ROBERTO JEFFERSON É CONDENADO NO STF E ASSUME SER VÍTIMA DE SI MESMO

Do NE10 Com informações do UOL

O ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ) revelou nesta sexta-feira (28) que não é “vítima de ninguém, a não ser de mim mesmo”, em relação a condenação pelos ministros do Supremo tribunal Federal (STF), no julgamento da Ação Penal 470, conhecida como “mensalão”. Condenado por corrupção passiva por 6 votos a 0, o ex-deputado ainda pode ser condenado por lavagem de dinheiro.

Jefferson já recebeu seis votos pela condenação na tarde da última quinta (27), ou seja, a maioria dos ministros do STF já o consideram culpado. Se nenhum ministro voltar atrás em seus votos até o final do julgamento, o ex-deputado e presidente licenciado do PTB será condenado.

Nesta sexta, em post no seu blog particular, Jefferson diz que não tem nada a reclamar e que a “lei é dura, mas essa é a lei”. “A maioria da Corte Suprema do meu país já me condenou pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Embora não concorde com as imputações, recebo com serenidade a decisão dos ministros. E reafirmo: não vendi o meu partido ao PT nem me apropriei para fins pessoais de nem um centavo sequer do dinheiro que a mim chegou para financiar campanhas eleitorais. Muito menos sou delator, alcunha com que tentam à força me marcar. Não sou vítima de ninguém, a não ser de mim mesmo. Nada a reclamar. ‘Dura lex, sed lex’ (‘a lei [é] dura, porém [é] a lei’)”.

PTB – Do partido, também foi condenado por corrupção passiva, o ex-deputado federal Romeu Queiroz (MG). O ex-tesoureiro da sigla Emerson Palmieri recebeu, até agora, o voto de cinco ministros pela sua condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. De acordo com o ex-deputado, apenas R$ 4,5 milhões foram repassados ao PTB, dos R$ 20 milhões acordados entre PTB e PT.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *