PSB DE ARARIPINA SE FORTALECE COM A CHEGADA DE VÁRIAS LIDERANÇAS POLÍTICAS AO SEU QUADRO DE FILIADOS

lideranças

O diretório municipal do PSB em Araripina ganhou um reforço de peso em seu quadro de filiados. Na manhã desta quinta-feira, 31, o prefeito Alexandre Arraes e a primeira-dama Roberta Arraes, que preside o partido em Araripina apresentaram os novos filiados e as propostas da legenda para os próximos anos.

A legenda ganhou o peso político dos suplentes de vereador Edsávio Coelho (ex-PSDB) e Silvano do Moraes (ex-PRB); dos ex-vereadores Boba Sampaio (ex-PTB), Severino Lacerda (ex-PR),  Leonardo Batista (ex-PMN) e Danda Simeão (sem partido); da liderança comunitária e associativista Elídio Santana e do médico Paulo Eudes, ambos sem partido.

Com os novos filiados o PSB se fortalece ainda mais em Araripina, seguindo a orientação das executivas estadual e nacional da legenda. “Recebemos com muita alegria a chegada dessas lideranças que se somam ao nosso quadro existente e fortalece ainda mais o partido em Araripina”, disse Alexandre Arraes.

Para Roberta Arraes a chegada das lideranças aumenta ainda mais a responsabilidade política na condução da direção do partido. Como presidente da legenda, ela deu as boas vindas aos novos filiados e disse que o partido se consolida como o maior de Araripina. Vale ressaltar que o PSB tem três vereadores em Araripina: Luciano Capitão (presidente da Câmara Municipal); Humberto Filho e João Dias.

“O nosso partido já é grande e com a chegada dessas lideranças nos fortalece ainda mais. Temos a responsabilidade de manter sempre aberto o diálogo com a sociedade e as lideranças políticas que querem o bem de Araripina e da região e estamos felizes com a chegada dos nossos novos filiados”, assegurou Roberta.

Share Button

CCJ APROVA TRAMITAÇÃO DE PEC DA MAIORIDADE PENAL

camara

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou nesta terça-feira o voto em separado do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), favorável à admissibilidade da PEC 171/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. Foram 42 votos a favor e 17 contra – resultado que gerou protesto de manifestantes presentes na reunião.

Antes, havia sido rejeitado o relatório do Luiz Couto (PT-PB), que era contrário à proposta. Couto argumentou que a proposta fere cláusula pétrea da Constituição, o que a tornaria inconstitucional.

No parecer vencedor, Marcos Rogério afirma que a redução da maioridade penal “tem como objetivo evitar que jovens cometam crimes na certeza da impunidade”. Ele defendeu que a idade para a imputação penal não é imutável. “Não entendo que o preceito a ser mudado seja uma cláusula pétrea, porque esse é um direito que muda na sociedade, dentro de certos limites, e que pode ser estudado pelos deputados”, disse.

Já o deputado Alessandro Molon (PT-RJ) lamentou o resultado: “Estamos decidindo mandar para um sistema falido, com altíssimas taxas de reincidência, adolescentes que a sociedade quer supostamente recuperar. É um enorme contrassenso.”

PT, Psol, PPS, PSB e PCdoB votaram contra a proposta. Os partidos favoráveis à aprovação da admissibilidade foram PSDB, PSD, PR, DEM, PRB, PTC, PV, PTN, PMN, PRP, PSDC, PRTB. Já os que liberaram suas bancadas porque havia deputados contra e a favor foram os seguintes: PMDB, PP, PTB, PSC, SD, Pros, PHS, PDT, e PEN.

Tramitação
No exame da admissibilidade, a CCJ analisa apenas a constitucionalidade, a legalidade e a técnica legislativa da PEC. Agora, a Câmara criará uma comissão especial para examinar o conteúdo da proposta, juntamente com 46 emendas apresentadas nos últimos 22 anos, desde que a proposta original passou a tramitar na Casa.

A comissão especial terá o prazo de 40 sessões do Plenário para dar seu parecer. Depois, a PEC deverá ser votada pelo Plenário da Câmara em dois turnos. Para ser aprovada, precisa de pelo menos 308 votos (3/5 dos deputados) em cada uma das votações.

Depois de aprovada na Câmara, a PEC seguirá para o Senado, onde será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e depois pelo Plenário, onde precisa ser votada novamente em dois turnos.

Se o Senado aprovar o texto como o recebeu da Câmara, a emenda é promulgada pelas Mesas da Câmara e do Senado. Se o texto for alterado, volta para a Câmara, para ser votado novamente. (Câmara dos Deputados)

Share Button

PREFEITURA DE ARARIPINA CELEBRA PARCERIA COM COOPERAMA

cooperama

A Prefeitura Municipal de Araripina celebrou importante convênio e parceria com a Cooperama – Cooperativa Mista Agropecuária dos Produtores Rurais de Mandioca da Chapada do Araripe. Pelo convênio a prefeitura vai ceder um servidor municipal que ficará a disposição do escritório da entidade, que em contra partida desenvolverá projetos e ações em benefício dos produtores rurais de Araripina.

O presidente da Cooperama, João Paulo, agradeceu ao prefeito a parceria celebrada com a entidade e se colocou à disposição do município para o fortalecimento das ações desenvolvidas para os produtores rurais.

O prefeito Alexandre Arraes ressaltou a importância do convênio e disse que o município está aberto para fazer boas parcerias com entidades que querem o crescimento econômico e social de Araripina.

Share Button

PREFEITURA DE ARARIPINA VALORIZA PROFESSORES E CONCEDE AUMENTO DE 15%

aumento salário

O prefeito de Araripina, Alexandre Arraes e a Secretária Municipal de Educação, professora Cybele Arraes, assinaram Projeto de Lei na manhã desta terça-feira (31), concedendo 15% de reajuste salarial aos professores da rede municipal de ensino em todos os níveis e classes.

O reajuste dado aos professores é um dos maiores do Brasil superando inclusive, o governo federal que concedeu aumento de 13,01%. Com isso, a prefeitura de Araripina demonstra o seu compromisso de valorização dos professores que tem papel fundamental no crescimento e fortalecimento da educação do município. “A nossa meta e compromisso sempre foi de valorizar a educação e fortalecer os professores. Por isso que estamos mais uma vez concedendo um reajuste salarial acima do que foi dado pelo governo federal”, disse a Secretária Cybele Arraes.

aumento salário1

O prefeito Alexandre Arraes enfatizou que mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelos municípios em virtude da escassez de recursos e da queda brusca do FPM o município se preparou para poder conceder um reajuste dentro das possibilidades financeiras mais que atendesse, sobretudo aos anseios da categoria. “Fizemos muito esforço e conseguimos com a competência da nossa equipe conceder esse reajuste aos professores que é um dos maiores do Brasil. Estamos felizes porque estamos valorizando uma classe que tem importante papel no crescimento e fortalecimento da educação do município”, destacou o prefeito.

O reajuste salarial é retroativo a primeiro de março. Os salários base dos níveis e classes passam para os seguintes valores: os professores do Magistério com carga horário de 150 horas passam a receber R$ 1.464,00; os professores com graduação e 150 horas passam a receber R$ 1.903,19; os professores com Especialização e 150 horas passam a receber R$ 2.283,83; e os professores com mestrado e 150 horas passam a receber R$ 2.854,79.

Assessoria de Comunicação Estratégica – PMA (Fotos: Fabiano Alencar)

Share Button

DECRETADO PONTO FACULTATIVO NA QUINTA-FEIRA EM ARARIPINA

O prefeito de Araripina, Alexandre Arraes, decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais no dia 02 de abril, quinta-feira santa. No decreto, a prefeitura ressalta a profunda religiosidade do povo da nossa terra, assim como, a importância comemorativa da Semana Santa.

Vale salientar que o comércio e as agências bancárias funcionarão normalmente na quinta-feira, fechando somente na sexta-feira santa, feriado nacional.

Share Button

PREFEITO ALEXANDRE ARRAES RECEBE VISITA DE TÉCNICOS DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E DISCUTE PROJETOS PARA ARARIPINA

visita

Na manhã desta terça-feira (31) o prefeito de Araripina, Alexandre Arraes (PSB) e a primeira-dama Roberta Arraes receberam no gabinete oficial a visita de uma equipe técnica da Caixa Econômica Federal (CEF), oportunidade em que trataram de diversos assuntos relacionados a projetos de interesse do município e da população.

Um dos projetos apresentados pelos representantes da CEF foi à construção de uma unidade do CRAS em Araripina, que terá a sua edificação construída nas proximidades do Mercado Hortifrutigranjeiro. O convênio já foi celebrado e os recursos da ordem de R$ 450 mil estão disponíveis.

Na ocasião, os técnicos da CEF também externaram ao prefeito vários projetos e ações que estão disponíveis para o município. A CEF tem vários projetos que podem se transformar em parcerias e convênios. “Recebemos com muita alegria a visita da equipe técnica da Caixa Econômica Federal e temos certeza que faremos muitos convênios importantes para ajudar no crescimento e desenvolvimento de Araripina”, destacou o prefeito.

Representando a CEF estavam o Gerente Executivo de governo, Paulo Antônio; o Gerente da Agência de Araripina, Feliciano Filho; o Engenheiro Diogo Laranjeira e a assistente Itacira Brito. Da equipe da prefeitura participaram da reunião os engenheiros Ricardo Arraes e Wilton Pereira e a técnica Aline Kelly.

Share Button

DEPUTADOS PERNAMBUCANOS BUSCAM APOIO PARA DESENVOLVIMENTO DO SEMIÁRIDO

deputados

Recife sediará, entre os meses de junho e julho deste ano, um fórum regional para tratar de políticas públicas de convivência com a seca. O evento será o apíce do movimento União pelo Nordeste, criado recentemente dentro da Assembleia Legislativa de Pernambuco para unir os estados em torno pautas comuns à região. Encabeçado pelos deputados Rodrigo Novaes (PSD) e Miguel Coelho (PSB), o grupo de trabalho (Com 14 deputados até então) percorrerá os outro oito estados nordestinos em busca de apoio de parlamentares. A primeira visita aconteceu na semana passada, em Salvador, à Assenleia Legislativa da Bahia. Na próxima quarta-feira (1º), Rodrigo e Miguel embarcam para Alagoas, onde serão recebidos pelo governador Renan Filho e por membros da Assembleia, em Maceió. Na próxima semana, embarcam rumo à Paraíba e ao Maranhão.

A ideia é fazer articulações políticas e reunir o maior número de propostas durante as viagens para apresentá-las em um grande evento, que terá a participação de entidades da sociedade civil, órgãos federais, estaduais e da população em geral. Todos poderão contribuir com ideias, que deverão ser compiladas em um único documento. “Queremos que as pessoas não vejam este esforço como mais um movimento. Temos intenção de que as coisas tomem forma. Vamos a Brasília pressionar o governo e nossa intenção é ter o apoio de todos os atores políticos envolvidos: prefeitos, governadores, deputados e a sociedade, para que a força da pauta seja maior”, explicou Rodrigo Novaes, durante visita que os dois parlamentares realizara, nesta segunda-feira (30), ao Diario.

Miguel Coelho acrescentou que o movimento surgiu após uma audiência pública realizada na Casa de Joaquim Nabuco, no último dia 16, onde a situação do Semiárido foi debatida. “A região precisa ser prioridade. Hoje temos mais de 1.200 cidades em situação de calamidade por conta da seca. São 9,7 milhões de pessoas que passam necessidade por conta da falta de água e de investimentos. A questão não é a falta de dinheiro. A verba existe e está disponível. O que acontece é que não há projetos e é aí que é preciso atacar”, agregou o socialista.

Com a adesão de lideranças políticas de todo o Nordeste, o movimento pretende sensibilizar o governo federal e exigir um novo olhar para a região. Serão discutidas propostas para reestruturação de órgãos públicos, com foco especial na questão da falta de água e promoção de alternativas para o desenvolvimento do Agreste e do Sertão. “Entre as pautas está a reestruturação da Sudene e o fomento de pequenas medidas nas áreas de piscicultura, agricultura irrigada e outras que não são tão onerosas e juntas podem ser o diferencial para o desenvolvimento da região”, encerrou Rodrigo Novaes. (Diário de Pernambuco)

Share Button

MUNICÍPIOS VÃO À JUSTIÇA POR RENEGOCIAÇÃO COM A UNIÃO

cnm

Os municípios vão entrar na Justiça para garantir a renegociação das dívidas que têm com a União, seguindo o caminho do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB). Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Prefeitos (CNP), Paulo Ziulkoski, um dos defensores da ideia, a tese do governo federal, de que a lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff no fim do ano passado não “obriga” a União a reduzir a dívida dos Estados e municípios não faz o menor sentido.

“Como que o governo envia o projeto de lei com a renegociação, consegue aprovar no Congresso, sanciona em lei e agora se recusa a regulamentar? A judicialização é o único caminho hoje”, diz Ziulkoski.

Segundo o líder da entidade dos prefeitos, a atuação da presidente Dilma é “como a de alguém que admite que deve algo, já que sancionou a lei, mas que vai decidir a hora de pagar”. “Não é assim que funciona”, disse ele.

Segundo a lei sancionada pela presidente em novembro do ano passado, a dívida de Estados e municípios com a União sofrerá um desconto de R$ 35,6 bilhões. Além disso, haverá a troca do indexador da dívida, que passaria a ser a taxa Selic, hoje em 12 75% ao ano, ou a soma do IPCA e uma taxa de 4%.

A vitória de Paes na Justiça foi considerada um “marco” pelos demais prefeitos. O desconto da prefeitura carioca foi de R$ 5 bilhões e o recálculo com o novo indexador, que é retroativo a janeiro de 2013, segundo a lei, reduziria o passivo em mais R$ 1 bilhão. Pelas contas do município, faltariam apenas R$ 29 milhões para que a dívida do Rio com a União acabasse.

Com a liminar obtida por Paes na Justiça, o pagamento foi feito em juízo. “Como que vamos continuar transferindo recursos fiscais da cidade, que poderiam servir para saúde, educação, saneamento e lazer dos cariocas, para a União sendo que não devemos mais? É estranho, no mínimo”, disse o secretário Pedro Paulo Teixeira (PMDB), que comanda a secretaria executiva de coordenação da prefeitura do Rio.

O governo federal teme regulamentar a lei, concedendo os descontos e o recálculo das dívidas aos Estados e municípios, e assim ficar sem o dinheiro esperado para 2015 pela dívida antiga. Serão quase R$ 2,9 bilhões que governadores e prefeitos pagarão neste ano à União caso o governo consiga segurar a regulamentação da lei até dezembro.

Em nota, a Federação Nacional dos Prefeitos defendeu a regulamentação imediata da lei.

O advogado-geral da União, ministro Luís Inácio Adams, afirmou anteontem que o momento para definição do indexador da dívida deve ser decidido pela União e não pode ser imposto. “A lei autoriza e não determina – e é até questionável que possa determinar. Por essa razão, a decisão é da Administração de que momento fazer esse ajuste.” (AE)

 

Share Button

EX-GERENTE DIZ QUE ASSINOU CHEQUES DE PROPINA PARA CAMPANHA DE HUMBERTO COSTA

humberto

Um ex-gerente aposentado da Petrobras é um novo personagem das investigações da Operação Lava-Jato envolvendo o pagamento de propina para campanhas do PT. Em uma declaração gravada no dia 15 de março – durante os protestos contra a corrupção e o governo Dilma Rousseff -, em Recife, Carlos Alberto Nogueira Ferreira afirmou que assinou dois cheques nominativos para as construtoras do cartel no valor total de

R$ 14 milhões destinados à campanha ao governo de Pernambuco, em 2006, do atual senador Humberto Costa (PT-PE).

“Assinei um cheque de R$ 6 milhões nominativo a Schahin Construtora e outro cheque de R$ 8 milhões nominativo a Odebrecht. Esses R$ 14 milhões de reais em 2006 foram para a campanha do senhor Humberto Costa, candidato a governador de Pernambuco em 2006 e arrecadador financeiro do PT aqui”, afirma Ferreira.

Ex-gerente da Petroquímica Suape, em Pernambuco – subsidiária da Petrobras, que fica ao lado da Refinaria Abreu e Lima -, Ferreira está aposentado e foi subordinado a Paulo Roberto Costa o ex-diretor de Abastecimento da estatal que virou peça central da Lava-Jato.

No vídeo que circulou na internet à partir do dia 16, Ferreira acusa ainda o empresário pernambucano Mário Beltrão de ser o PC Farias do senador petista – referência a Paulo César Farias, pivô do impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, em 1992.

“Quem recebeu o dinheiro em nome de Humberto Costa foi o senhor Mário Beltrão. Ele é o amigo de infância de Humberto Costa, arrecadador financeiro dele. É o PC Farias do senador Humberto Costa”, afirma Ferreira.

As declarações do ex-gerente vão servir no inquérito aberto por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), para investigar o recebimento de propina pelo senador, em sua campanha de 2010. Beltrão também é alvo desse inquérito.

Em sua delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa já havia apontado o envolvimento do senador com propina proveniente da unidade.

Segundo ele, a campanha do senador em 2010 recebeu R$ 1 milhão do esquema de propinas e corrupção na Petrobras. O dinheiro foi solicitado pelo empresário Mário Barbosa Beltrão, amigo de infância do petista e presidente da Associação das Empresas do Estado de Pernambuco (Assimpra).

Paulo Roberto Costa afirmou que o dinheiro saiu da cota de 1% do PP – Partido Progressista que tinha o controle político da diretoria Abastecimento da estatal. Segundo o delator, o PP decidiu que tinha que ajudar na candidatura de Humberto Costa, razão pela qual teria cedido parte de sua comissão. Paulo Roberto Costa afirmou ainda que, se não ajudasse, seria demitido.

Humberto Costa foi eleito em 2010, o primeiro senador pelo PT de Pernambuco. Antes, havia exercido cargo de secretário das Cidades de Pernambuco (2007 a 2010) no governo Eduardo Campos – depois de perder a disputa ao governo em 2006 – e foi ministro da Saúde no primeiro mandato de Lula, de janeiro de 2003 a julho de 2005.

Reação

O senador Humberto Costa entrou no Tribunal de Justiça de Pernambuco com um pedido para que o vídeo fosse retirado da internet.

A gravação circulou na internet à partir do dia 16. ” Tão logo tomou conhecimento, por meio de um vídeo, da acusação criminosa feita contra a honra dele durante um ato de rua, o senador Humberto Costa (PT-PE) determinou aos seus advogados que buscassem a identificação do autor e o interpelassem judicialmente”, informou a assessoria de imprensa do senador.

“O senador não conhece e jamais viu o homem que fala no vídeo”, diz a nota. O senador ressaltou ainda que “recebeu pouco mais de R$ 5 milhões para custeá-la e que, desse total, não houve qualquer doação por parte das construtoras Odebrecht e Schahin, como consta da sua prestação de contas, julgada e aprovada pela Justiça Eleitoral”.

A Schahin informou, por meio de nota, que “não tem conhecimento dos fatos mencionados”.

A Odebrecht, também por nota, disse que “não comentará ilações levantadas de forma questionável e sem qualquer fundamento”.

Mário Beltrão não foi encontrado nesta quinta-feira (26) para comentar o assunto. No ano passado, quando foi apontado pelo delator referente à campanha de 2010, o empresário informou que era “uma leviandade” a acusação.

“Eu sou um homem que preza a transparência e a honestidade. O dia em que eu mentir eu morro do coração. Humberto Costa é meu amigo de infância, mas nunca me pediu colaboração de campanha.” Ele afirmou que “jamais pediu um centavo para Paulo Roberto”.

Humberto Costa

Por meio de sua assessoria de imprensa, o senador Humberto Costa negou qualquer irregularidade. Leia íntegra da nota:

“Tão logo tomou conhecimento, por meio de um vídeo, da acusação criminosa feita contra a honra dele durante um ato de rua, o senador Humberto Costa (PT-PE) determinou aos seus advogados que buscassem a identificação do autor e o interpelassem judicialmente;

O senador não conhece e jamais viu o homem que fala no vídeo – gravado, reitere-se, no meio da rua, por não se sabe quem, com que interesse e em que condições;

Sobre a campanha ao Governo de Pernambuco, em 2006, o senador Humberto Costa – que não passou do 1º turno da disputa – ressalta que recebeu pouco mais de R$ 5 milhões para custeá-la e que, desse total, não houve qualquer doação por parte das construtoras Odebrecht e Schahin, como consta da sua prestação de contas, julgada e aprovada pela Justiça Eleitoral;

Nesse sentido, o senador Humberto Costa repudia de forma veemente as acusações criminosas feitas contra ele e, da mesma forma que acionou a Justiça para que elas sejam postas à prova ante as autoridades responsáveis, acredita que outras esferas de investigação poderão ajudar na elucidação dos fatos.”

Agência Estado

Share Button

PREFEITO DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA E SUSPENDE FESTA DO TRABALHADOR

logo

O prefeito de Araripina, Alexandre Arraes (PSB), decretou estado de emergência urbana pelo período de 60 dias em virtude das fortes chuvas que caíram no município e atingiram diversos bairros provocando estragos e deixando centenas de famílias desabrigadas.

A Prefeitura de Araripina contou com a colaboração de diversos órgãos como o CREA- PE e a Defesa Civil do estado para fazer um mapeamento e levantamento das áreas de risco na zona urbana. Diante do relatório apresentado e a situação de sinistro e destruição o prefeito de forma acertada decretou estado de emergência.

Por conta disso, a programação festiva do dia primeiro de maio, a tradicional Festa do Trabalhador foi suspensa. A corrida será realizada mais a programação musical foi suspensa e os recursos que seriam aplicados na contratação de atrações musicais serão utilizados na reconstrução da cidade e no apoio às vítimas da enchente.

Share Button

PREFEITURA DE ARARIPINA APERFEIÇOOU CONTROLE DAS CONTAS

contas

Uma iniciativa muito importante foi tomada pela Prefeitura de Araripina, logo no início da gestão o prefeito Alexandre Arraes investiu no treinamento da equipe financeira, para que esta pudesse adequar o munício aos modernos conceitos de gestão possibilitando a agilidade na entrega das prestações de contas ao Tribunal de Contas de Pernambuco. O que antes era lento e entregue quase sempre com atraso, agora passou a ser ágil e entregue de forma antecipada, qual seja, até 31 de março o prazo legal, com essa mudança tanto a prefeitura, secretarias, AEDA e ARARIPREV, enviaram as suas contas no dia 29 do mês corrente, com a providencial troca de grandes volumes de papéis pelo sistema digitalizado.

Esta mudança reflete diretamente na boa relação da prefeitura com os órgãos de controle e definitivamente colabora para a boa imagem do serviço público municipal que pode ser resumida nas palavras do prefeito Alexandre Arraes “Promover a modernização da gestão e a transparência na aplicação dos recursos públicos, com certeza representa um grande avanço para o nosso município, uma conquista administrativa que resultará em ganhos de toda ordem”.

O prefeito demonstrou satisfação com os resultados deste exercício, parabenizando a todos responsáveis pelo avanço. Legalizar é preciso!

Share Button

SUPERVISOR REGIONAL DO DNIT VISITA ARARIPINA

transito

A convite do presidente da Autarquia de Transporte e Trânsito de Araripina (ATTA), Sebastião Arrais, o Supervisor Regional do DNIT, Dr.Lincoln Robson, esteve visitando o município na última semana. Na oportunidade, aconteceu uma reunião na sede da autarquia onde foram repassadas informações importantes, sobretudo a quantidade de acidades que acontecem na BR – 316, que margeia a cidade.

transito1

Depois da reunião a comitiva se deslocou com Dr. Lincoln Robson, visitando os pontos considerados mais críticos na BR 316, que necessitam urgente de medidas para coibir a velocidade dos veículos e assim evitar acidentes.

Devido compromissos relacionados a enchente que atingiu a cidade de Araripina o prefeito Alexandre Arraes (PSB), esteve ausente a esse compromisso e coube ao presidente da ATTA e equipe do órgão recepcionar e acompanhar o Dr. Lincoln Robson e sua comitiva. Também esteve presente o coordenador regional do Detran, Bruno Oliveira.

transito2

Foram visitados os seguintes pontos críticos na BR 316: o trevo que dá acesso a Vila Santa Maria; a entrada do bairro Cavalete 2; o cruzamento da Vila Bringel para a escola José Bonifácio e o sítio Cajueir o, região de muitos acidentes com vítimas fatais.

Dr. Lincoln Robson deixou claro que todos os casos serão analisados pela equipe de engenharia do DNIT e que soluções serão implantadas em breve.

Assessoria de Comunicação Estratégica – PMA (Fotos: Dante Arruda)

Share Button

CHUVA DEIXA 450 DESABRIGADOS EM ARARIPINA – PE

enchente3Enchente1

A cidade Araripina, localizada no Sertão de Pernambuco, distante 690km do Recife, capital do estado, vivenciou na manhã da última quarta-feira (25) uma das mais fortes chuvas de sua história. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) choveu, em apenas uma hora e quinze minutos, o equivalente a quase metade do esperado para todo o mês de março.

O munícipio ­­– acostumado a lidar com as dificuldades da seca – agora enfrenta os transtornos ocasionados pelas águas. Além dos danos na infraestrutura local, cerca de 450 famílias ficaram desabrigadas, sendo alojadas em uma escola pela Prefeitura de Araripina.

De acordo com o prefeito da cidade, Alexandre Arraes (PSB), uma força-tarefa foi montada (Prefeitura, Defesa Cívil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e a população) para atenuar as consequências da tempestade. “Vivemos uma realidade totalmente atípica, uma vez que nosso grande calo sempre foi a seca.A maior preocupação nesse momento, sem dúvida, é em garantir o bem-estar dos moradores afetados”, acrescentou o gestor.

A solidariedade do povo brasileiro é essencial para que o munícipio consiga restabelecer sua rotina. Toda doação é bem-vinda e será integralmente revertida para o auxílio das famílias desabrigadas. Para colaborar, basta realizar um depósito de qualquer quantia na agência da Caixa Econômica Federal, Agência 0772, operação 013, conta-poupança 25000-7, em benefício da campanha MÃOS UNIDAS, em solidariedade com quem sofre, e devidamente monitorada pelas autoridades civis e militares.

 

Share Button

CREA-PE INICIA CAMPANHA PARA ARRECADAR ALIMENTOS, ÁGUA E AGASALHOS PARA AS VÍTIMAS DE ENCHENTE EM ARARIPINA

crea-pe

Preocupado com a difícil situação em que se encontram as famílias que foram vítimas das chuvas que causaram a enchente na cidade de Araripina, na madrugada da terça-feira (24) para a quarta-feira (25), o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), Evandro Alencar, lançou, nesta sexta-feira (27), uma campanha de arrecadação de donativos. Para tanto, o presidente está mobilizando todas as unidades do Conselho na Região Metropolitana do Recife (RMR) e no Interior do estado onde deverão ser entregues as doações de alimentos não perecíveis, água e agasalhos. Os donativos podem ser entregues de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h30 nos endereços abaixo. O envio de todas as doações para o município de Araripina ficará sob a responsabilidade do Crea-PE.

“Queremos pedir a colaboração de todos os profissionais e da sociedade no sentido de prestarmos nossa solidariedade a população de Araripina. Sem alimentos, água e agasalhos, muitos não têm para onde ir e estão abrigados, em escolas públicas do município. Como presidente de uma instituição que tem como umas das prioridades garantir a segurança da sociedade nos sentimos no dever de colaborar no que for possível”, explicou o presidente Evandro Alencar.

De acordo com o presidente Evandro Alencar, todas as casas que desabaram foram construídas em local indevido. “As moradias foram construídas, irregularmente, no leito do Riacho São Pedro, no bairro José Martins e outras, próximas ao Lago Açude do Governo, no bairro de Cavalete”.

 “O Crea-PE está empenhado em conscientizar a população da importância do constante acompanhamento de técnicos nos serviços públicos e privados que envolvam a Engenharia e a Agronomia, garantindo assim, a qualidade, regularidade, legalidade e a segurança dessas obras e serviços”, disse o presidente do Crea-PE, Evandro Alencar.

Números

A chuva em Araripina trouxe muitos transtornos para a população local. De acordo com informações da Defesa Civil, cerca de 50 pessoas ficaram desabrigadas e  mais de 600 desalojadas. Ainda de acordo com informações oficiais, 10 casas desabaram e outras estão em situação de risco iminente.

Sede do Crea-PE:

Avenida Agamenon Magalhães, 2978 – Espinheiro – Recife-PE

Escritórios de Atendimentos em Boa Viagem e Jaboatão dos Guararapes

Av. Conselheiro Aguiar, 1472, Empresarial Recife Trade Center, salas 52 a 54
Boa Viagem, Recife-PE.

Rua Arão Lins de Andrade, 711, Galeria Vip Point, lojas 01 e 02, Piedade, Jaboatão dos Guararapes-PE

Inspetorias Regionais do Crea-PE

Araripina – Avenida Florentino Alves Batista, n° 40 – Galeria Maria

Arcoverde – Rua Augusto Cavalcanti, 123, Térreo, Centro

Cabo de Santo Agostinho – Loja no Shopping Costa Dourada – Rodovia PE-60, Km 3, Cabo;

Carpina – Av. Getúlio Vargas, 169, Centro;

Caruaru – Rua Professor José Leão, 306, sala 01 (Térreo), Edf. Multi Empresarial, Maurício de Nassau;

Garanhuns – Rua XV de Novembro, 79A, Centro;

Gravatá– Avenida Agamenon Magalhães, 317, Quinze de Novembro;

Olinda – Av.Carlos de Lima Cavalcanti, Galeria Donna Maria, loja 08, Rio Doce;

Palmares – Av. Luiz de França, 1400, loja 03, Centro;

Petrolina – Rua Justina Freire Souza, 243, Vila Mocó;

Salgueiro – Rua Sete de Setembro, 214, Centro;

Serra Talhada – Praça Agamenon Magalhães, 119, Nossa Senhora da Penha;

Share Button

MINISTRO DISCUTE PLANO DE EXPORTAÇÃO COM EMPRESAS DE PERNAMBUCO

ministro

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, reuniu-se nesta sexta-feira (27) com os representantes das maiores empresas exportadoras de Pernambuco para colher contribuições ao Plano Nacional de Exportação, que está sendo finalizado pelo governo federal e que deve ser lançado nas próximas semanas com o objetivo de estimular as vendas do Brasil, ampliando mercados e as oportunidades de emprego no país.

“O Brasil precisa aproveitar melhor as oportunidades que estão surgindo. Temos que nos associar aos fluxos de comércio e às regiões com maior dinamismo para procurar novas janelas de oportunidade. E sinalizamos para isso ao fazermos a nossa primeira viagem ao exterior exatamente aos Estados Unidos, que é o principal mercado de manufaturados do Brasil, que voltou a crescer e que oferece possibilidades muito promissoras para o nosso país”, ressaltou Armando Monteiro, durante o encontro realizado na sede da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe).

ministro1

Participaram do encontro, articulado pela diretoria da Fiepe, cerca de 30 representantes de grupos como Acumuladores Moura, João Santos, Oxinor, Engarrafamento Pitú e Petroquímica Suape. Visando aprofundar a discussão com os empresários, o secretário de Comércio Exterior do Ministério, Daniel Godinho, participou da reunião e foi especialmente destacado por Armando Monteiro para aprofundar o diálogo com os empresários.

Ao lado do presidente da Fiepe, Ricardo Essinger, o ministro também ressaltou que “Pernambuco tem que ter uma participação importante no Plano Nacional de Exportação”. Na opinião dele, o plano precisa ter uma visão regional também. “A base exportadora no Brasil é ainda muito concentrada. Acho muito importante um esforço para que a gente possa engajar a média e a pequena empresa no país. Nesse sentido, o papel das Federações é muito importante”, salientou.

Share Button