foi realizada a Prova Profissional Desafio de Fogo que consiste na apresentação dos Bombeiros simulando atividades realizadas durante o atendimento de ocorrências. De acordo com o Tenente Coronel Luis Claudio em um ano de funcionamento o PAB Araripina atuou no salvamento de centenas de vidas.

DSC_0225

Após o final da Prova de Fogo toda a comitiva de Bombeiros e de autoridades políticas e civis foram à sede do Corpo de Bombeiros para o descerramento de placas em comemoração ao primeiro aniversário da Corporação. A Câmara de Vereadores de Araripina entregou uma placa que registra a Moção de Aplauso aprovada por unanimidade pelo Poder Legislativo.

DSC_0242

DSC_0232

O prefeito de Araripina, Alexandre Arraes, também descerrou em nome da Prefeitura de Araripina uma placa que parabeniza o Posto Avançado do Corpo de Bombeiros pelos serviços prestados à população. Ele recordou a chegada do Posto Avançado no ano passado durante sua gestão de prefeito interino. “Após um ano de funcionamento dos Bombeiros tenho a certeza que tomamos a decisão correta quando pedimos um Posto Avançado para nossa cidade. Quero parabenizar a todos que fazem esta corporação que trabalham dia e noite para salvar vidas dos Araripinenses”, destacou o prefeito.

DSC_0309

O Coronel do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco, Maviael Reimini esteve presente ao evento e afirmou que o Corpo de Bombeiros está à disposição da população de Araripina. Além do Coronel Reimini estavam presentes ao evento o Tenente Coronel, Luis Claudio e o Capitão Oliveira, primeiro Capitão do PAB e o atual Capitão Francinaldo e grande parte dos vereadores de Araripina.

ASCOM-PMA Créditos fotográficos: Fabiano Alencar

Share Button

TERMINA ESTA SEMANA PRAZO PARA MUDANÇA DE PARTIDO

A cinco dias do prazo final para que candidatos às eleições de 2014 mudem de partidos, a semana será ainda mais intensa do que a passada, quando a formalização das novas siglas PROS e Solidariedade detonou o gatilho das negociações entre deputados federais insatisfeitos e os “caciques” das novas legendas, Eurípedes Júnior e o deputado federal Paulinho da Força (SP), respectivamente.

De Minas, estão certas as filiações do deputado federal Ademir Camilo – que está no PSD – e da deputada estadual Liza Prado (PSB) ao PROS. O novo partido será presidido no estado por Camilo e vai dar apoio à candidatura de Fernando Pimentel ao governo. Já o Solidariedade será presidido no estado por um deputado federal , que poderá ser Jaime Martins, que está no PR, José Humberto, do PHS, ou Dr. Grilo, do PSL – todos estudando se migrarão para a nova legenda. O Solidariedade apoiará ao Palácio da Liberdade a candidatura do campo tucano, ainda indefinida.

Na pauta do TSE, nesta quarta-feira, o julgamento do processo de formalização da Rede, de Marina Silva. A decisão da Corte favorável ao Solidariedade, apesar das denúncias e questionamento em relação às assinaturas, deixa os adeptos da nova sigla, que se intitulam “sonháticos”, na expectativa de que também o partido de Marina, que não teve as assinaturas necessárias aprovadas pelos cartórios eleitorais, passe pelo crivo.

Em todos os partidos haverá filiações em massa. O PSB, que no plano nacional perderá os irmãos Gomes – Cid, governador do Ceará, e Ciro –, em Minas não deverá ter mais perdas, avalia o presidente estadual, Júlio Delgado. Para esta semana são esperadas as filiações do presidente do Clube Atlético Mineiro, Alexandre Kalil, o ex-deputado federal Tarcísio Delgado (que deixou o PMDB no ano passado), o ex-deputado estadual Olinto Godinho, em evento que poderá trazer a Belo Horizonte o presidente nacional e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

Contida a debandada, que seria liderada pelo secretário de Estado de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira, o PSD também tenta atrair descontentes e está na fila pelo passe de Jaime Martins. O vaivém se estenderá até sábado, 5 de outubro. (Estado de Minas)

 

Share Button

ARMANDO E HUMBERTO CONVERSAM COM PREFEITOS EM AGENDA CONJUNTA

Os senadores Armando Monteiro (PTB) e Humberto Costa (PT) começaram a semana conversando com os prefeitos de Pernambuco sobre saúde e educação. Em uma reunião na Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) nesta segunda-feira (30) estiveram mais de 70 representantes de cidades do estado.

As indagações e cobranças dos gestores municipais giraram em torno de assuntos como o reajuste do piso do magistério e de agentes comunitários, o projeto de lei que aumenta em 2% do Fundo de Participação dos Municípios, as desoneração de IPI e Imposto e Renda que impactaram o FPM além da liberação de emendas parlamentares. Também estiveram presentes no evento e discursaram os deputados federais Mendonça Filho (DEM), Jorge Corte Real (PTB) e Bruno Araújo (PSDB).

Desde o início PTB e PT tem estreitado relacionamentos, apesar das poucas agendas conjuntas entre os senadores Armando Monteiro e Humberto. Uma das especulações é que, em caso de uma candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), à presidência da República, essa união entre as duas siglas poderia aparecer como um contraponto de forças ao palanque socialista no estado. (Diário de Pernambuco)

Share Button

CONSTITUIÇÃO DO PAÍS FAZ 25 ANOS, MAS AINDA É UMA CARTA INACABADA

constitui

 Há 25 anos, em 5 de outubro de 1988, o então presidente da Assembleia Nacional Constituinte, Ulysses Guimarães, promulgava a Constituição Federal, encerrando assim o regime militar iniciado em 1964 no Brasil. Um quarto de século depois, o reconhecimento pelos diversos avanços trazidos por ela são unânimes, principalmente nos direitos coletivos e individuais, mesmo assim, não são poucos os que clamam por mudanças em seu texto. Dos 369 dispositivos constitucionais presentes na Carta, 112 ainda precisam ser regulamentados. Muitos deles são temas polêmicos, como o direito de greve de servidores públicos, a limitação de compra de terras por estrangeiros, a implementação de imposto sobre grandes fortunas e a exploração de recursos naturais em reservas indígenas.

Desde outubro de 2007, há seis anos, o Supremo Tribunal Federal (STF) tomou uma decisão emblemática num caso sobre direito de greve de servidores públicos, concedendo mandados de injunção. A medida estabeleceu meios para que o direito deles fosse viabilizado na ausência de regulamentação sobre o tema, e a Suprema Corte decidiu que valeriam para os servidores as regras previstas para o setor privado.

Uma comissão mista foi criada no Congresso em abril com o objetivo de regulamentar dispositivos da Constituição, e três propostas foram aprovadas por ela desde então. A principal é a que trata dos direitos dos trabalhadores domésticos, em vigor desde maio. Dois outros projetos, um sobre veiculação de programação regional em rádio e televisão e outro sobre a eleição indireta para a Presidência da República em caso de vacância de presidente e vice, também foram aprovados e aguardam apreciação do plenário. A regulamentação do direito de greve de servidores públicos, de questões indígenas e a definição do crime de terrorismo são outros temas urgentes que aguardam apreciação desta comissão.

Omissão

Para o constitucionalista José Alfredo Baracho Júnior, o grande número de dispositivos ainda não regulamentados reflete a omissão do Congresso Nacional em relação a determinados temas, mas também levanta a discussão sobre a atuação do Supremo Tribunal Federal na ausência de regulamentação. “Pensa-se muito pouco no quanto o STF poderia contribuir para a legislação. Houve um hiato de 19 anos no STF sem que fosse efetivado o mandado de injunção. Antes disso, o STF comunicava a omissão ao Congresso e o Congresso seguia sem consequências”, afirma ele.

Já o ex-deputado constituinte Aldo Arantes acredita que os 112 dispositivos ainda sem regulamentação explicitam uma falta de vontade de tratar dos temas polêmicos contidos nestes artigos. “O Congresso não votou essas questões depois de 25 anos porque não quer votar. Porque não há pressão popular para que estes dispositivos sejam votados e o setor conservador hegemônico do Congresso não quer”, ele avalia.

Baracho prefere não elencar os pontos mais importantes que ainda não foram regulamentados, mas cita o direito de greve no serviço público, a questão do aviso prévio de demissão proporcional ao tempo de serviço e o artigo que trata das matérias de competência comum da União, dos estados e do Distrito Federal. “O artigo 23, parágrafo único, estabelece que leis complementares fixarão normas para a cooperação dos entes federativos, várias propostas foram apresentadas e até hoje esse dispositivo não foi complementado. O risco que existe é de políticas públicas conflitantes”, explica.

Já Aldo destaca o tema da reforma política: “É uma questão que não foi abordada. A Constituição é vaga nessas questões”. Ele acredita que a Carta promulgada por Ulysses Guimarães há 25 anos foi fruto da intensa mobilização popular e que as questões não regulamentadas decorrem diretamente da disputa política entre forças conservadoras e progressistas que ocorreu na época. “A Constituição é uma vitória dos setores democráticos e progressistas, que conseguiram garantir diversos avanços através da participação popular. Houve uma dificuldade para ir além de princípios de caráter mais geral e muita coisa foi jogada para regulamentação posterior”, argumenta.

O deputado estadual e ex-constituinte Carlos Mosconi (PSDB) concorda que uma lacuna importante a ser preenchida é a reforma política. Outras seriam a reforma tributária e a da previdência. “Infelizmente acho que o Brasil não tem clima hoje para fazer essas grandes reformas, mas precisa fazê-las.” Uma ressalva que ele faz é que havia previsão no texto da Constituição de que uma revisão seria feita no prazo de cinco anos de sua promulgação, mas ela não foi feita.

Mandado e Injunção

De acordo com a Constituição, o mandado de injunção é um processo que pede a regulamentação de uma norma constitucional, quando os poderes competentes não o fizerem. Ele serve para viabilizar direitos de indivíduos ou grupos específicos quando há um vácuo de regulamentação, mas não substitui a legislação, que estabelece parâmetros gerais. Com o mandado, o Supremo comunica ao responsável pela elaboração da lei que ele está “em mora legislativa”, ou seja, que deixou de cumprir sua obrigação.

Fonte: Diário de Pernambuco

Share Button

LULA ESQUENTA O DEBATE SOBRE A ELEIÇÃO DE 2014

lula

A disposição exibida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em atuar como cabo eleitoral da presidente Dilma Rousseff nas eleições de 2014 foi vista, entre os partidos que se colocarão no lado oposto da presidente na disputa pelo Palácio do Planalto, como uma demonstração de que Dilma não se reelegerá sem recorrer à popularidade do ex-presidente. “A Dilma, como candidata, não tem os atributos que o Lula tem”, avaliou o líder do PSB no Senado, Rodrigo Rollemberg (DF) – um dos principais defensores do lançamento da candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) ao Palácio do Planalto. Em entrevista exclusiva ao Correio/Diario, publicada ontem, Lula afirmou que queria ser a “metamorfose ambulante” de Dilma. “Estou disposto. Se ela não puder ir para o comício num determinado dia, vou no lugar dela. Se ela for para o Sul, vou para o Norte. Se ela for para o Nordeste, vou para o Sudeste”, disse.

“Nem a economia está boa, como estava em 2010, nem a candidata Dilma tem a desenvoltura do ex-presidente Lula. Isso indica que teremos uma eleição difícil, que só será decidida no segundo turno”, avaliou Rollemberg. Líder do governo na Câmara, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) defendeu a atuação de Lula como cabo eleitoral de Dilma. “Quando ele se dispõe a participar da campanha, ele está reiterando a confiança que tem nela e no governo”, argumentou Chinaglia.

Principal expressão da ala do PT que tentou manter até o último minuto a aliança com o PSB de Eduardo Campos, Lula disse ter considerado “um erro” o rompimento do governo com a legenda de Campos. “Foi um prejuízo para a gente ter o PSB, e, sobretudo o Eduardo Campos, do outro lado”, admitiu Lula, que defendeu a adoção de “regras de comportamento” durante a campanha para evitar o aprofundamento das fissuras entre PT e PSB. “Se a eleição não terminar no primeiro turno, poderemos ter aliança no segundo turno”, argumentou o ex-presidente. (Diário de Pernambuco com foto)

 

Share Button

EM NOVA INSERÇÃO NA TV, EDUARDO CAMPOS PEDE “RESPEITO

campos

Depois de desembarcar do governo federal, o PSB vai adotar a estratégia de “nacionalizar” a imagem do presidente nacional de seu partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, possível candidato à Presidência da República nas eleições de 2014. As primeiras propagandas de TV após o afastamento da gestão da presidente Dilma Rousseff (PT) mostram ações do pernambucano sob o slogan que é possível fazer “mais”, “diferente” e “bem feito”. Um dos programas foca o intercâmbio estudantil “Ganhe o Mundo”. O PSB também apresenta Campos como o “governador mais bem avaliado do país” e que recebeu dois prêmios da Organização das Nações Unidas (ONU) no mesmo ano.

O mais curioso das inserções é que Eduardo Campos só discursa em uma das peças. O governador de Pernambuco fala, com a câmera fechada em seu rosto, que é preciso mais “respeito”. Os vídeos foram idealizados por Edinho Barbosa, da Link, e debatem sobre a necessidade um ensino público de qualidade. Alguns analistas destacam que a mensagem é um recado direto ao modelo de gestão educacional do PT. O PSB escalonou ainda a propaganda para aumentar a exposição de Campos. Novos filmes de 30 segundos vão ao ar nos dias 3, 5 e 8. Serão dez inserções por dia. O programa partidário, de dez minutos, será exibido na quinta-feira, dia 10.

Não é a primeira vez que o partido tenta “nacionalizar” a imagem do pernambucano na TV. Em abril deste ano, Eduardo Campos utilizou o slogan “é possível fazer mais” ao apresentar as ações do PSB em todo o país, principalmente nas áreas de segurança pública, infraestrutura, energia e educação. Nos programas exibidos no começo do ano, o presidenciável também figura como um dos gestores mais bem avaliados do país. O problema é que este slogan foi logo copiado pela presidente Dilma Rousseff (PT) nas inserções do PT. No mesmo mês, a petista adotou o discurso do “é possível fazer cada vez mais”.

Com informações do jornal Folha de S. Paulo

Share Button

MORAES É O GRANDE CAMPEÃO DO CAMPEONATO DA VILA SANTA MARIA

moraes2

O time do Moraes foi o grande campeão da 13ª edição do tradicional Campeonato de Futebol da Vila Santa Maria (Taça da Amizade), que este ano prestou uma homenagem ao desportista Weldo Malaquias, de saudosa memória. O jogo decisivo foi entre Moraes e Cavalete, e aconteceu na manhã deste domingo (29).

moraes3

O campo ficou lotado de torcedores e amantes do futebol que aproveitaram a manhã de domingo para prestigiar a decisão de um dos mais tradicionais campeonatos de várzea de Araripina.

No tempo normal o jogo terminou empatado em 1 a 1. O campeão foi conhecido nas cobranças de pênaltis, onde o Moraes levou a melhor.

moraes1

O campeonato foi idealizado pelo vereador Genival da Vila, que não escondia a sua alegria e satisfação em ver mais um certame terminar com grande sucesso.

moraes

Participaram da solenidade de entrega da premiação os vereadores Luciano Capitão e Bringel Filho; os desportistas Paulo de Zé de Senhor, Joelson Pereira, Silvano do Moraes, Roseilton Oliveira, Renato Paiva, entre outros.

O time do Moraes além de troféu e medalha faturou a quantia de R$ 1.500,00 (Hum mil e quinhentos reais). O Cavalete também recebeu troféu e medalhas e a quantia de R$ 700,00 (Setecentos reais). Na oportunidade, a organização do campeonato fez uma justa homenagem ao Corpo de Bombeiros, que estava representado pelo Sargento Bombeiro Kelson. (Créditos fotográficos: Paulo Elias)

Share Button

ARARIPINA: “COMUNIDADE DO CAVACO AGORA TERÁ ÁGUA NAS TORNEIRAS” DIZ PREFEITO APÓS ASSINATURA DE ORDEM DE SERVIÇO

DSC_0081

O prefeito Alexandre Arraes (PSB) esteve recebendo na manhã desta sexta-feira (27) o secretário de Agricultura do Estado, Aldo Santos para assinatura da ordem de serviço de dois sistemas simplificados de abastecimento d’água para a comunidade do Cavaco no valor estimado de R$ 139 mil reais. Durante a programação, o prefeito e sua comitiva visitou também ao lado do secretário o andamento da reforma do Hortifrutigranjeiro.

Para o prefeito Alexandre Arraes é motivo de celebrar as grandes conquistas que Araripina vem recebendo através do governo de Pernambuco. “Estamos avançando de maneira satisfatória. O governador Eduardo Campos não mede esforços para nos atender, e a comunidade do Cavaco pode se alegrar pois irão receber água nas torneiras a partir desta ordem de serviço, uma solicitação feita por moradores ao nosso governo, onde levaremos este sistema de abastecimento d’água para outras comunidades, facilitando a vida do agricultor e proporcionando água que é sinônimo de independência”, disse o executivo.

DSC_0219

O secretário de Agricultura Aldo Santos destacou o compromisso do governo em garantir mais facilidades para o homem do campo. “Estamos unidos, pensando nas facilidades que possam garantir ao agricultor a melhor maneira de viver com qualidade, com água, pois isso levará a independência na vida e na economia do povo sertanejo”, relatou.

Presentes no evento o prefeito de Santa Cruz – Gilvan, o vice-prefeito de Araripina – Valmir Filho, ex-deputado – Emanoel Bringel, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais -Antonio Viana, a Coordenadora do CHAPADA – Valéria Landim, o diretor de Extensão Rural do IPA – Genil Gomes, Célia da AMURA, representantes do Cavaco, vereadores do município, lideranças políticas, secretários do governo de Araripina, a sociedade e a imprensa do Araripe.

ASCOM-ARARIPINA (Fotos: Fabiano Alencar)

Share Button

PREFEITURA DE TRINDADE REALIZA SEMINÁRIO PARA ELABORAÇÃO DO PPA

_DSC0544

 

A Prefeitura Municipal de Trindade realizou na tarde da última quinta-feira (26) o I Seminário de Governo para elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2014 – 2017 no auditório do Cine Teatro do Município e contou com a presença do Assessor Contábil – Josivaldo Rufino orientando melhor a sociedade sobre a finalidade do evento para que houvesse maior participação da sociedade presente que vieram discutir propostas de ideias voltadas para o bem comum de todos os trindadenses.

No início dos trabalhos o Procurador Geral do Município, Marco trouxe uma mensagem do prefeito Dr. Everton Costa (PR) que está na capital em agenda política e familiar.

“É com imensa confiança e satisfação que fazemos a elaboração de um orçamento adequado, planejado e participativo com um plano de governo de acordo com a realidade do nosso município. Este trabalho requer o conhecimento e a competência fundamental para as políticas, diretrizes e ações que serão executadas para o pleno atendimento a lei de responsabilidade fiscal, por tudo isso, a importância de ouvir a população para avançarmos na transparência necessária ao controle dos gastos públicos com o acompanhamento para a claridade que se requer”, relatou na mensagem.

De acordo com Josivaldo Rufino, o PPA é um instrumento de planejamento estratégico de ações que resultam em benefícios ou serviços para atendimento das demandas da população do município por um período de quatro anos. “Com o Plano Plurianual são definidas as diretrizes, os objetivos e as metas da administração pública para o período em questão”, disse.

Os participantes foram divididos em cinco grupos para abordarem e discutirem os objetivos estratégicos, diretrizes, linhas de atuação e programas que envolviam temas como saúde, educação, meio ambiente, assistência social, mobilidade urbana, regularização fundiária, desenvolvimento e outros.

Para o vice-prefeito Jaécio Sá, é preciso buscar metas e cumpri-las para atender ao máximo a expectativa da população ficando estabelecido nestes debates diretrizes importantes para o dever e a ordem pública.

Presentes também na Audiência os secretários, Chico Leite (Administração), Juka Sá (Educação), Antonio Cunha (Agricultura), Valtenci Assunção (Chefe de gabinete), DeusiláLeocádio (Governo) e a vereadora Pollianna Sá representando o poder legislativo do município, imprensa blogueira, entre outras lideranças políticas e sindicais de Trindade.

ASCOM – TRINDADE (Foto: Lusmar Barros)

Share Button

COMISSÃO DE AGRICULTURA APROVA PROJETO DE FERNANDO FILHO QUE ISENTA PEQUENO AGRICULTOR DE TARIFA BANCÁRIA

fernando1

A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira (25) o Projeto de Lei 996/07, que cria a conta bancária familiar rural, isenta de tarifas, para pequenos agricultores.

Segundo o autor do projeto, deputado Fernando Filho (PSB), o acesso aos recursos governamentais que apoiam os pequenos agricultores ocorre via depósitos bancários, mas, segundo ele, as instituições financeiras estariam impondo elevadas tarifas para a prestação destes serviços. O parlamentar destaca ainda que a medida servirá de incentivo para os agricultores que necessitam de serviços financeiros de baixo custo.

Pela proposta, a conta ficará livre de qualquer tarifa para o trabalhador rural, mas não poderá ser aberta como pessoa jurídica (empresa) e será limitada a depósitos, transferências eletrônicas e saques, vedada a utilização de cheques.

Segundo o parlamentar, os bancos também deverão ser beneficiados pelo projeto. “As instituições bancárias serão beneficiadas, uma vez que, passarão a contar com uma fidelização dessa clientela“, explica Fernando Filho. A proposta tramita em caráter conclusivo e será examinada ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, onde será analisada sua constitucionalidade. (Ascom do Parlamentar)

Share Button

BOBA SAMPAIO AFIRMA: “NÃO VOTO MAIS EM RAIMUNDO PIMENTEL”

boba

O ex-vereador Boba Sampaio deu uma afirmação ao blog que vai causar uma grande repercussão no meio político de Araripina e região. Ele garantiu com todas as letras que não vota mais no deputado estadual Raimundo Pimentel (PSB). Ele elencou algumas situações que o levaram a tomar essa decisão, uma delas, de acordo com Boba, é o fato de o parlamentar não ter nenhuma consideração política e pessoal com o mesmo.

Boba Sampaio também afirmou que faz parte do grupo político do prefeito Alexandre Arraes (PSB) e que tem preferência pelo nome do empresário e assessor do Governo do Estado, Ricardo Arraes (PSB), para candidato a deputado estadual. “Defendo o nome de Ricardo, mas sou do grupo do prefeito Alexandre Arraes e votarei nos candidatos que ele apresentar”, sentenciou.

Share Button