HABILITADO PARA PROCEDIMENTOS DE HEMODIÁLISE, HOSPITAL COMEÇA A ATENDER EM ARARIPINA

O Centro de Nefrologia de Araripina começou a operar como uma unidade de alta complexidade. A medida, uma articulação do deputado federal Fernando Monteiro junto ao Ministério da Saúde, assegura que os pacientes de todo o Araripe, que precisarem de hemodiálise, não tenham mais que se deslocar até Petrolina ou Juazeiro do Norte, no Ceará, para realizar o tratamento.

“Um grande sonho do povo do Araripe finalmente saiu do papel e começou a beneficiar os pernambucanos da região. Uma iniciativa pela qual batalhei muito, o Centro de Nefrologia de Araripina iniciou o tratamento de hemodiálise nos pacientes do município e de outras cidades próximas como Ipubi, governada pelo meu amigo Chico Siqueira, que tanto lutou por essa obra”, destacou Fernando Monteiro.

O parlamentar enfatizou que os grandes deslocamentos aos quais esses pacientes precisavam se submeter já fazem parte do passado. “As longas viagens de carro não precisarão mais serem feitas porque o centro de Araripina é um equipamento de alta complexidade, que dispõe de toda infraestrutura para realizar o tratamento dos sertanejos do Araripe”, explicou Fernando, que também fez questão de agradecer aos apoios recebidos.

“Esse ganho não seria possível se não fosse o empenho do governador Paulo Câmara e do ministro da Saúde, Ricardo Barros, que abraçaram a causa e lutaram para transformar esse sonho em realidade. E quem ganha com isso, meus amigos, é o povo! Fico muito feliz em poder anunciar isso a vocês. Cada vez mais estrutura de saúde para os sertanejos. E continuaremos o trabalho para que mais conquistas venham!”, afirmou Fernando Monteiro.

A portaria de número 4.315 habilitando a unidade de Araripina foi publicada no Diário Oficial da União. No documento, também consta a liberação dos leitos de Saúde Mental para Araripina; outra conquista do povo do Araripe a partir de uma articulação de Fernando Monteiro.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *