ARMANDO CELEBRA GERAÇÃO DE 3 MIL EMPREGOS EM PETROLINA

armando monteiro em petrolina

Petrolina – Otimista em relação à retomada do crescimento econômico do país, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, celebrou na noite desta quinta-feira (26), em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a implantação de uma empresa de call center, com sede em Minas Gerais, que deve gerar cerca de 3 mil empregos diretos no município a partir deste ano.

“O nosso Brasil é muito maior do que qualquer dificuldade que se apresente. Algumas vozes ficam insistindo em querer impregnar um clima de pessimismo e de desalento no Brasil. Mas eu costumo dizer que os pessimistas no Brasil estão condenados a perder”, afirmou, durante a solenidade de assinatura do termo de cessão do terreno, doado pela prefeitura, à empresa AeC, que investirá cerca de R$ 26 milhões na implantação da filial. “Estamos reequilibrando a economia para que o Brasil retome o crescimento e isso vai acontecer logo, eu estou seguro”, garantiu o ministro.

Empenhado em estimular medidas para gerar empregos no Brasil, a exemplo do Plano Nacional de Exportações, Armando Monteiro fez questão de ir a Petrolina prestigiar o ato que marca a implantação da AeC em Petrolina. Junto com o prefeito Júlio Lóssio e dirigentes da empresa, o ministro ressaltou que o investimento feito no município é um exemplo de crença na retomada do crescimento: “Esse ato é uma demonstração de crença no nosso país, esse ato é a afirmação da força e da capacidade empreendedora do povo brasileiro”.

Share Button

GOVERNO SUSPENDE PROGRAMA MINHA CASA MELHOR

dilma

Com problemas de falta de recursos, o governo federal decidiu suspender o programa Minha Casa Melhor, linha de crédito especial para os beneficiários do Minha Casa, Minha Vida adquirirem móveis, eletrodomésticos e eletrônicos a taxas de juros subsidiadas, como antecipou ontem o portal Estadão.com.

Para operar o programa, a Caixa Econômica Federal recebeu do governo uma capitalização de R$ 8 bilhões em junho de 2013. Do valor total, R$ 3 bilhões foram direcionados para os financiamentos do programa – o restante foi usado em outra operação.

O jornal O Estado de S. Paulo apurou que a Caixa desembolsou até o fim do ano passado mais do que esses R$ 3 bilhões. Até dezembro, 18 meses após o lançamento do programa, 640 mil famílias tinham recebido os cartões do Minha Casa Melhor. Foram oferecidos R$ 3,2 bilhões – dos quais R$ 2,4 bilhões foram realmente contratados.

“Novas contratações do Minha Casa Melhor estão sendo discutidas no âmbito da terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida”, informou, em nota, a Caixa. “Os cartões referentes a contratos já realizados continuam operando normalmente”. O Tesouro Nacional foi procurado pela reportagem, mas disse que somente o banco se pronunciaria sobre o assunto.

Pelo canal oficial de comunicação que mantém com os beneficiários do programa, a atendente da Caixa afirmou que o Minha Casa Melhor está suspenso desde o dia 20 deste mês. “A Caixa está reavaliando o programa antes de realizar novas contratações no Brasil inteiro”, afirmou a atendente, que não quis se identificar.

No lançamento do programa, o governo divulgou que a expectativa era de que 3,7 milhões de famílias fossem beneficiadas, em um total de R$ 18,7 bilhões. O Minha Casa Melhor oferece crédito a juros mais baixos que os praticados no mercado para as famílias atendidas pelo programa Minha Casa Minha Vida comprarem 14 tipos de eletrodomésticos e móveis. Os juros são de 5% ao ano contra 16,5% que são cobrados pelo mercado para financiar esses produtos.

O presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro, lamentou o “congelamento” do programa por ter certeza que a medida terá impacto no setor varejista. “O Brasil está diante do desafio de fazer funcionar esse novo modelo econômico imposto pelo ministro Joaquim Levy “, afirmou.

A CNDL, que representa 1,2 milhão de lojistas, estima que o programa injetou R$ 1,4 bilhão no setor no ano passado. De acordo com o governo, desde o lançamento do programa, os donos dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida compraram TV digital, computador, geladeira, fogão e móveis, entre outros produtos, em 28 mil lojas espalhadas pelo País.

Ao entregar os imóveis do conjunto em Feira de Santana (BA), a presidente Dilma Rousseff assegurou a continuidade do programa de habitação popular. Segundo ela, a terceira fase será lançada em março, com a meta de contratar mais 3 milhões de moradias.

Depois de dizer que faz ajustes fiscais “como uma mãe, uma dona de cana faz na casa”, a presidente garantiu que o governo não paralisaria programas sociais, como o Minha Casa, Minha Vida. Ela não citou, porém, o Minha Casa Melhor. A cerimônia foi planejada para ser a primeira parada em um roteiro de viagens que a presidente planeja fazer para recuperar sua popularidade.

Beneficiários se decepcionam com suspensão

As 920 famílias de Feira de Santana (BA) que receberam nesta quarta-feira (25), da presidente Dilma Rousseff, as chaves dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida não puderam pegar ontem o cartão para comprar os móveis. A Superintendência Regional da Caixa na Bahia confirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que os cartões não foram distribuídos por determinação do banco e que a medida estava sendo executada em todo o país.

Os novos moradores foram surpreendidos pela notícia de que o Minha Casa Melhor havia sido suspenso. A notícia se espalhou no boca a boca e criou um clima de decepção geral, já que muitos contavam com a linha de crédito para mobiliar suas novas unidades.

“Eu fui surpreendida porque não tenho os móveis, estava contando (com o Minha Casa Melhor). Preciso comprar praticamente quase tudo. Tenho um fogão de duas bocas, uma geladeira usada com problema na borracha que eu queria trocar e um colchão que durmo com mo meu filho”, disse Eliane Costa Santos, que tem 24 anos.

Vendedora ambulante e com renda de um salário mínimo, ela vai se mudar com um filho para a nova moradia. “Eu não tenho os móveis da minha casa e não tenho condições de comprar. Em tempo de festa a gente ganha. Fora de época não tem muito boa vendagem”.

No dia seguinte à cerimônia, quando muitos moradores foram nos residenciais Solar da Princesa III e IV, no bairro de Gabriela, em Feira de Santana para tratar da instalação de água e luz, outra contemplada ouvida pela reportagem alegou ontem que não houve qualquer justificativa para a interrupção.

“Me disseram que estava suspenso desde o dia 20 de fevereiro, por tempo indeterminado”, afirmou Cidiléia Santos Silva, que tem 29 anos e é mãe de um filho. “A única coisa que eu tenho, graças a Deus ainda, é uma cama, o guarda-roupa do meu filho, um fogão, um bujão e minhas roupas”, queixou-se.

“O Minha Casa Melhor ia ser importante para eu poder comprar um sofá, poder arrumar o quarto do meu filho, para poder comprar um fogão melhor e armário de cozinha. Mobiliar minha casa toda”.

Com duas filhas, Aline Ribeiro, de 32 anos, contou que um funcionário do banco estatal lhe disse que o Minha Casa Melhor estava suspenso e que não havia previsão de retorno. “É uma coisa que se não retornar vai fazer falta para muita gente que precisa. Muita gente que não tem nada e precisa do cartão”, afirmou. “Não tenho cama, minha filha não tem cama e não tenho guarda-roupa. Se chegar vai vir em boa hora”.

Da Agência Estado

Share Button

VALMIR FILHO AFIRMA: ”SOU CANDIDATO A TRABALHAR POR ARARIPINA”

valmir

O vice-prefeito Valmir Lacerda Filho (PR) concedeu entrevista ao Programa do radialista Martinho Filho e entre vários assuntos que abordou garantiu que será sim candidato a trabalhar por Araripina, quando questionado se disputaria as eleições majoritárias de 2016.

Muito á vontade, Valmir Filho disse que sempre fez política com grandeza, aprendizado que segundo ele, vem de berço uma vez que é filho do casal de ex-prefeitos Valmir e Dionéa Lacerda. Também é primo do ex-governador José Ramos.

Durante a entrevista fez a defesa da gestão do prefeito Alexandre Arraes (PSB) reconhecendo que o município passa por dificuldades em virtude da situação econômica que o país está vivendo e as medidas tomadas pelo Governo Federal que tem prejudicado os municípios brasileiros.

Em se tratando de sucessão municipal, Valmir Filho disse que estava muito tranquilo em relação a isso, garantindo ser um político de grupo e que respeita a decisão da maioria. Que o seu nome estava colocado como pré-candidato a prefeito “não por imposição e sim pelo” desejo de trabalhar e ajudar no desenvolvimento de Araripina”.

Share Button

JORNALISTA TRINDADENSE LANÇA LIVRO NO PRÓXIMO SÁBADO COM COLEGAS DE SÃO PAULO

livro

O jornalista trindadense Francisco Monteiro, e as jornalistas Daiane Vieira e Luciana Mennitti do estado de São Paulo, estão prestes a realizar mais um sonho: lançar um livro. Intitulado “Brasil Favela – Retrato da Cufa”, a publicação é resultado do trabalho de conclusão de curso dos jovens, concluído no final de 2012, e retrata, em cinco capítulos, a realidade vivida por moradores de conhecidas favelas do Rio de Janeiro e São Paulo. A obra, publicada pela Editora Multifoco, será lançada no próximo dia 28, às15h, no Teatro Adamastor Centro, em Guarulhos-SP, e foi orientada por Vânia Coelho, jornalista, escritora e docente do curso de Comunicação Social da Universidade Guarulhos.

O Livro

O livro foi escrito baseado na realidade vivida pelos jornalistas ainda na universidade, que visitaram as comunidades de Paraisópolis em São Paulo e o complexo do Alemão, Madureira e a cidade de Deus no Rio de Janeiro. Durante as visitas os repórteres realizaram muitas entrevistas e viram de perto uma realidade de um Brasil diferente existente em muitas capitais, que são as comunidades, as favelas como são conhecidas. (A CUFA – Central Única das Favelas) è uma instituição presente em muitas favelas brasileiras e até em outros países representada pelo ativista o rapper MV Bill. “Quem ler o livro vai encontrar historias de personagens que sempre viveram na favela, historias vivenciadas por uma equipe de jornalistas que vivem nesse livro o verdadeiro jornalismo participativo”. Afirmou Francisco.

Francisco Monteiro è jornalista e radialista, sempre foi apaixonado pela comunicação social, principalmente pelo jornalismo, atualmente trabalha na região do Araripe. Jornalista na Radio Pop Brasil FM de Trindade e Jornalista fundador do Portal do Araripe.

Fonte: Portal do Araripe

Share Button

MULHER DE DEPUTADO VAI VIAJAR ÀS CUSTAS DA CÂMARA

deputado

A Câmara decidiu nesta quarta-feira (25) aumentar os gastos com os deputados em R$ 146,5 milhões. Neste ano, o reajuste será dado a partir de abril, representando um aumento de R$ 110 milhões. Dentre os benefícios anunciados está o gasto com as viagens das mulheres dos deputados, que ficará às custas da Casa, conforme aprovado pelo plenário. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que o reajuste leva em consideração apenas a inflação e não representa mais gastos para a Casa. Para equilibrar a conta, será necessário fazer uma série de cortes no mesmo valor do aumento.

O gasto com verba de gabinete, destinada ao pagamento dos funcionários dos gabinetes, foi reajustado em 18%, correspondente ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado desde julho de 2012. O valor passa de R$ 78 mil para R$ 92 mil. Serão gastos mais R$ 97 milhões neste ano e R$ 129 milhões a mais a partir de 2016.

O cotão, verba mensal para gastos como aluguel, alimentação, transporte, entre outros, foi reajustado em 8%. O maior, de Roraima, passa de R$ 41,6 mil para R$ 44,9 mil. O menor, do DF, vai de R$ 28 mil para R$ 30 mil. O reajuste custará mais R$ 12,5 milhões este ano e R$ 16,6 milhões a mais no ano que vem.

O auxílio-moradia dos deputados foi reajustado em 10,5%, passando de R$ 3,8 mil para R$ 4,2 mil, aumento de R$ 663,8 mil este ano e R$ 885 mil em 2016.

O presidente da Casa anunciou também que os cônjuges dos parlamentares terão direito a passagens aéreas para se deslocar do Estado de origem a Brasília e vice-versa. O valor da cota não será aumentado, segundo Cunha.

Para pagar a conta do aumento dos benefícios será necessário cortar investimentos, custeio, compras de equipamentos e materiais permanentes e contratos. Ainda não há detalhes a respeito dos cortes.

“Não vai custar um centavo. Todo acréscimo terá um corte correspondente em outras despesas que já foram quantificadas e serão cortadas. Se tivesse qualquer aumento de despesa, nós não faríamos”, disse Eduardo Cunha.

Cunha negou que os ajustes sejam uma medida “corporativista” nem quis encarar os itens cortados como “supérfluos”. “A tendência que você tem é que a atividade política nos tome um tempo muito forte. A gestão administrativa sempre acaba sendo atividade secundária dos presidentes”, afirmou. (DP)

Share Button

LULA SE REÚNE COM FERNANDO BEZERRA COELHO

fbc

De passagem por Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem buscado ampliar a aproximação não apenas com integrantes da base aliada. No radar do petista, também entrou representantes do PSB, partido que deixou o núcleo do governo no ano passado, na disputa pela presidência da República.

Em Brasília desde essa quarta-feira (25), Lula se reuniu com o senador Fernando Bezerra (PSB-PE), no hotel em que está hospedado. O encontro ocorreu horas antes de o petista participar de jantar com integrantes da bancada do Senado do PT. Na manhã desta quinta-feira (26), a rodada de conversas ocorreu com senadores do PMDB.

Na conversa com Fernando Bezerra, o ex-presidente considerou que é preciso que o governo explique de uma forma mais clara à sociedade a necessidade dos ajustes fiscais encaminhados pela equipe econômica para votação dos congressistas. Entre outras medidas, as propostas do governo endurecem o acesso a benefícios sociais como seguro desemprego, abono salarial e pensão por morte.

“O Lula disse que é preciso explicar melhor sobre os motivos do ajuste. A vida não se encerra com eles, que é preciso falar de futuro”, contou Bezerra ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado.

No bate papo, o senador também apresentou um quadro pouco amistoso no Congresso ao governo Dilma. “Chamei a atenção de que o quadro político é de muita preocupação dentro do Congresso com contorno na questão política. É preciso conversar mais, dar uma desanuviada no clima tencionado desde a disputa da Mesa Diretora do Senado”, afirmou.

Segundo ele, apesar de defender a ampliação do diálogo e da aproximação com o presidente Lula, não houve discussão sobre a possibilidade de o PSB retornar à base aliada. “Vamos permanecer na situação de independência ao governo. Mas disse a ele que o partido vai apoiar as propostas”, afirmou Bezerra. (AE)

Share Button

PROFESSORAS DE OURICURI PARTICIPAM DE SEMINÁRIO DO PACTO NACIONAL PELA EDUCAÇÃO NA IDADE CERTA EM OLINDA

ouricuri

Um grupo formado por oito professoras está em Olinda-PE, desde o último dia 23, onde participam de Seminário de formação do Pacto Nacional Pela Educação na Idade Certa – PENAIC. O objetivo é nortear coordenadores e orientadores dos municípios pernambucanos para melhor formar os docentes do município que trabalham com educação básica.

O programa desenvolvido em parceria com o Governo Federal, busca alfabetizar toda criança até os 8 anos de idade, tempo considerado o marco para o seu desenvolvimento intelectual. Em Ouricuri a formação é direcionada a professores da rede municipal, efetivos e contratados, que lecionam em turmas do primeiro ciclo e multisseriado.

A ação envolve 216 professores e teve inicio em 2013 com o curso de português e teve continuidade em 2014 com a formação em matemática. O PNAIC conta com oito orientadores de estudo e a Coordenadora Municipal Maria Claudia Araújo da Silva.

Neste ano, a formação deverá tratar de interdisciplinaridade. Neste sentido, segundo a Coordenadora do PNAIC no município, Maria Claudia, “a Prefeitura continuará com a parceria visando o aprimoramento dos profissionais da educação e consequentemente o aprendizado dos alunos”.

Ascom PMO

Share Button

TRINDADE INAUGURA EM BREVE A ESCOLA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO

escola escola1

A Prefeitura de Trindade trabalha pelo desenvolvimento educacional do município. Além de encontros educacionais e capacitações para os educadores trindadenses, a Secretaria de Educação vem desenvolvendo inúmeras ações de infraestrutura através de reformas das escolas, aquisição de mobílias novas, carteiras para os estudantes e ar condicionados para as salas da rede municipal de ensino.

De acordo com o prefeito Dr. Everton Costa, breve será inaugurada a Escola Municipal do Conjunto Habitacional Divino Espirito Santo que vem recebendo pintura nova, ampliações, divisões de salas, carteiras novas e ainda a implantação de ar condicionados, permitindo um clima mais agradável para os profissionais e alunos.

“Precisamos construir, reformar e ampliar os serviços educacionais. A infraestrutura das escolas é fundamental, encontramos a maioria delas em estado precário, e sabemos que isso seria um dos nossos desafios, promover motivação que fosse da auxiliar de serviços gerais aos professores e estudantes e por isso, estamos conseguindo inúmeros serviços para cada escola, disse o chefe do poder executivo de Trindade.

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Trindade

Share Button

ARMANDO CRIA GRUPO DE TRABALHO PARA TRATAR DO SETOR GESSEIRO

armando

Brasília – Em reunião no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior com os representantes do polo gesseiro do Sertão do Araripe, em Pernambuco, o ministro Armando Monteiro Neto anunciou a criação de um grupo de trabalho, coordenado pelo secretário de Desenvolvimento da Produção da pasta, Carlos Augusto Gadelha, para estabelecer as prioridades e as ações de estímulo às atividades do setor, sobretudo com a geração de novos empregos.

O encontro, realizado no gabinete de Armando, em Brasília, contou com a participação de parlamentares e representantes de sindicatos e associações do setor. O ministro se colocou à disposição para atender às demandas apresentadas pelo representante do Sindicato da Indústria do Gesso do Estado de Pernambuco (Sindugesso), Josias Inojosa Filho. O objetivo do Grupo Técnico de Trabalho é assegurar maior agilidade no tratamento dos assuntos que dizem respeito ao polo gesseiro.

Share Button

O QUE FAZER PARA NÃO CAIR NA MALHA FINA?

BASE-STANDARD-v9.ai

* Dora Ramos

Mesmo fazendo parte de nossa rotina há muitos anos, a declaração do Imposto de Renda ainda gera dúvidas e amedronta grande parte dos brasileiros. Falta de organização dos documentos, descuidos com os prazos disponíveis e, por incrível que pareça, erros infantis fazem com que muitos caiam na temida malha fina e tenham transtornos para obter a restituição.

Como ocorre em todos os anos, a Secretaria da Receita Federal divulgou que todos aqueles que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 26.816,55 em 2014 devem prestar contas entre os dias 2 de março e 30 de abril. Muitos, entretanto, não tomam os cuidados necessários e, por desinformação ou descuido, fornecem informações equivocadas. Entre os erros comuns e pouco conhecidos dos declarantes, está um dos responsáveis por provocar contratempos, inclusive, às empresas: o arredondamento dos valores.

Embora muitos não saibam, a coleta de dados da Receita é extremamente precisa e detalhada. Ou seja, cada centavo deve ser especificado, já que arredondar os dados, para mais ou para menos, pode gerar divergências e ser entendido como tentativa de burlar o sistema. Tanto pessoas físicas quanto bancos, seguradoras, planos de saúde e demais instituições devem tomar esse cuidado, que parece simples, mas é responsável por gerar desentendimentos com o “Leão”.

Ainda falando para as empresas, outro equívoco presente nas declarações de IR é o conflito nas informações contidas no CNPJ do estabelecimento e no CPF do proprietário – estes dados estão atrelados e qualquer desencontro pode ser comprometedor. Já no caso especifico de pessoas físicas, o “excesso” pode atrapalhar: não é incomum encontrarmos a inclusão de filhos como dependentes nas declarações tanto do pai quanto da mãe. Isto gera duplicidade de informações, o que também é identificado pela malha fina.

Atenção aos prazos, organização dos documentos e, claro, conhecimento dos erros mais comuns são fundamentais para que imprevistos sejam evitados. Apenas com alguns cuidados e algumas horas dedicadas, o brasileiro conseguirá cumprir seu papel, sem se complicar em um procedimento tão rotineiro.

* Dora Ramos é educadora financeira e especialista em contabilidade e controladoria. Fundadora e diretora responsável pela Fharos Contabilidade & Gestão Empresarial.

Share Button

ESTUDO MOSTRA QUE 2/3 DOS FUMANTES MORRERÃO POR CAUSA DO CIGARRO

cigarros

Um amplo estudo com mais de 200 mil pessoas confirmou que dois a cada três fumantes morrerão de doenças relacionadas ao cigarro, caso continuem fumando. O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade Nacional da Austrália, é a primeira evidência científica independente – isto é, não ligada a associações militantes -, com uma amostra populacional tão grande, a fornecer evidências de que a taxa de mortalidade ligada ao tabagismo chega a dois terços. O estudo foi publicado na revista científica BMC Medicine.

“Já sabíamos que fumar é ruim, mas agora temos uma prova direta e independente que confirma as preocupantes descobertas que têm surgido internacionalmente, disse a coordenadora do estudo, Emily Banks, pesquisadora da universidade australiana.

De acordo com ela, o estudo mostrou também que os fumantes têm um risco três vezes maior de morte prematura e que eles morrerão em média, cerca de 10 anos antes dos não-fumantes.

Segundo os autores do estudo, até recentemente estimava-se que metade dos fumantes morreriam por causa do cigarro, mas um estudo posterior feito com voluntários da Sociedade Americana de Câncer já indicava que a morte pelo cigarro poderia atingir 67% dos fumantes. “Nós conseguimos mostrar exatamente o mesmo resultado com uma amostra populacional muito maior”, disse Banks.

A pesquisa foi o resultado de uma análise de quatro anos das informações sobre a saúde de mais de 200 mil homens e mulheres que participaram do estudo “45 and Up”, do Instituto Sax, da Austrália, considerado a maior pesquisa sobre saúde e envelhecimento realizada no Hemisfério Sul.

A Austrália tem uma das mais baixas taxas de tabagismo do mundo – apenas 13% da população – e é líder internacional em embalagens genéricas de cigarro, quando as caixas e maços são padronizadas e não podem ter marcas, cores, imagens ou logotipos.

“Mesmo com as baixas taxas de tabagismo que temos na Austrália, nossa descoberta é um importante alerta de que a guerra contra o tabaco ainda não foi vencida – e os esforços para o controle do tabagismo precisam seguir adiante”, disse Banks.

A pesquisa também apontou que, em comparação aos não fumantes, quem fuma apenas 10 cigarros por dia dobra o risco de morte, enquanto quem fuma um maço por dia aumenta o risco de morte de quatro a cinco vezes. O estudo, conduzido por uma equipe internacional, foi apoiado pela Fundação Nacional do Coração, da Austrália, em colaboração com o Conselho do Câncer de New South Wales.

O presidente do conselho, Kerry Doyle, afirmou que o governo australiano está no caminho certo para diminuir ainda mais as taxas de tabagismo, por meio de iniciativas como o aumento de impostos e a embalagem genérica.

“Os preços mais altos do cigarro têm se mostrado a intervenção mais eficaz disponível para todos os governos que queiram reduzir a demanda de tabaco. Como o tabagismo é uma das principais causas de doenças cardiovasculares, incluindo enfarte derrame e doença vascular periférica, quanto mais fatores de dissuasão as pessoas tiverem entre elas e o cigarro, melhor”, disse Doyle. (AE)

 

Share Button

CAMPANHA NACIONAL ALERTA PARA RISCO DE SEGUNDA FRATURA CAUSADA PELA OSTEOPOROSE

campanha

A Sociedade Brasileira de Ortopedia (Sbot) lançou uma campanha nacional  chamando a atenção para a necessidade de orientar médicos e pacientes sobre os riscos da refratura (segunda fratura em osso quebrado anteriormente) causada pela osteoporose. O diretor de Relações Institucionais do Comitê de Doenças Osteometabólicas da Sbot, Márcio Passini, disse nesta terça-feira (24) que há dificuldade de diagnosticar a osteoporose, porque é uma doença assintomática, que o paciente, muitas vezes, desenvolve sem saber.

Um exame chamado densitometria identifica o problema. A campanha visa a alertar a população para que fale do assunto com seu ortopedista e cobre dele mais atenção para a doença. “O tratamento da osteoporose é para impedir que a pessoa tenha a primeira fratura.” O que ocorre, porém, é que muitas vezes a pessoa tem uma fratura osteoporótica que é tratada, mas, como a osteoporose é estudada por um grupo reduzido de ortopedistas, o profissional acaba esquecendo de pedir ao paciente a densitometria ou encaminhá-lo a um especialista, disse Passini.

“Com isso, a pessoa que teve uma fratura osteoporótica tem um risco aumentado de ter a segunda [fratura]. A pessoa [com osteoporose] tem duas vezes mais chances de ter uma segunda fratura do que de ter a primeira, e quatro vezes mais de ter a terceira. É exponencial, vai aumentando”, explicou.

A campanha objetiva lembrar à população que quem teve uma fratura osteoporótica precisa tratar a doença. Para o médico, nessa hora, é mais importante saber que a pessoa tem uma fragilidade óssea e tratar. “Precisamos entender que  a pressão da população sobre o médico faz mais efeito do que a pressão das entidades de classe sobre o médico.”

Segundo Passini, é fácil identificar se uma fratura é osteoporótica. “O ortopedista tem treinamento para isso”. Pela radiografia e pelas características do acidente, ele pode fazer o diagnóstico. As fraturas osteoporóticas são provocadas por trauma de baixo impacto. Fraturas de colo de fêmur e da coluna vertebral são exemplos de fraturas osteoporóticas comuns. A isso se soma o fato de a pessoa ter mais de 50 anos de idade; ser mulher que teve a menopausa muito cedo, por volta de 40 anos de idade; ser uma pessoa franzina; ou ter histórico familiar de fraturas.

Passini diz que a refratura é um problema mundial. “Por isso, existem campanhas no mundo inteiro para prevenir a segunda fratura”. Ele destacou que é motivo de orgulho o fato de o Brasil ter sido o primeiro país que se preocupou em combater o risco da refratura no mundo, por meio do serviço público Prevrefrat [Prevenção de Refraturas], do Hospital de Ipanema, do Rio de Janeiro, que conseguiu 97% de redução da segunda fratura. “O Prevrefrat começou dois anos antes de o mundo ter acordado para o fato de é preciso tratar o paciente que tem a primeira fratura para impedir a segunda.”

O ortopedista disse que impedir a primeira fratura é um problema de saúde pública extremamente caro. A estimativa da Sbot é que existam 20 milhões de pessoas osteoporóticas no Brasil. “Estimamos que, no Brasil, ocorram 4 milhões de fraturas osteoporóticas por ano, que têm custo elevado para o Estado”. Embora a osteoporose seja uma patologia que acomete pessoas de mais idade, Passini explicou que o aumento do número de pacientes idosos com a doença é desproporcional ao crescimento da população com mais idade.

“Hoje, encaramos isso como algo que começou na infância. É a criança que toma pouco leite, é o adolescente que, em vez de praticar atividades físicas, pratica jogos de computador”.  Segundo o médico, isso explica o aumento desproporcional da incidência de osteoporose na população idosa em relação ao aumento populacional dessa faixa de idade. A meta da Sbot é que 100% dos pacientes com fraturas osteoporóticas sejam tratados para evitar a refratura. (Agência Brasil)

 

Share Button

CÂMARA APROVA E VAI À SANÇÃO PROJETO QUE CRIMINALIZA VENDA DE BEBIDAS A MENORES

bebida

A Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei do Senado, que tipifica como crime a venda de bebidas alcóolicas a menores de 18 anos. O projeto prevê detenção de 2 a 4 anos e multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil pelo descumprimento da proibição. Como o texto já havia sido aprovado no Senado e não foi alterado na votação dos deputados, ele segue agora à sanção presidencial.

O projeto aprovado altera a o Estatuto da Criança e do Adolescente para tornar crime vender, fornecer, servir, ministrar ou entregar, ainda que gratuitamente, de qualquer forma, a criança ou adolescente, bebida alcóolica ou, sem justa causa, outros produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica. O texto estabelece como medida administrativa a interdição do estabelecimento comercial até o recolhimento da multa. (DP)

Share Button

VEREADOR EVILÁSIO MATEUS, DA OPOSIÇÃO, MOSTRA GRANDEZA POLÍTICA E BUSCA INVESTIMENTOS PARA ARARIPINA

evilásio

O vereador Evilásio Mateus que pertence ao bloco de oposição em Araripina tem mostrado a sua força política e, sobretudo o compromisso com o município. Está em Brasília, onde em audiência com o Senador Fernando Bezerra Coelho e o deputado federal Fernando Bezerra Filho, aproveitou para solicitar investimentos e ações para Araripina tais como a pavimentação asfáltica da estrada que liga a BR 316 ao distrito de Lagoa do Barro e Gergelim; a criação de um Batalhão de Polícia Militar em Araripina; melhoria no abastecimento de água e apoio para o Hospital e Maternidade Santa Maria.

Ao contrário dos principais líderes políticos de oposição que só vivem destilando ódio e críticas ferrenhas contra a administração municipal e até o Hospital e Maternidade Santa Maria, o vereador Evilásio tem buscando investimentos e ações para Araripina, demonstrando amor pela terra e principalmente trabalhando para o bem estar do povo. Vale lembrar que o ex-deputado estadual que lidera o bloco de oposição passou doze anos como parlamentar e sequer durante esse período destinou uma emenda parlamentar para Araripina. Inclusive, na campanha passada pregou junto com a sua esposa que tinha total apoio da presidente Dilma e que era candidata da mesma. É o momento de ir a Brasília pedir à presidente investimentos para Araripina.

Não é nenhuma novidade o fato do vereador Evilásio Mateus está buscando o seu espaço dentro da política de Araripina para concorrer á eleição majoritária. Tem dito em todos os lugares que é independente politicamente e que não mais disputará eleição para vereador.

Também não é segredo pra ninguém o fato de Evilásio não estar mais satisfeito no grupo de oposição, notadamente depois que surgiram comentários de bastidores que o ex-deputado Raimundo Pimentel estaria trabalhando fortemente para ser o candidato a prefeito. Evilásio não concorda com essa postura do ex-deputado.

Share Button

OUVIR AS PESSOAS É PRIORIDADE PARA A PREFEITURA DE ARARIPINA

ouvidoria

Ofertar serviços de qualidade às pessoas é, com toda certeza, um dos grandes desafios de qualquer gestão. É com esse entendimento que a Prefeitura de Araripina adotou uma política pública de intenso trabalho visando proporcionar uma melhor experiência para quem necessita do apoio de algum órgão ligado ao município.

            Neste sentido, a Prefeitura inaugurou sua própria Ouvidoria, uma ferramenta que possibilita a população contribuir diretamente – através de críticas, elogios e sugestões – com o aperfeiçoamento da gestão. É uma modalidade efetiva de ouvir o povo, oportunizando um diálogo constante com o Executivo Municipal.

            O prefeito Alexandre Arraes enfatizou os benefícios e avanços da novidade. “A Ouvidoria é um instrumento fundamental para aproximar a Prefeitura dos araripinenses. Entendemos que não se faz gestão pública sem a participação do povo. Ficamos realmente felizes em colocar este canal à disposição da nossa gente, que tem cooperado bastante, nos ajudando a identificar os problemas com maior agilidade e precisão”, afirmou.

            A Ouvidoria pode ser acionada de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, pelo telefone (87) 3873-0898 e sem restrição de horário junto ao site da Prefeitura (www.araripina.pe.gov.br). Uma equipe estará pronta para atender-lhe e direcionar sua interação ao local adequado, a fim de resolvê-la com rapidez. Destacamos que não é preciso identificar-se para utilizar este serviço.

Ouvidoria Municipal, o lugar certo para você reclamar, sugerir e elogiar, falando direto com o prefeito de Araripina.

Share Button