PREFEITURA DE ARARIPINA APERTA O CERCO CONTRA O MOSQUITO AEDES AEGYPTI

gloria

ACE – PMA – Foto: Fabiano Alencar

A prefeitura de Araripina, através da secretaria de saúde aperta o cerco contra o mosquito Aedes aegypti.  Nesta segunda-feira (29), a secretária da pasta Glória Beatriz, informou as providências que estão sendo tomadas para combater, identificar  e eliminar focos do mosquito, e enumerou os seguintes tópicos :

1 – Limpeza dos terrenos baldios urbanos

2 – Reuniões semanais com entidades buscando soluções para o combate ao mosquito.

3 – Criação do canal de comunicação Disque Aedes, com o número 3873 – 4398, onde a população pode denunciar focos do mosquito.

4 – Criação de mutirão de limpeza com apoio de todas as secretarias.

5 – Polo de Pronto Atendimento para as viroses, consulta médica, administração de medicamentos e notificação.

6 – Pulverização  diária inclusive finais de semana

7 – Agentes de Endemias trabalhando em dois turnos e finais de semana.

8 – Criada uma parceria com as associações dos recicladores de Araripina.

9 – Parceria com a prefeitura de Marcolândia (PI), para mutirões em conjunto.

10 – Contratação de um Drone para localização de focos.

11 – Fornecimento de tela para cobrir caixas  de água.

Em relação ao carro fumaçê Glória Beatriz informou que somente em caso de emergência o veículo é liberado para atender uma cidade, o que não é o caso de Araripina, que apenas tem 189 casos registrados.

Share Button

AGRICULTORES VÊEM NA AGROECOLOGIA A SAÍDA PARA PERMANECER NO SEMIÁRIDO

caatinga

Antônio Moisés, o “todinho” é militante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e agricultor assentado no Assentamento Milagres. Sebastião Alves, o “barrim” é agricultor experimentador e guardião de sementes na comunidade Lagoa Comprida. Eles residem em dois extremos do município de Ouricuri no Território do Araripe em Pernambuco, mas o que realmente os conecta é a adoção da agroecologia como forma de conviver com as condições do clima Semiárido.

No Assentamento Milagres a luta das famílias foi em primeiro pelo acesso a terra. Depois de quatro anos de incansável luta puderam enfim acessar seu pedaço de chão. Assim, Antônio e sua família viram na diversificação da produção e criação de pequenos animais a saída para ter alimento seguro e renda. O gerenciamento da água de beber da cisterna de 16 mil litros e o uso da água que vem de uma adutora ajuda a família a manter o sistema.

“A nossa luta não foi em vão e nem é em vão. A gente procura sempre dar as mãos para construir uma sociedade que fortaleça os/as agricultores/as. Nossa crise hídrica é permanente, mas nós conseguimos achar mecanismos para conviver com a seca”, salienta o militante, Antônio Moisés, que apoia outras famílias na luta pela terra.

caatinga1

Já no Sítio Lagoa Comprida, Sebastião Alves, sua esposa Marilene e os três filhos aprenderam a conviver com o Semiárido e não desejam mais sair do seu lugar como outrora fizeram quando partiram para São Paulo. “Eu aprendi que no Semiárido cada folha e cada gota d’agua que cai tem que ser estocada. Se você não estocar não consegue gerar emprego e renda, aí a família acaba migrando para a cidade e muitas vezes não dá certo”. Ele acrescenta ainda, “Se não fossem as tecnologias talvez isso aqui tivesse um deserto. Quando a nossa cisterna de 52 mil litros pegou água a gente até esqueceu um pouco da estiagem”, destaca satisfeito o agricultor.

Na propriedade da família, a estocagem de água e o armazenamento de sementes e forragem permitem que eles tenham maior autonomia sobre o que produzem e consigam manter os animais e cultivos. Com a adoção de práticas agroecológicas como não uso de veneno e queimadas, estoque e divisão justa do trabalho, a família dá exemplo das tantas possibilidades de se conviver com dignidade na região.

Sobre as grandes obras, Sebastião salienta que para as famílias do Semiárido iniciativas pequenas surtem mais efeito e ajudam realmente quem mais necessita. “O agricultor não precisa de transposição, ele precisa da cisterna que está no quintal dele e do barreiro na comunidade”, afirmou.

As experiências das duas famílias foram visitadas durante a Caravana Agroecológica e Cultural do Araripe que aconteceu nos últimos dias 25, 26 e 27 de fevereiro na sede rural da Ong Caatinga em Ouricuri. O evento reuniu cerca de 120 pessoas de dez estados brasileiros, entre as quais estavam representantes de ONGs, Universidades, movimentos sociais, agricultores/as e membros de entidades do governo, a exemplo do Ministério do Meio Ambiente, Embrapa, INSA, Consea e CNAPO.

Ascom Caatinga

Share Button

OPOSICIONISTAS CRITICAM SAÍDA DE CARDOZO E VEEM AMEAÇA À PF

Por: Agência Estado

Representantes de partidos de oposição na Câmara criticaram a saída de José Eduardo Cardozo do Ministério da Justiça. Para os oposicionistas, a pressão do PT tem como objetivo preservar figuras importantes da sigla que estão na mira da Operação Lava Jato e transformar a Polícia Federal em polícia política.

“No PT, a lógica é inversa: quem está atrás das grades ou na iminência de parar lá é tratado como herói. Já quem se posiciona no sentido de cumprir a lei, que parece ser o caso do atual ministro, é alvo de pressões políticas para deixar o cargo. Ou seja, estamos diante de uma ação do partido de Dilma para cortar a cabeça de Cardozo e transformar a PF em um órgão político”, comentou o líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR).

Por meio de nota, Bueno ressaltou que a saída de Cardozo ocorre às vésperas do depoimento da família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Ministério Público, quando devem dar explicações sobre o apartamento tríplex no Guarujá, litoral sul de São Paulo, e o sítio de Atibaia, no interior de São Paulo.

“A sociedade deve ficar atentar a uma possível mexida de cadeiras na Esplanada com o objetivo de tentar amenizar a situação daqueles que estão enrolados nas principais operações de investigação em curso. É preciso lembrar que a Polícia Federal, que vem realizando um trabalho sério nesta área, não poderá sofrer qualquer revés, a partir de ingerências políticas” acrescentou Bueno.

O presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva (SP), acredita que há um processo de implosão do partido da presidente Dilma Rousseff. “No PT, as coisas funcionam assim: Aos que não cumprem a ordem do rei, forca! É possível que o ministro não tenha aguentado a pressão da ala do PT, simpatizante de Lula, para que o partido tenha mais influência sobre a Polícia Federal e trabalhe para inocentar Lula”, resumiu.

Paulinho da Força, como é conhecido, disse que a mudança na Esplanada pode impulsionar o processo de impeachment. “A oposição está vigilante a mais uma manobra criminosa do PT. Se Dilma permitir isso, o impeachment ganha mais força. Não vamos aceitar que um partido político trabalhe para livrar o Lula e a Dilma”, afirmou em nota.

Share Button

APÓS PRESSÃO DO PT, CARDOZO DECIDE DEIXAR MINISTÉRIO

CARDOSO

Por: AE:

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, decidiu deixar o governo. Pressionado pelo PT após rumores de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria alvo de quebras de sigilos bancário, telefônico e fiscal no âmbito da Operação Lava Jato, Cardozo se sente injustiçado e resolveu entregar o cargo à presidente Dilma Rousseff.

No sábado, 27, Lula se queixou de estar sendo perseguido pela Polícia Federal e pelo Ministério Público ao participar da festa de 36 anos do PT.

“Eu já fui prestar vários depoimentos. Recebi uma intimação de que, a partir de segunda-feira (hoje), vão quebrar meu sigilo bancário, telefônico, fiscal. O meu, da Marisa, do meu neto, se precisar até da minha netinha de um mês”, disse o ex-presidente, sob aplausos. “Se esse for o preço que a gente tem que pagar para provar nossa inocência, que façam. A única coisa que quero é que, depois (…), me deem um atestado de idoneidade porque duvido que tenha alguém mais honesto que eu neste País.”

A amigos com quem conversou ontem, Cardozo não escondeu o seu aborrecimento com os ataques e afirmou que o PT não entende o seu papel quando critica a falta de controle sobre a Polícia Federal. O ministro argumenta que a corporação tem autonomia para fazer investigações e ele só pode atuar em caso de violação de direitos.

No último dia 22, uma comissão de dez deputados federais do PT esteve no gabinete de Cardozo para fazer nova reclamação. Os parlamentares cobraram dele providências sobre as investigações relativas a Lula e pediram que a Polícia Federal centrasse fogo na apuração de denúncias contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Os petistas também disseram ao ministro ter certeza de que o objetivo da força-tarefa da Lava Jato era prender Lula e o criticaram até mesmo por tirar fotos com o “japonês da Federal”, numa referência ao agente da PF Newton Ishii, que chegou a ser expulso da corporação em 2003 e foi reintegrado depois. Ishii se tornou conhecido por escoltar presos da Lava Jato.

A prisão do marqueteiro João Santana, que fez campanhas de Dilma e Lula, também reforçou a pressão feita por setores do PT, com apoio do ex-presidente, para que Cardozo seja substituído.

No ano passado, Cardozo chegou a comunicar a Dilma a intenção de deixar o cargo, mas atendeu a um apelo da presidente e permaneceu no ministério. Já na época ele era alvo de críticas do PT por causa da Operação Lava Jato. Cardozo é um dos mais próximos colaboradores da presidente desde a campanha de 2010. Ocupa o Ministério da Justiça desde o primeiro mandato de Dilma.

A relação com Lula, porém, não é das melhores. Em reunião com deputados do PT e advogados no sábado, antes da festa de aniversário do PT, o ex-presidente voltou a se queixar do ministro. Mesmo sob ataque, Lula ainda é o nome que o PT conta para a eleição de 2018. O ex-presidente admitiu, no sábado, que, se necessário, será candidato para defender o seu legado e o PT.

Sigilos

O deputado Wadih Damous (PT-RJ), que se reuniu com Lula no sábado, confirmou que um dos temas da conversa foi a informação de que a Justiça determinaria a quebra dos sigilos bancários, fiscal e telefônico dele e de sua família. Questionado sobre a reação do ex-presidente à uma possível decisão judicial, Damous afirmou que “não há nenhum temor” em relação a isso.

Ele afirmou que o partido não tem “conhecimento do teor” dessa eventual medida. “Vocês (imprensa) sabem mais do que muitos advogados de defesa (de réus da Operação Lava Jato)”, disse. O deputado, que é ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio, sustentou que, se confirmada, a quebra de sigilo, “é um ato arbitrário, pois não é decorrente de indícios”.

Na noite de sábado, ao chegar para a festa, na zona portuária do Rio, Damous afirmou que Lula “está indignado com essa campanha sórdida, essa publicidade opressiva”. De acordo com ele, Lula chegou a brincar com a situação “absurda”. “Poxa, eu sou dono sem ser”, afirmou o ex-presidente, ao reiterar que não é proprietário do apartamento tríplex no Guarujá e nem do sítio em Atibaia (SP), alvos de investigação da Polícia Federal e do Ministério Público.

Share Button

POLÍCIA FEDERAL PODE ASSUMIR INVESTIGAÇÃO SOBRE MORTE DE MENINA EM PETROLINA

menina

Por: Agência Estado

A Polícia Federal está analisando a viabilidade de entrar na investigação sobre a morte de Beatriz Angélica Mota, de 7 anos, assassinada a facadas durante festa de formatura em uma escola particular em Petrolina, no sertão de Pernambuco, no dia 10 de dezembro de 2015. Há duas semanas, a presidente Dilma Rousseff, em visita à região, esteve com os pais de Beatriz.

Para que a PF assuma a investigação, porém, é preciso que haja determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que precisa de parecer técnico da PF e requerimento do procurador-geral da República. O pedido para que a PF assuma o caso é apontada como “a única” esperança para que as investigações avancem, segundo familiares da vítima.

“A família, os amigos, todos estamos arrasados. Precisamos de respostas. Já são mais de dois meses de investigação e nada de concreto aconteceu. O inquérito já ouviu mais de 80 pessoas, mas ninguém foi preso e não temos nenhuma certeza de que isso acontecerá. Estamos falando de um assassinato brutal, de uma criança inocente. Por isso, nossa grande esperança é que a Policia Federal possa trazer as respostas que precisamos. Os pais de Beatriz não estão vivendo. Eles simplesmente sobrevivem os dias, esperando que esse pesadelo tenha um fim”, declarou o tio avô de Beatriz, Antônio Ferreira da Silva.

Na semana passada foram divulgadas, pela Polícia Civil de Pernambuco, imagens da garota durante a festa no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. No vídeo é possível ver Beatriz com a mãe na arquibancada da quadra do colégio e, depois, se afastando sozinha do local. As imagens também mostram amigos e familiares procurando pela menina na escola.

Em depoimento, convidados da solenidade onde o crime aconteceu mencionam a presença de um “estranho”, que teria sido visto no banheiro feminino com duas crianças. Cerca de 2,5 mil pessoas estavam no evento. A grande quantidade de convidados circulando no local é um dos fatores que dificulta a investigação.

Imagens feitas nos celulares e pelo fotógrafo que estava trabalhando na festa estão sendo usadas pela polícia. A instituição de ensino não tinha câmeras de monitoramento no local onde a menina foi encontrada morta. A escola só tinha câmeras na portaria, corredores e pátios. Apesar da divulgação do retrato falado, a Polícia Civil não descarta a participação de outros envolvidos no caso.

O delegado responsável pelo caso, Marceone Jacinto, enfatiza que “por ser um caso de grande complexidade, nenhuma linha de investigação foi descartada, inclusive a possibilidade do envolvimento de outros suspeitos”. A polícia alerta que a população pode ajudar nas investigações, repassando informações ao Disque-denúncia ou ao site da instituição. A Polícia Civil oferece R$ 10 mil para quem prestar informações que ajudem a encontrar o assassino.

Share Button

ENCONTRO DO PHS FORTALECE CANDIDATURA DE ASSIS JÚNIOR EM OURICURI

assis

Em evento realizado no último sábado (27) no salão paroquial da Igreja Matriz de São Sebastião em Ouricuri, o PHS mostrou força ao reunir todos os presidentes dos diretórios da Região do Araripe e prestigiar as candidaturas a prefeito e vereador, tendo como destaque a candidatura do ex-presidente da CDL Ouricuri e presidente do PHS, Assis Júnior.

O evento foi bastante prestigiado e lotou o auditório de populares, empresários, comerciantes, profissionais liberais e simpatizantes da candidatura de Junior que fez um relato da trajetória de sua vida em Ouricuri e também apresentou várias propostas para uma possível gestão sua a frente da prefeitura do município.

O evento contou com a presença do Presidente Estadual da legenda, Belarmino Sousa, do Deputado Estadual Eduíno Brito, do ex-prefeito Gilvan Coriolano, do secretário geral do partido, Nunes Rafael e várias lideranças locais e regionais.

“O PHS tem como objetivo crescer em nível de estado, mas crescer com qualidade, apresentando candidatos com perfil de bons gestores e compromisso com a gestão pública, e aqui em Ouricuri temos um bom candidato para em 2016 escrever uma nova história política nesta cidade que é o nosso amigo Junior da CDL”, afirmou o presidente estadual Belarmino Souza.

Fonte: Cariri Filho

Share Button

ALEXANDRE ARRAES VISITA OBRA DA ESTRADA QUE LIGA ARARIPINA À SALITRE NO CEARÁ

estradaestrada1

Neste sábado (27), o prefeito Alexandre Arraes, acompanhado do secretário de infraestrutura, Moisés Filho, visitou a obra de recuperação da estrada que liga Araripina ao estado do Ceará, precisamente a cidade de Salitre.

A obra é uma parceria da prefeitura de Araripina, através da secretaria de infraestrutura, com a prefeitura de Salitre.

A estrada que é muito importante para as duas cidades, na escoação da produção agrícola, também na área comercial e educacional. No local Alexandre Arraes se encontrou com o prefeito de Salitre,  Rondilson e o ex-prefeito  Agenor Ribeiro.

A estrada que tem 18 km de piçarra no lado pernambucano será finalizada nos próximos 15 dias.

ACE-PMA (Fotos: Fabiano Alencar)

Share Button

CONSELHO EMPRESARIAL DA FIEPE DO ARARIPE INICIA CALENDÁRIO DE REUNIÕES COM TEMAS EM FAVOR DA INDÚSTRIA REGIONAL

fiepe

A Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias de Pernambuco – FIEPE iniciou esta semana o calendário de reuniões do Conselho Empresarial formado por 20 empresários da indústria do Araripe que representam as dez cidades da região.

Os encontros mensais entre os empresários são fundamentais para criar um processo de escuta das demandas provenientes da indústria regional e também debater soluções coletivas para temas que atendem a todos os segmentos. Segundo a diretora regional da FIEPE e presidente do Conselho Empresarial Ceissa Costa as reuniões do conselho são um momento importante de interação entre a FIEPE e os representantes das indústrias do Araripe.

“Os assuntos são sugeridos pelos empresários e a FIEPE através de seu completo portfólio de serviços aprofunda a discussão trazendo especialistas nos temas. Além disto, a interação tem feito nascer um sentimento de coletividade e associativismo que é mais que necessário para a representatividade industrial”, reforçou Ceissa Campos.

A primeira reunião de 2016 abordou temas importantes como o projeto Câmara Brasil – Alemanha que trará, em março, investidores europeus para conhecer indústrias do polo gesseiro desde o processo de extração, calcinação e fabricação de pré-moldados. Outro assunto que debatido foi a cobrança da Contribuição de Iluminação Pública – CIP, que causou espanto em alguns empresários ao receber as contas de energia elétrica este ano.

Os empresários enviaram a demanda para a Unidade Regional do Araripe da FIEPE que de imediato buscou soluções tanto para o esclarecimento da contribuição bem como o ressarcimento dos valores indevidamente cobrados. “Agindo sempre em conjunto, a indústria ganha representatividade e força para pleitear junto aos órgãos públicos as questões que impactam na produtividade e eficiência industrial”, disse Ceissa Campos.

Estiveram presentes ao encontro os conselheiros José Lauretino (Deca), Meton Carvalho, Emanuel Luiz, Paulo Fernandes, João Durand, Fernanda Mendes, Daniela Batista, Eduardo Farias, Geovane Rodrigues e Gustavo Wagner, além de representantes do SESI Alba Nusia Coelho e Sylmaria Ferreira e o representante da AJG Consultoria Tarcisio Costa.

Share Button

PREFEITURA DE ARARIPINA INTENSIFICA AÇÕES DE COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

dengue

A prefeitura de Araripina, através da Secretaria de Saúde, está intensificando ações para combater o mosquito aedes aegypti, transmissor das doenças Dengue, Zika virus, Chikungunya. Para tanto foi criado um Comitê com a participação de várias secretarias municipais; ACS; representantes da Funasa e IXª Geres; Agentes de Endemias, GRE, entre outros.

O comitê se reúne todas as quartas-feiras para definir estratégias de combate ao mosquito transmissor, além de apresentar as ações que estão sendo desenvolvidas e os seus resultados. A criação do comitê possibilitou o surgimento de propostas e opiniões que foram colocadas em prática e estão contribuindo substancialmente para a identificação dos locais de maior incidência de focos do mosquito.

dengue1

Inclusive, a secretaria de saúde montou uma estrutura especial de atendimento aos pacientes suspeitos das doenças transmitidas pela picada do mosquito. No Centro de Saúde Dr. José Araújo Lima foi disponibilizada uma equipe com médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem e com isso o município consegue notificar a quantidade de casos e através do endereço dos pacientes os bairros com maior incidência. Vale salientar que Araripina é o único município da região do Araripe a montar uma equipe especializada para notificar os casos de doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.

Share Button

PESQUISA DA FIEPE REVELA IMPACTO CAUSADO PELAS DOENÇAS TRANSMITIDAS ATRAVÉS DO MOSQUITO AEDES AEGYPTI DENTRO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE PERNAMBUCO

Aedes-aegypti

A queda na produção foi considerada o principal impacto do mosquito transmissor da dengue, zica e chikungunya dentro das indústrias no estado. De acordo com pesquisa de sondagem, realizada pela Federação das Indústrias de Pernambuco (FIEPE), 42,3% dos gestores citaram redução na produtividade no período que compreende os meses de janeiro e fevereiro de 2016.

 Das indústrias participantes da coleta, cerca de 80% citaram afastamento de empregados por conta de doenças transmitidas pelo mosquito do Aedes aegypti. A realocação de colaboradores foi indicada por 22% dos entrevistados. Apenas 6,5% dos executivos optaram por hora extra aos funcionários e as novas contratações ficaram com apenas 0,8%.

 “A epidemia instalada em Pernambuco traz impactos negativos para as empresas industriais, com o aumento do absenteísmo nos parques fabris. Para isso, realizamos a pesquisa de sondagem que vem corroborar com as campanhas e medidas que o Sistema FIEPE vem tomando para conter o avanço das doenças transmitidas pelo mosquito e que atinge diversas indústrias no nosso Estado”, afirma o presidente da FIEPE, Jorge Côrte Real.

O número de empresas impactadas pelo mosquito Aedes aegypti em seu quadro de funcionários na Região Metropolitana do Recife foi de 92%, índice superior à média do estado. “Isso se deve ao fato da RMR possuir o maior percentual de indústrias que participaram da sondagem. Entretanto, o impacto se limitou em 42,7% do percentual do quadro funcional compreendido entre 1% a 5% do total”, ressalta o coordenador da pesquisa e gerente do Núcleo de Economia e Negócios Internacionais da FIEPE, Thobias Silva.

Das  empresas no Agreste, 87,50% tiveram parte do seu quadro de funcionários afetado. Sendo 20% delas com impacto de mais de 50% no quadro funcional.  Nesta região os principais impactos se concentram em “Queda de Produção” com 62,5%. No Sertão do São Francisco apenas 5,56%, dos gestores informou afastamento de empregados. O menor número dentre as regiões pesquisadas. O estudo revelou que dado o pequeno impacto na região, a única medida adotada por 100% das empresas entrevistadas foi “Realocação de pessoal”.  No Sertão do Araripe 81,82% das empresas tiveram parte do seu quadro de funcionários afetados. Dentre estas indústrias a maior parte foram de micro e pequeno porte, somando 72,70% da amostra. A pesquisa apontou que as principais consequências foram na “Queda de Produção” com 54,5% e “Realocação de Pessoal” com 18,2%.

Metodologia – Cerca de 144 indústrias participaram do estudo, sendo 52% na Região Metropolitana, 28% no Agreste, 12% no Sertão do São Francisco e os outros 8% restantes, no Sertão do Araripe.  Sobre o perfil das empresas onde foram captadas as informações, 16% eram de micro e 34% pequenas empresas, seguido de 39% média e 11% grande empresa, segundo critério por número de funcionários e/ou faturamento bruto anual.

Share Button

PREFEITO ALEXANDRE ARRAES RECEPCIONA NOVO COMANDANTE DA POLÍCIA MILITAR

capitão

Na manhã desta sexta-feira, 26, o prefeito de Araripina, Alexandre Arraes e a primeira dama, Roberta Arraes, recepcionaram em sua residência o Capitão Barros, novo comandante da 2ª CIA da Polícia Militar, sediada no município.

A companhia pertence ao 7º BPM que fica sediado em Ouciruri. Capitão Barros substitui o Capitão Guerra que comandou a companhia por quase um ano e deve assumir um novo posto na capital pernambucana. Capitão Barros já atuou como oficial no Araripe e é um conhecedor desta região.

O prefeito Alexandre Arraes deu as boas vindas ao novo comandante e mais uma vez se colocou à disposição da briosa Polícia Militar de Pernambuco.

Share Button

EVANDRO ALENCAR É ELEITO, POR UNANIMIDADE, COORDENADOR DO COLÉGIO DE PRESIDENTES DOS CREAS DO NORDESTE

evandro

Em Brasília, onde participa do 5º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE), foi eleito, por aclamação, para exercer, durante o exercício de 2016, a função de coordenador do Colégio de Presidentes dos Creas do Nordeste. Formando chapa com o presidente pernambucano, também foi eleito coordenador Adjunto, o presidente do Crea-AL, Fernando Dacal.

Comprometido com os interesses dos profissionais que representa, com o fortalecimento das profissões que compõem o Sistema Confea/Crea e Mútua, e com o inabalável interesse de contribuir com tudo e com todos que compõem o Sistema, Evandro Alencar sempre participou ativamente das discussões em nível regional e nacional. Com pouco mais de um ano de mandato, foi autor de diversas propostas que, acatadas pelo Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea e Mútua, foram implementadas com o objetivo de contribuir com a melhoria da prestação dos serviços de Engenharia, com uma maior valorização dos profissionais das áreas tecnológicas e, sobretudo, com o bem estar da sociedade.

Uma das propostas mais importantes do presidente Evandro Alencar foi a criação de uma linha de crédito, oferecida pela Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua), que viabiliza empréstimo, a juros baixíssimos, para os profissionais que desenvolverem projetos para utilização de energias renováveis, a exemplo da fotovoltaica e da eólica.

Engenheiro Civil, formado pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), em 1989, Evandro Alencar é natural do município de Araripina, localizado no Sertão pernambucano. Contudo, mesmo distante da capital e, portanto, das ações mais significativas para a Engenharia pernambucana, não se acomodou.

Engajado na profissão e no potencial produtivo e econômico da sua cidade, se destacou como profissional e abriu a sua própria construtora.

Em 2009, foi convidado pelo seu antecessor na presidência do Conselho, para exercer o cargo de inspetor Coordenador da Regional do Crea-PE na Inspetoria de Araripina onde representou o Crea-PE até o final de 2013, quando saiu para assumir a vaga de conselheiro federal . No grupo de inspetores também atuou fortemente para viabilizar a interiorização das ações do Crea-PE e, fundou em menos de um ano, a associação dos profissionais da Região do Araripe, a Assengea. Sua atuação no grupo resultou no apoio de todos na eleição que concorreu tempos depois.

Outro passo arrojado, importante e de grande êxito, foi dado quando, concorreu à eleição para ocupar a suplência de conselheiro federal por Pernambuco. Nessa função, cabe aos representantes eleitos defender, no plenário do Conselho Federal, os interesses da categoria.

Há pouco mais de um ano, Evandro Alencar deu um passo definitivo na sua carreira, se candidatando ao cargo de presidente do Crea-PE. Como que para dizer que para ele quanto mais trabalho melhor, o destino o fez participar da primeira eleição para Presidência do Crea-PE onde havia, além dele, mais cinco postulantes. Detalhe, era a primeira vez que um candidato do interior participava da disputa.

Novamente com garra, determinação e um incansável trabalho, Evandro Alencar se elegeu, em 2014, como o primeiro presidente interiorano do Crea-PE, onde tem realizado uma gestão que vem somando importantes ações como a criação do Crea Móvel, a realização das plenárias itinerantes, a criação do Comitê Tecnológico Permanente (CTP), a implantação do Crea Júnior, dentre muitas outras que vêm contribuindo para que o Crea seja, novamente, reconhecido pelo seu importante papel para a sociedade e retome o lugar que é seu por direito, nos fóruns que debatem questões atinentes à Engenharia, à Agronomia , à Geologia, à Meteorologia e profissões afins.

Na oportunidade, Evandro Alencar agradeceu a confiança dos colegas presidentes quando da escolha do seu nome e reiterou seu compromisso na defesa do Sistema, dos profissionais e da sociedade, dentro das atribuições que cabem ao Sistema Confea/Crea e Mútua

Ascom

Share Button

SESI/PE INSCREVE PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS ATÉ SEGUNDA-FEIRA (29) NO SERTÃO

sesi

Terminam nesta segunda-feira (29) as inscrições para novos alunos no programa Educação de Jovens e Adultos (EJA), antigo supletivo, do  Sesi no Agreste. A modalidade de ensino é voltada a pessoas que desejam retomar os estudos, mas estão fora da faixa etária praticada nas escolas regulares. Há vagas para Araripina e Petrolina, no Sertão. Os interessados devem comparecer à unidade do Sesi com a documentação exigida. Não haverá prorrogação do prazo. Mais informações pelos telefones (87) 3873.1087 (Araripina) e (87) 3861.1369 (Petrolina).

A EJA permite que o aluno conclua os estudos na metade do tempo praticado nas escolas regulares:  dois anos para o Ensino Fundamental (I ou II) e 18 meses para o Ensino Médio. As aulas acontecem no período da noite, de segunda à sexta-feira, para facilitar a conciliação entre trabalho e estudo. Já no Centro de Ensino Supletivo da entidade, que fica no Centro do Recife, há turmas também pela manhã e à tarde. O aluno deve ter, pelo menos, 15 anos completos para cursar o Ensino Fundamental I ou II e 18 anos para fazer o Ensino Médio.

Os preços são populares para promover a inclusão de pessoas de baixa renda no programa e trabalhadores da indústria ou dependentes têm desconto especial. Segundo o gerente de Educação do Sesi/PE, Michael Groarke, há uma demanda do setor industrial por profissionais mais qualificados, devido aos avanços tecnológicos nas empresas. “Essa qualificação passa pela Educação Básica. Especialmente neste momento de crise, quanto mais preparado o trabalhador estiver, maiores as chances de se manter empregado ou conseguir se recolocar no mercado. Por isso, é fundamental que o trabalhador invista na sua formação escolar”, afirmou.

Há vagas também para Recife e Caruaru, no Agreste do Estado. Outras informações no site www.pe.sesi.org.br.

Aulas na empresa – O Sesi também oferece turmas específicas de EJA para indústrias, com aulas na própria empresa. O fato das aulas serem ministradas no ambiente corporativo estimula a adesão dos funcionários, que não precisam se deslocar do local de trabalho para estudar. Segundo dados do Banco Mundial, um ano a mais de escolaridade representa elevação de 10% na capacidade produtiva do trabalhador. Para saber mais detalhes, entrar em contato pelo telefone (81) 3412.8330 ou na unidade do Sesi mais próxima.

Share Button

ARARIPINA SEDIA IMPORTANTE FÓRUM DE EDUCAÇÃO DE TRÂNSITO

detran1

Na noite desta quinta-feira, 25,o auditório Charles Luciano foi palco pata a realização de um importante fórum promovido pela Detran de Pernambuco em parceria com a prefeitura de Araripina, através da ATA – Autarquia de Trânsito

Pela manhã foram feitas blitzes educativas, cuja intenção não era aplicar multas e sim de orientação e conscientização para motoristas e motociclistas. Esse foi o 2º Fórum de Educação de Trânsito de 2016 e faz parte do programa Detran nos municípios e tem a finalidade de levar ações de educação de trânsito para o interior do estado.

detran2

O evento contou com a presença do prefeito de Araripina, Alexandre Arraes, a assessora do governo de Pernambuco, Roberta Arraes; Luciana Carvalho, Coordenadora de Educação de Trânsito do Detran-Pernambuco; o coordenador da 23ª Ciretran, Bruno Oliveira; o presidente da Autarquia de Trânsito de Araripina, Sebastião Arraes e Irmã Fátima representando o Hospital e Maternidade Santa Maria (HMSM).

Também presentes representantes da Maçonaria e dos clubes de serviços Rotary e Lions, além das entidades que representam os transportes alternativos e coletivos.

O prefeito Alexandre Arraes destacou a importante parceria da prefeitura com o Detran, o que tem produzido resultados  satisfatórios e melhorado o trânsito do município. “Ainda temos muito o que fazer, mais avançamos muito com o importante trabalho feito pela autarquia municipal e o Detran. Estamos sempre dispostos a trabalhar pelo bem comum do povo de Araripina e vamos sempre estar buscando melhorar ainda mais o nosso trânsito”, destacou o prefeito.

detran

A coordenadora de educação de trânsito do Detran,Luciana Carvalho, entregou ao prefeito Alexandre Arraes uma placa do órgão que simboliza a responsabilidade e o compromisso do município em participar e se engajar nas ações que buscam sempre melhorar o trânsito.

ACE-PMA- (Fotos: Fabiano Alencar)

Share Button

TRÊS HOMENS SÃO EXECUTADOS NA NOITE DESTA QUINTA-FEIRA EM PIO IX

Aglomeração em frente ao hospital de Pio IX – Foto: Internauta de Pio IX

Aglomeração em frente ao hospital de Pio IX – Foto: Internauta de Pio IX

Três homens foram executados a tiros de arma de fogo na noite desta quinta-feira, 25, na localidade Cachoeira I, distante dois km da sede de Pio IX.

De acordo com informações, dois homens numa moto teria chegado à localidade e disparado diversas vezes contra as vítimas identificadas por Júnior, Careca e Francisco.

O crime pode ter relação com o tráfico de drogas na região.

Uma das vítimas foi conduzida ao hospital municipal de Pio IX, mas já chegou sem vida. Os outros dois corpos ainda se encontram na localidade aguardando a liberação.

Informações é que os corpos deverão ser levados ainda hoje para o IML de Teresina para serem periciados.

Atualização

PIO1

Conforme informou a imprensa, o coronel Paulo de Tarso, comandante de policiamento do interior, as vítimas foram identificadas como Napoleão Sousa Dias, 21, Francisco Nassau Santos Oliveira, 24 e Antônio Airton Oliveira, 26. As três vítimas estavam em uma residência quando foram surpreendidos com disparos.

“Napoleão e Francisco eram do Ceará, apenas Antônio era natural de Pio IX. Eles estavam conversando na residência de um deles. As esposas de dois deles estavam em outro cômodo, quando ouviram os disparos, quando elas chegaram até eles, já encontraram os três corpos caídos”, detalhou.

A polícia ainda não tem suspeitos, mas acredita que as mortes tiveram relação com tráfico de entorpecentes.

“O Napoleão era envolvido com tráfico de drogas no Ceará e ele chegou recentemente no Piauí. Acreditamos que vieram de lá para executá-lo e acabou sobrando também para os que estavam com ele”, finalizou o coronel.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Teresina. A Polícia Civil investiga o caso.

Fonte: Piauí em Foco

Share Button