ROBERTA ARRAES DESTACA AÇÕES DO ESTADO PARA REFORÇAR ATENDIMENTO DE SAÚDE NO ARARIPE

Alepe – Foto: Roberto Soares

Em discurso no Pequeno Expediente desta quarta (28), a deputada Roberta Arraes (PSB) apresentou as ações promovidas pelo Governo do Estado para garantir os atendimentos na área da saúde à população do Sertão do Araripe. Reconhecendo a necessidade de “superar lacunas e dificuldades”, a parlamentar salientou que o Executivo Estadual vem trabalhando para manter a folha de pagamento dos servidores efetivos em dia e repassando, ao longo dos últimos anos, cerca de 16% do seu orçamento para o setor. O índice, segundo ela, é superior aos 12% exigidos constitucionalmente.

“Temos que reconhecer o esforço do governador Paulo Câmara e de sua equipe, que não têm medido esforços para manter os serviços funcionando”, pontuou. Ressaltando a expansão do número de procedimentos realizados pelo Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, Roberta Arraes cobrou maior cooperação da União e dos municípios com o setor, de modo a não sobrecarregar as unidades de saúde especializadas, geridas pelo Estado.

Ainda sobre o Hospital Fernando Bezerra, a governista informou que a Secretaria de Saúde fez, nesta semana, um repasse financeiro para cobrir os gastos do mês de janeiro. A deputada citou, por fim, outras ações para melhorar o serviço oferecido à população da região, como o Centro de Nefrologia do Araripe, com início dos atendimentos previsto para março.

Share Button

FRANCISCO EDIVALDO REPUDIA AUSÊNCIA DE VEREADORES GOVERNISTAS NA SESSÃO ORDINÁRIA DESTA TERÇA-FEIRA

O vereador Francisco Edivaldo, vice-presidente da Câmara Municipal de Araripina não ficou nada contente com a atitude dos edis governistas que faltaram à sessão ordinária desta terça-feira, 27. O presidente da Casa do Povo, vereador Evilásio Mateus está em viagem oficial da atividade parlamentar e por conta disso a sessão seria presidida por Edivaldo, que integra a bancada oposicionista.

Numa manobra que se presume partiu do executivo municipal, os vereadores governistas Roseilton Oliveira, Dindô, Aurismar Pinho, João Erlan, Mazinho de Zeca, Tico de Roberto e Doval da Saúde simplesmente se ausentaram da sessão ordinária.

Edivaldo participou por telefone do programa do Radialista Martinho Filho, na rádio Nova Araripe FM, onde repudiou a atitude tomada pelos seus pares de Casa Legislativa. Na opinião de Edivaldo, os vereadores governistas estão fugindo do debate, porque estão defendendo uma gestão que não tem feito grandes ações em benefício do povo. “Eles (vereadores da situação) sabiam que eu ia presidir a sessão e simplesmente não compareceram. Estão com medo de ir para o bom debate sobre Araripina que vem sofrendo com essa gestão que está ai e não faz nada em benefício do povo”, disse Edivaldo, reforçando que a segurança da defesa da gestão municipal é sempre garantida aos governistas pelo vereador Evilásio. “Como o presidente estava ausente por motivo de viagem oficial os vereadores governistas correram com medo de debater Araripina”, acrescentou.

O vereador João Dias, líder da bancada de oposição, também participou do programa por telefone e não somente endossou as palavras do colega Edivaldo como externou a sua preocupação com a situação por que passa o município. João Dias disse ainda que os vereadores governistas estão sem querer discutir os problemas de Araripina. “Existem muitos problemas em Araripina e os vereadores que fazem parte da bancada do prefeito não estão querendo discutir o município. Essa é uma situação preocupante, pois a Câmara de Vereadores não pode e nem deve se comportar dessa maneira. Fomos eleitos para fiscalizar e cobrar benefícios para a população”, desabafou João Dias

O vereador Edsávio Coelho estava aniversariando ontem e por isso não compareceu à sessão. A vereadora Camila Modesto também não compareceu por conta de estar de licença médica.

Share Button

DENÚNCIAS CONTRA INTOLERÂNCIA RELIGIOSA CRESCEM 800%

Mãe Elza é técnica em Políticas para Segmentos Sociais 

Blog da Folha

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e Coordenadoria de Igualdade Racial, registrou um aumento de 800% no número de denúncias contra intolerância religiosa em comparação a todo ano de 2017. Só esse ano, já foram contabilizadas 16 manifestações, contra duas do ano passado.

De acordo com a Lei nº 9.459, é assegurado a todos os brasileiros o “livre exercício de cultos religiosos e tendo garantida a proteção aos seus locais de culto e às suas liturgias”. No entanto, o teor das denúncias são relatos de discriminação, xingamentos e discurso de ódio que violam a liberdade religiosa. As manifestações são encaminhadas à Polícia e ao Ministério Público.

”Devido ao acumulo de tantas violações cometidas, as pessoas estão mais encorajadas a fazer a denúncia, porque o próprio estado coloca que temos a obrigatoriedade de cumprir essa lei e tem ouvido mais essas pessoas que sofrem essas violações”, frisou a técnica em Políticas para Segmentos Sociais, Mãe Elza.

A Coordenadoria de Igualdade Racial é um órgão da Secretaria Executiva de Segmentos Sociais (Seses) responsável pela promoção, formulação, coordenação e avaliação das políticas públicas de igualdade racial no Estado, povos e comunidades tradicionais e demais grupos étnicos que sofrem discriminação e outras formas de intolerância.

O trabalho em proteção à liberdade de culto e liturgia, aos direitos do consumidor, comunidade LGBT, igualdade racial e pessoa idosa é realizado diariamente e que casos de violações podem ser denunciados anonimamente, através da ouvidoria do órgão pelo telefone 81 3182-7607, pelo site do órgão (www.sjdh.pe.gov.br), ou pessoalmente na sede da secretaria, localizada na Praça do Arsenal, no bairro do Recife.

Share Button

JUNGMANN ABRIRÁ CONCURSO PARA A PF E PRF

Agência Brasil

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, informou, ao anunciar nesta quarta-feira (28) a equipe do novo ministério, que foi autorizado a abrir concurso para as polícias Federal e Rodoviária Federal, com 500 vagas para cada corporação. A promessa é que os certames sejam realizados ainda em 2018. O ministro informou ainda que o orçamento da pasta será de R$ 2,7 bilhões. Após reunião com o Ministério do Planejamento, ficou decidido que não haverá contingenciamento das verbas do órgão.

O ministro Jungmann anunciou que vai marcar um encontro dos ministros de Segurança de todos os países da América do Sul para discutir a situação das fronteiras, e defendeu que uma autoridade do continente coordene a discussão do tema.

Raul Jungmann anunciou os nomes que formarão a equipe da pasta. O general Carlos Alberto Santos Cruz acumulará a Secretaria-Executiva e a Secretaria Nacional de Segurança Pública; o diplomata Alessandro Candeas será o chefe de gabinete; o delegado Rogério Galloro será o diretor da Polícia Federal; Renato Borges Dias fica na direção da Polícia Rodoviária Federal, e Carlos Felipe de Alencastro, como diretor do Departamento Penitenciário Nacional.

O Ministério foi criado por Medida Provisória na terça-feira (27) pelo presidente Michel Temer.

O ministro informou que o presidente Michel Temer vai se reunir nesta quinta-feira (1) com governadores para discutir ações de segurança pública. Ele disse que não adiantaria os números sobre o orçamento da pasta, para que sejam divulgados pelo presidente. Mas adiantou que o Ministério do Planejamento não contingenciará as verbas do órgão. Anunciou ainda que foi autorizada a abertura de concurso para as polícias Federal e Rodoviária Federal.

PF e PRF

Na Polícia Federal, Jungmann anunciou que o número de agentes em fronteiras será dobrado. Segundo o ministro, o combate à corrupção e ao crime organizado serão considerados prioritários, “não sendo excludentes”. Questionado sobre a operação Lava Jato, afirmou que ela terá “todo o apoio em todas as suas necessidades”.

Na Polícia Rodoviária Federal, será fortalecido o programa Alerta Brasil, que funciona com videomonitoramento. Até o fim do ano a promessa é que os postos cheguem a 330. No Rio de Janeiro, o intento é multiplicar por seis os postos atuais.

Share Button

BRASIL PODE LEVAR 260 ANOS PARA DOMINAR LEITURA, DIZ ESTUDO DO BANCO MUNDIAL

ESTUDO ENFATIZA A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PARA IMPULSIONAR O “CRESCIMENTO ECONÔMICO DE LONGO PRAZO, INCENTIVAR A INOVAÇÃO, REFORÇAR AS INSTITUIÇÕES E PROMOVER A COESÃO SOCIAL” (FOTO: EBC) 

Diário do Poder

Um relatório inédito do Banco Mundial estima que o Brasil vá demorar 260 anos para atingir o nível educacional de países desenvolvidos em Leitura e 75 anos em Matemática. Isso porque o País tem avançado, mas a passos muito lentos. O cálculo foi feito com base no desempenho dos estudantes brasileiros em todas as edições do Pisa, a avaliação internacional aplicada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento (OCDE).

Esta é a primeira vez que o World Development Report, relatório anual que discute questões para o desenvolvimento mundial, é dedicado totalmente à educação. A conclusão mais importante do documento é que há uma “crise de aprendizagem” no mundo todo. “Nos últimos 30 anos houve grandes progressos em colocar as crianças nas escolas na maioria dos países, mas infelizmente muitas não entendem o que leem ou não sabem fazer contas”, disse ao Estado o diretor global da área de educação do Banco Mundial, Jaime Saavedra.

Segundo o relatório, 125 milhões de crianças no mundo estão nessa situação. Na América Latina e Caribe, apenas cerca de 40% das crianças nos anos finais do ensino fundamental chegam ao nível considerado mínimo de proficiência em Matemática, enquanto na Europa e Ásia são 80%. Na África Subsaariana, só 10% dos alunos têm níveis aceitáveis de Leitura.

O texto sistematiza evidências e casos de sucesso de vários países para traçar um panorama da educação mundial. A Coreia do Sul e, mais recentemente, o Peru e o Vietnã são países citados como alguns dos que conseguiram avançar com reformas e novas políticas. Entre as sugestões de iniciativas para tentar reverter o quadro principalmente nos países em desenvolvimento, estão a valorização do professor, a avaliação dos sistemas, a melhor gestão das escolas e o investimento em educação infantil.

O Brasil é um dos países que fazem parte dessa crise de aprendizagem, apesar de avanços recentes em avaliações. No último Pisa, porém, o País não aumentou sua nota em Leitura e caiu em Matemática. Procurado pelo Estado, o Ministério da Educação não quis comentar o conteúdo do relatório.

Segundo André Loureiro, economista brasileiro do Banco Mundial, a demora para se atingir níveis de países desenvolvidos só vai acontecer “se o país mantiver o passo em que está”. “Mas há reformas que estão sendo feitas, como a do ensino médio, que têm potencial muito grande de afetar essa trajetória”, acredita. Para ele, a flexibilização do currículo e a diminuição do número de disciplinas devem deixar a escola mais atrativa para os jovens.

Sem plano. “O Brasil precisa urgentemente de um plano estratégico de educação”, diz a presidente do Movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz.

Segundo ela, os avanços do País são lentos porque não se sabe quais são os fatores de fracasso e sucesso das políticas. “A gente abandona as políticas e recomeça do zero sem ter aprendido nada com o passado.” Para Priscila, os dois pontos principais desse plano deveriam ser a valorização do professor e da primeira infância.

“O Brasil teve de expandir o sistema rapidamente para trazer muitas crianças para a escola, precisou de muitos professores e acabou tendo problema com a formação deles”, diz o coordenador de pesquisas do Centro de Políticas Públicas do Insper, Naercio Menezes Filho. Mas, segundo ele, agora o País tem uma oportunidade de corrigir essa questão por causa da queda demográfica. A natalidade diminuiu muito nos últimos anos e o número de alunos no ensino fundamental caiu quase pela metade em 20 anos. “Se mantiver o tamanho das salas, vamos precisar de metade do professores. Podemos selecionar melhor os candidatos.”

O relatório intitulado Aprendizagem para Realizar a Promessa da Educação será apresentado hoje em São Paulo em um evento na Fundação Getulio Vargas (FGV). O texto enfatiza a importância da educação para impulsionar o “crescimento econômico de longo prazo, incentivar a inovação, reforçar as instituições e promover a coesão social”. Há também dados que demonstram que cidadãos mais bem educados valorizam mais a democracia. (AE)

Perguntas para Jaime Savedra, diretor global de Educação do banco Mundial

Por que o relatório do Banco Mundial resolveu focar em educação? 

Precisamos ter certeza de que as pessoas que cuidam das políticas dos países saibam que o capital humano é mais importante que o capital físico. É crucial mostrar o que está acontecendo, os desafios e o que fazer. Porque todo mundo diz que educação é muito importante para o desenvolvimento, mas esse discurso nem sempre se traduz em busca da certeza de que todos na escola estão aprendendo.

Os países precisam investir mais em educação? 

Em alguns países, a resposta é sim, mas em outros, como o Brasil, o dinheiro precisa ser distribuído melhor pelos níveis de ensino e pelo País. A questão é mais sobre como estamos usando os recursos do que colocar mais.

Quais as principais medidas para resolver a crise de aprendizagem? 

O ponto principal é que os países precisam atrair os melhores profissionais para serem professores. Em Cingapura, Finlândia, Japão, se aumentou o prestígio da carreira. E isso não é só salário, mas a percepção social da carreira. Outra questão é o gerenciamento das escolas. O serviço das escolas é realmente difícil porque é o de fazer uma criança feliz e dar a ela as ferramentas para uma vida produtiva.

Share Button

DESEMPREGO SOBE A 12,2% E ATINGE 12,7 MILHÕES DE BRASILEIROS

Com o fim dos contratos temporário no começo do ano, a taxa de desemprego no trimestre encerrado em janeiro ficou em 12,2%, aumento de 0,4 ponto porcentual após atingir 11,8% no último trimestre 2017, revela o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). No primeiro mês do ano, o total de desempregados no País foi de 12,7 milhões de pessoas.

Na comparação ano a ano, a Pesquisa Mensal por Amostra de Domicílio (Pnad) Contínua aponta para uma queda de 0,4%. A explicação para isso é que, em janeiro do ano passado, o desemprego ainda não havia iniciado a sua trajetória de queda e a taxa fora de 12,6%.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.169 no trimestre encerrado em janeiro. O resultado representa alta de 1,6% em relação ao mesmo período do ano anterior. Já a massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 193,8 bilhões no trimestre até janeiro, alta de 3,6% ante igual período do ano anterior.

Para os economistas, o leve aumento de janeiro não dever ser encarado como um motivo de preocupação. O resultado já era esperado. Segundo especialistas, todo o início do ano há uma sazonalidade de aumento de procura por trabalho, que tende a pressionar o desemprego, ainda que a recuperação da economia favoreça a oferta de vagas.

Além disso, normalmente nesta época há a demissão de funcionários temporários que foram contratados para o Natal, principalmente no comércio. Portanto, a elevação na desocupação no começo do ano tende a ser pontual e não significa piora na situação do emprego.

“É normal que tenha esse tipo de sobressalto no período”, avalia o economista Yan Cattani, da Pezco. “O ideal é avaliar a taxa (de desemprego) acumulada em quatro trimestres móveis, que dá para perceber nitidamente a tendência de queda do desemprego”.

Ainda que a situação do mercado de trabalho esteja melhorando, o economista da Pezco ressalta que o nível de subocupados é elevado e que está demorando a diminuir. Contudo, diante da retomada da atividade, acredita que esse montante deve cair, com essas pessoas migrando para vagas de maior qualidade. “O processo não deve acontecer de forma brusca”, diz.

Também para o economista Thiago Xavier, da Tendências Consultoria Integrada, o resultado era mais do que esperado. “A sazonalidade joga contra e a taxa sobe”, diz. (AE)

Share Button

AUMENTO ABUSIVO DE ATÉ 51% DO FRETE DOS CORREIOS PROVOCA INDIGNAÇÃO

Diário do Poder

A companhia argentina de comércio eletrônico Mercado Livre está enviando aos seus clientes um comunicado sobre um aumento de até 51% no frete de produtos a todos que compram e vendem pela internet.

A campanha #FreteAbusivoNão pede que os clientes divulguem o anúncio pelas redes sociais para pressionar a estatal a voltar atrás contra o aumento “abusivo”. Segundo o Mercado Livre, o ajuste entrará em vigor na próxima terça (6/3).

O site questiona o aumento dezessete vezes maior que a inflação de 3% do ano passado. “Para dar uma ideia do abuso, este aumento fará o frete brasileiro ser 42% mais caro do que o da Argentina, 160% mais caro do que o México e 282% mais caro do que o da Colômbia (países em que também operamos)”, afirma a companhia.

Na campanha, o Mercado Livre acusa ainda os Correios de retrocesso “na forma de comércio que mais cresce no mundo”, o e-commerce, impactando diretamente os pequenos e médios empreendedores.

A empresa aponta que mais de 110 mil famílias têm no site uma das suas principais fontes de renda.  “Além disso, essa medida vai prejudicar os mais de 50 milhões de consumidores que compram online no Brasil.”

Em nota, os Correios afirmam que o reajuste será de 8% para objetos postados entre capitais e nos âmbitos locais e estaduais. “Cabe ressaltar que o reajuste não é para os preços de e-commerce, mas para os serviços de encomendas dos Correios, também utilizados pelo e-commerce. Trata-se de uma revisão anual, a exemplo do previsto em contrato.”

A estatal justifica que os reajustes são feitos a partir do aumento de custos relacionados à prestação dos serviços, como gastos com transporte, pagamento de pessoal, combustível, segurança, entre outros. Os Correios citam ainda os desafios de realizar o transporte em um país com as dimensões do Brasil.

“Comparar o preço de frete praticado no Brasil com os países vizinhos, como faz a nota, é tendencioso e pode levar o consumidor a acreditar em uma falsa premissa. O maior dos países citados – a Argentina – tem cerca de um terço da extensão territorial do Brasil e 40% de toda a sua população concentrada na região metropolitana de Buenos Aires. Outro exemplo citado na nota, a Colômbia, é cerca de seis vezes menor que o Brasil.”

A nota frisa que a parceira entre os Correios e o e-commerce brasileiro “é de extrema importância para a empresa.” A estatal afirma ainda que há pacotes de benefícios exclusivos para os marketplaces, com reduções de preço que chegam  a mais de 30% no SEDEX e 13% no PAC.

Crescimento do e-commerce

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Google, no Brasil, o comércio eletrônico surpreende: no ano passado houve um crescimento de 150% em relação ao ano de 2013. A mudança no comportamento dos consumidores está ligada principalmente ao uso de smartphones para compras online. Em 2017 essas transações subiram de 30% para 45%.

Taxa da violência

Os Correios anunciaram ainda a adoção de uma taxa de R$ 3 para entregas feitas no Rio de Janeiro, justificadas pelos “níveis extremos” a que chegou a violência na cidade. “Conforme amplamente divulgado pelos veículos de comunicação, no Rio de Janeiro a situação de violência chegou a níveis extremos e o custo para entrega de mercadorias nessa localidade sofreu altíssimo impacto, dadas as medidas necessárias para manutenção da integridade dos empregados, das encomendas e até das unidades dos Correios”, afirma a nota.

Share Button

EMPRESÁRIO GERALDO DO GESSO É ASSASSINADO EM ARARIPINA

O empresário Geraldo do Gesso foi assassinado nesta tarde na localidade chamada Lagoinha. O caso ganhou forte repercussão nas redes sociais, principalmente nos grupos de WhatsApp, visto que o empresário era bastante conhecido em Araripina.

Segundo informações de populares, dois homens que estavam em um veículo Saveiro acompanharam o veículo do empresário e ao se aproximarem efetuaram vários disparos de arma de fogo tirando a vida do mesmo. Ele não teve como reagir e morreu dentro do próprio veículo. Muitos curiosos estão no local.

Posteriormente estaremos divulgando mais informações a respeito do homicídio.

Share Button

DEPUTADOS FEDERAIS TERÃO O ANO DE TRABALHO MAIS CURTO DA HISTÓRIA

Líderes da Câmara decidiram nesta terça (27) que somente vão definir o comando das comissões permanentes após a janela de troca-troca partidária. Uma resolução vai redimensionar as vagas segundo a proporcionalidade de partidos e dos blocos. Mas só na segunda metade de abril. Presidências e as vices podem até ser definidas antes de abril, mas sem oficialização. Será o ano mais curto da História. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Muitos deputados são aliciados com oferta de cargos em comissões permanentes, por isso os partidos precisam saber com quem contarão.

As sessões da Câmara serão esvaziadas pela campanha, que começa na prática em abril, mas propaganda na TV só a partir de 16 de agosto.

A Copa da Rússia, que começa em 14 de junho, deve suspender os trabalhos da Câmara ou ao menos reduzir o ritmo significativamente.

A Comissão de Constituição e Justiça é a mais ambicionada, e sua presidência é indicada pelo líder da maior bancada ou bloco.

Share Button

Desemprego fica em 12,2% em janeiro de 2018 e atinge 12,7 milhões de pessoas

índice de desemprego no Brasil atingiu 12,2% no trimestre encerrado em janeiro de 2018. Isso significa que 12,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua.

O desemprego ficou maior do que o registrado no trimestre encerrado em dezembro, quando a taxa foi de 11,8%, mas ficou estável em relação ao trimestre anterior, quando a taxa também foi de 12,2%. O número, no entanto, está abaixo da taxa registrada no trimestre encerrado em janeiro do ano passado, de 12,6%.

Evolução da taxa de desemprego
Índice no trimestre móvel, em %
13,713,713,613,613,313,3131312,812,812,612,612,412,412,212,2121211,811,812,212,2jan-fev-mar/17fev-mar-abrmar-abr-maiabr-mai-junmai-jun-juljun-jul-agojul-ago-setago-set-outset-out-novout-nov-deznov-dez-jan/1802,557,51012,515

set-out-nov
12
Fonte: IBGE

O índice de desemprego calculado pelo IBGE é uma média móvel trimestral, divulgada mensalmente. Isso significa que o resultado de janeiro se refere ao período entre novembro de 2017 e janeiro de 2018.

Efeito sazonal

Para o IBGE, o índice de desemprego só não continuou em queda no trimestre encerrado em janeiro por motivos sazonais. Janeiro é um mês em que muitos trabalhadores temporários são dispensados e tradicionalmente há um aumento do desemprego.

“A gente teve duas quedas seguidas na taxa de desocupação (em relação ao trimestre anterior). Isso significa que houve uma melhora no mercado de trabalho. Mas, quando chega em janeiro deste ano, você tem uma estabilidade. Se não fosse o período sazonal, a expectativa era de que a taxa tivesse caído pela terceira vez”, disse o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

“Janeiro é um mês em que tem dispensa de trabalhadores, mas não aconteceu. Então, pode ter havido dispensa e ao mesmo tempo novas contratações”

Share Button

INSS: PRAZO PARA PROVA DE VIDA VENCE AMANHÃ E NÃO SERÁ PRORROGADO

Agência Brasil

Beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que ainda não fizeram a prova de vida devem procurar uma agência bancária e realizar o procedimento até esta quarta-feira (28), sob pena de ter o pagamento interrompido. O prazo, segundo o diretor de Benefícios do INSS, Alessandro Ribeiro, não será prorrogado.

Nesta quarta é o prazo para as pessoas que não fizeram fé de vida [prova de vida] nos últimos três anos. Não tem como prorrogar mais”, disse, em entrevista ao programa Por Dentro do Governo, da TV NBR, da EBC. O período venceria em 31 de dezembro, mas, devido ao grande número de beneficiários que não realizou o procedimento em 2017, o prazo foi prorrogado.

A comprovação é obrigatória para todos que recebem seus pagamentos por conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético. Ribeiro lembrou que não é necessário ir a agências da Previdência Social – o procedimento é feito diretamente no banco em que o beneficiário recebe o dinheiro, mediante apresentação de documento de identificação com foto.

Benefício bloqueado

“Na hora do saque do benefício, a pessoa, estando presente no banco, aparece a informação de que o benefício dela está bloqueado. Ali mesmo, ela fala com o agente bancário, levando documento de identificação com foto, o agente bancário identifica, faz o documento dizendo que ela compareceu à agência bancária para fazer fé de vida e já desbloqueia o benefício”, explicou.

Ainda de acordo com Ribeiro, dos mais de 34 milhões de beneficiários do INSS, entre 3 milhões e 3,2 milhões de pessoas ainda não haviam feito a comprovação de vida até o último balanço. Caso o beneficiário não possa procurar a agência bancária, por motivos de saúde ou por conta de uma viagem, por exemplo, ele deve enviar um procurador ao instituto.

“Um procurador da pessoa, com uma procuração, deve ir a uma agência do INSS, fazer o cadastramento de sua procuração por tempo, para que a gente consiga verificar que existe esse impedimento neste momento. Para que ela tenha dois ou três meses a mais para fazer esse recadastramento”, finalizou.

Share Button

FECHAMENTO DE ESCOLA NA ZONA RURAL DE GERGELIM GERA REVOLTA

A atitude da prefeitura de Araripina, através da Secretaria Municipal de Educação em fechar a Escola Cleonildo Cavalcante Coelho, que fica localizada no Sítio Pitombeira, zona rural do distrito de Gergelim causou uma grande revolta aos moradores da referida localidade, sobretudo os pais dos alunos. Com o fechamento da mesma, os alunos foram remanejados para a escola na sede do distrito.

Os moradores estão indignados e dizem que a escola é antiga e foi construída através do esforço da própria comunidade e que faz parte da história do Sítio Pitombeira. Também externam preocupação com os seus filhos que são crianças terem que se deslocar até a sede do distrito.

O fechamento da escola repercutiu bastante nas redes sociais. O vereador Edsávio Coelho, que reside em Gergelim, utilizou a rede social para denunciar o fechamento da escola. A sua postagem teve vários compartilhamentos e comentários, inclusive, de pessoas que estudaram naquela escola quando criança.

Veja abaixo a postagem do vereador Edsávio Coelho, externando como porta voz a revolta do povo do Sítio Pitombeira:

“Como Vereador repudio a atitude do prefeito Raimundo Pimentel de fechar a Escola CLEONILDO CAVALCANTE COELHO. Fui procurado pelos moradores do sitio Pitombeira no distrito de Gergelim e todos estão indignados com a atitude do senhor prefeito. La é uma escola antiga que foi construída com uma doação do terreno feito pelo senhor Antônio de Nilo e foi fechada pela primeira vez pela Secretaria de Educação do município de Araripina. É um patrimônio da comunidade e tem muito zelo e carinho pela escola, todos que residem naquele local iniciaram os estudos nessa escola, não se conformam pelo fechamento da mesma.

Fico indignado com essas atitudes que o senhor prefeito vem tomando prejudicando o município de Araripina. Enquanto outros municípios vêm abrindo novas escolas o prefeito vem fechando, isso é um absurdo. O mesmo foi em uma emissora de rádio hoje 26/02 falar que está organizando o município. É assim que se organiza a cidade, fechando as escolas!?”

Share Button

APROVADA PROPOSTA DE ARMANDO QUE CRIA A UNIVERSIDADE DO AGRESTE

A Comissão de Educação aprovou, nesta terça-feira (27), parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) a projeto de lei criando a Universidade Federal do Agreste de Pernambuco (UFAPE), com sede no município de Garanhuns. O projeto, oriundo da Câmara dos Deputados, segue à votação do plenário do Senado e retorna em seguida ao exame final da Câmara.

A UFAPE, cuja implantação está orçada em R$ 121 milhões, resultará do desmembramento do campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) em Garanhuns. “Vencemos uma luta de muitos anos e me orgulho, como pernambucano, de ter contribuído para esta vitória. Tenho certeza de que a comunidade do Agreste vai comemorar com entusiasmo”, assinalou Armando.

O senador petebista disse que, embora ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do governo Dilma Rousseff, faz questão de ressaltar “o papel importante” do ministro da Educação, Mendonça Filho, “meu conterrâneo”, na criação da UFAPE.

AVANÇO – O parecer de Armando Monteiro destaca que a implantação da UFAPE é “extremamente relevante para o Agreste de Pernambuco e para o avanço do processo de democratização do acesso à educação superior no estado”. A escolha de Garanhuns para sediar a UFAPE se justifica não apenas por aproveitar as instalações locais da Universidade Federal Rural como, pontua o parecer, “pela relevância socioeconômica e cultural do município, polo de desenvolvimento da microrregião do Agreste Meridional”.

Segundo o parecer de Armando, elaborado sobre projeto de lei que cria a Universidade Federal do Delta do Parnaíba, no Piauí, os alunos do campus da Universidade Federal Rural de Pernambuco passam a integrar automaticamente a UFAPE. O parecer do petebista determina a criação dos cargos de reitor e vice-reitor e de 600 cargos de professor na nova universidade federal, além de cargos administrativos.

Ascom – Foto: Ana Luiza Sousa/Divulgação

Share Button

DETENTAS DA COLÔNIA DE ABREU E LIMA INICIAM CURSO DE AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE

Secretaria de Imprensa – Foto: Márcia Galindo/Seres

Na manhã desta segunda (26/02), 30 detentas da Colônia Penal Feminina de Abreu e Lima (CPFAL) deram mais um passo em direção à liberdade. Foi realizada a aula inaugural do curso profissionalizante de Agente Comunitário de Saúde, resultado de um termo de cooperação técnica da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, através da Executiva de Ressocialização (Seres), com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). O curso é o primeiro da área destinado a mulheres do Sistema Penitenciário e faz do programa Pronatec Mulheres Mil, do Governo Federal,

De segunda a quinta, das 8h30 às 11h30, as alunas deixarão suas celas para cumprirem uma carga horária de 400 horas onde serão habilitadas a atuar como agentes comunitárias de saúde, além de aprenderem sobre cuidados com idosos e crianças. A previsão é de que o curso, que conta com oito professores, seja concluído em novembro de 2018. “O Governo de Pernambuco quer facilitar o retorno dessas mulheres ao mercado de trabalho e à convivência familiar. Esse é um convênio que merece ser estendido para outras unidades”, reconhece o secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues.

Os conhecimentos adquiridos no curso possibilitarão o retorno dessas mulheres ao mercado de trabalho, além de atuarem junto à comunidade onde moram e à família. Como benefício jurídico, terão direito à remição de pena que contabiliza um dia a menos na pena a cada 12 horas trabalhadas durante três dias. A reeducanda Ingrid Alves da Silva, 30 anos, cumpre pena há mais de oito anos e já realizou outros três cursos. “Quero mais conhecimento e acho que estou no rumo certo pois a primeira oportunidade que aparecer eu agarro”, afirmou. “Criar esse curso no âmbito do sistema prisional é uma ideia fantástica porque além de levar a essas mulheres o conhecimento técnico do programa, é passada a questão do empoderamento feminino e do resgate da cidadania”, explica a coordenadora Adjunta do Pronatec Mulheres Mil, Aurenice Pontes Loio Vaz.

Estiveram presentes também na aula inaugural a gerente da CPFAL, Elisângela Santana; a superintendente de Capacitação e Ressocialização da Seres, Valéria Fernandes; a gerente de Educação e Qualificação Profissionalizante/Sres, Edvany Oliveira, e coordenadora Adjunta do Pronatec Mulheres Mil, a professora Suely Alves de Lima. A gestão pedagógica do curso  é do Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas (Codai/UFRPE).

Share Button

OURICURI: REFORMA E AMPLIAÇÃO DA PRAÇA FREI DAMIÃO SERÁ INAUGURADA NESTA QUARTA-FEIRA(28)

Nesta quarta-feira(28), é dia de missa de Frei Damião, e é dia de reunir a família para a inauguração a partir das 18:00hrs, da reforma e ampliação da Praça Frei Damião para a alegria de todos os devotos e fieis.

A comunidade de Ouricuri estará em festa com a entrega da praça Frei Damião em uma cerimônia de inauguração que contará com a presença do prefeito Ricardo Ramos. A praça foi totalmente reconstruída com recursos próprios da prefeitura. Foram incluídas também rampas de acessibilidade para cadeirantes, coincidindo com as faixas de pedestres das ruas do entorno.

Antes mesmo da inauguração, a praça já faz a diferença no cotidiano dos moradores. O aposentado Aristides, 63 anos, mora a bastante tempo próximo da praça, diz que agora o centro da cidade pode ter motivo de orgulho. “Além de ter ficado muito bonita, finalmente, temos mais um ponto de referência para os ouricurienses e visitantes. É uma praça que vai servir a todos. A garotada vai poder brincar, os mais velhos terão um lugar para passear e conversar”, elogia.

ASCOM

Share Button