DINHEIRO DA MULTA POR NÃO JUSTIFICAR AUSÊNCIA DE VOTO VAI PARA FUNDO PARTIDÁRIO

A multa para quem não votar e não se justificar com a Justiça Eleitoral é de R$ 3,51. O valor é pequeno para o eleitor, mas enche os cofres do Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos – e poucos sabem disso.

Somente nas eleições de 2016, nos 1º e 2º turnos, 29.082.125 eleitores foram multados por não justificarem a ausência no pleito. O valor arrecadado com essas multas foi de R$ 98.404.457,58.

A descrença na política pode elevar o número de abstenções nas eleições de 2018, elevando também o número de multas e do valor arrecadado pela Justiça Eleitoral que será destinado Fundo Partidário – e que é repartido entre os partidos.

O Fundo Partidário é composto também por outros recursos financeiros além da multa, tais como doações ou recursos financeiros destinados por lei.

Estão liberados da obrigação de votar no próximo dia 7 de outubro os eleitores menores de 18 ou maiores de 70 anos. O voto também é facultativo para os analfabetos.

No dia da eleição, a justificativa só é possível se o eleitor estiver fora da cidade em que está registrado como eleitor.

Caso o eleitor deixe de votar ou justificar a ausência em três turnos consecutivos das eleições, o título de eleitor é cancelado, fato que pode causar bastante transtorno — como não poder se inscrever em concurso público ou tirar passaporte. Para regularizar a situação, a pessoa deve procurar o Tribunal Regional Eleitoral mais próximo.

Share Button

PAULO: “VAMOS CONTINUAR MELHORANDO A VIDA DAS PESSOAS”

O governador e candidato à reeleição pelo PSB, Paulo Câmara, reafirmou, ontem, durante giro pela Zona da Mata Sul, o compromisso de administrar para os que mais precisam. Após visitar os municípios de Joaquim Nabuco e Gameleira, o socialista, acompanhado do senador Humberto Costa (PT), participou de dois atos políticos em Ribeirão com os grupos do prefeito Marcelo Maranhão (PSB) e, em seguida, com os apoiadores do ex-prefeito Clóvis Paiva (PP), que este ano concorre a um mandato de deputado estadual.

Na passagem pelo município, o socialista falou sobre os avanços em Pernambuco, que ao longo de quatro anos de gestão investiu aproximadamente R$ 6 bilhões, mesmo em um período de crise econômica. “O nosso objetivo é fazer Pernambuco continuar na frente da forma que a gente sabe fazer. Hoje estamos buscando melhorar a vida das pessoas. E isso começou lá atrás com Miguel Arraes de Alencar, depois com o governo Eduardo Campos, que eu tive a honra de ser secretário, e agora com a continuidade do nosso governo, que enfrentou a maior crise do Brasil, mas que em momento nenhum deixou de fazer o que devia ser feito. Vamos continuar melhorando a vida das pessoas”, declarou.

Durante o primeiro encontro, Marcelo Maranhão destacou o apoio que recebeu da gestão estadual para administrar a cidade. Além de enfatizar a capacidade do socialista nas ações em áreas essenciais, como educação, saúde, segurança e infraestrutura, o prefeito também falou do apoio às cidades através do Fundo Estadual de Apoio aos Municípios (FEM). “Vamos bater na porta das pessoas e dizer que votem nos candidatos de Marcelo Maranhão, que votem em Paulo para que ele tenha aa maior votação da história de Ribeirão. Vamos eleger Paulo governador, Humberto senador e nossos deputados”, cravou Maranhão. O evento, realizado no Clube da Maçonaria, também contou com a participação do deputado estadual Aluísio Lessa (PSB) e Fernando Monteiro (PP), que concorre a uma vaga de federal.

Encerrando a noite, Paulo participou de um ato com o candidato Clóvis Paiva, que enalteceu o desempenho do líder socialista durante seu primeiro mandato. “Na eleição passada não votei no senhor. Eu fazia parte do PTB, mas aquele que permanece no erro é burrice. Conheci o governador e comecei a acompanhar o seu governo. Um homem que pegou Pernambuco num estado de crise, mas Paulo com sua capacidade conseguiu fazer com que Pernambuco não entrasse em colapso. Ele conseguiu fazer com que nosso Estado fosse considerado um dos melhores no que diz respeito a gestão pública. Diante dessas coisas, venho declarar ao meu povo o meu voto ao senhor”, pontuou Clóvis.

Share Button

SISTEMA FIEPE PARTICIPA DO DESFILE CÍVICO DOS 90 ANOS DE ARARIPINA

Em comemoração aos 90 anos de Araripina, celebrado no dia 11 de setembro, os integrantes do Sistema FIEPE estiveram presentes ao desfile cívico  como forma de representação do sistema na cidade e também para levar para a população as mensagens de parabéns ao município.

Em Araripina funcionam a Unidade Regional Sertão do Araripe da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco – FIEPE, a Escola Técnica SENAI e a Unidade Regional do SESI. Ao todo são 85 colaboradores que unidos representam o Sistema Fiepe na região do Araripe em diversas áreas de atuação como educação, saúde do trabalhador, cursos técnicos, representação industrial entre outras.

Durante o desfile cívico foram apresentados os alunos e colaboradores do SESI e SENAI além dos colaboradores da FIEPE. Cerca de 150 pessoas representaram o Sistema na celebração cívica. Além da participação no desfile, também foi montado um espaço onde foram expostos os serviços ofertados em prol do desenvolvimento da indústria e do bem-estar dos funcionários do setor industrial do Araripe.

No estande também foram expostos os portfólios do SESI, SENAI e FIEPE, além de uma demonstração de robótica dos alunos do SESI com o objetivo de despertar o interesse dos estudantes para a tecnologia e a carreira industrial seja na área de engenharia elétrica ou mecânica como para técnicos ou gestores, e principalmente cientistas, que estudem e desenvolvam novas soluções automatizadas para a indústria brasileira.

Para a gestora do Sistema FIEPE na região do Araripe, Alba Núsia Mendes, a presença no desfile cívico além de ser uma homenagem à Araripina foi também uma oportunidade para as pessoas conheceram mais a grandiosidade da FIEPE, SESI e SENAI.

“Nossas instituições estão amais de dez anos no dia a dia de muitas famílias araripinenses seja através dos serviços de educação do SESI, dos cursos técnicos ou gratuitos do SENAI e das decisões em defesa da indústria de Araripina ou das capacitações da FIEPE. Por isso levamos os nossos parabéns para a cidade bem como o agradecimento por confiarem no Sistema FIEPE”, disse.

 

Share Button

MATRÍCULAS PARA NATAÇÃO, HIDROGINÁSTICA E FUTSAL NO SESC LER BODOCÓ

Estão sendo oferecidas vagas para adultos e crianças a partir dos três anos de idade

Segue aberta a temporada de matrículas nas turmas de natação, hidroginástica e futsal do Sesc Ler Bodocó. Há turmas para todas as idades e os interessados podem se inscrever no Ponto de Atendimento da Unidade, localizada na Rua Luzia Couto Lóssio de Alencar, no bairro de São Francisco. As mensalidades variam de R$ 12 a R$ 50.

Para a modalidade de natação há vagas para crianças a partir de três anos, em turmas com aulas duas ou três vezes por semana. Para duas aulas semanais o valor da mensalidade é R$ 40. Trabalhadores do comércio de bens e serviço e seus dependentes têm desconto e pagam R$ 20. A mensalidade para três aulas semanais é R$ 48 para o público em geral e trabalhadores do comércio também têm desconto e pagam R$28.

Podem se matricular para as aulas de hidroginástica pessoas a partir de 15 anos. O valor da mensalidade é R$ 50 para o público em geral e R$ 25 para trabalhadores do comércio de bens, serviços e seus dependentes. Crianças a partir de oito anos podem ser matriculadas nas aulas de futsal com mensalidade de R$ 24 para o público em geral e R$12 para dependentes de trabalhadores do comércio.

Para a matrícula é necessário que os interessados apresentem os documentos de identidade, CPF e parecer médico. Para natação e hidroginástica também é preciso fazer um exame de pele.

Sesc – O Serviço Social do Comércio (Sesc) foi criado em 1946. Em Pernambuco, iniciou suas atividades em 1947. Oferece para os funcionários do comércio de bens, serviços e turismo, bem como para o público geral, a preços módicos ou gratuitamente, atividades nas áreas de educação, saúde, cultura, recreação, esporte, turismo e assistência social. Atualmente, existem 19 unidades do Sesc do Litoral ao Sertão do estado, incluindo dois hotéis, em Garanhuns e Triunfo. Essas unidades dispõem de escolas, equipamentos culturais (como teatros e galerias de arte), restaurantes, academias, quadras poliesportivas, campos de futebol, entre outros espaços e projetos. Para conhecer cada unidade, os projetos ou acessar a programação do mês do Sesc em Pernambuco, basta acessar www.sescpe.org.br.

Serviço – inscrições esportivas

Modalidades: futsal, hidroginástica e natação

Valor: varia de R$ 12 a R$ 50

Informações: (87)3878.1724

Endereço: Sesc Ler Bodocó, na Rua Luzia Couto Lóssio de Alencar, s/n, São Francisco.

Share Button

ARMANDO DEFENDE VALORIZAÇÃO DA CULTURA PERNAMBUCANA

Respeito ao artista e valorização da cultura pernambucana. Essas duas premissas foram defendidas na tarde desta quarta-feira 12 pelo candidato ao governo pela coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro (PTB), em encontro com representantes da música do Estado no seu comitê, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A reunião serviu como o início do diálogo que Armando busca instituir com o setor de forma a reforçar a identidade cultural plural do povo pernambucano e, com isso, fortalecer a economia criativa.

Estiveram presentes artistas como Alcymar Monteiro, Cristina Amaral, Marcelo Melo (Quinteto Violado), Nena Queiroga, André Rio, Irah Caldeira, Sérgio Andrade (Banda de Pau e Corda), Nádia Maia, Marrom Brasileiro, Rogério Andrade, Luciano Magno, Nonô Germano e Ed Carlos, além de produtores como Afonso Oliveira e Rogério Robalinho. Os candidatos ao Senado, Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB) e a vice-governador, Fred Ferreira (PSC), também participaram do encontro.

Críticas à gestão do setor cultural na esfera estadual foram numerosas. “Esse governador propôs a extinção da Secretaria de Cultura. Uma pessoa que trata os artistas como ele trata não tem sensibilidade”, afirmou Alcymar Monteiro, que declarou apoio a Armando. Em nome do Coletivo Pernambuco, o cantor André Rio questionou o candidato sobre a nomeação dos gestores culturais no seu futuro governo. Armando respondeu que o “diálogo com os artistas é essencial, pois o perfil de um gestor na área da cultura deve ter interação com a categoria e sensibilidade para entender as demandas. A cultura pernambucana se expressa pela sua pluralidade”.

Os artistas apresentaram a Armando uma pauta com cinco demandas, voltadas para a valorização da cultura local e ainda para a desburocratização da contratação de apresentações, além do pagamento dos cachês com mais celeridade. “Eu fico indignado com a maneira que somos tratados. Temos orgulho do nosso frevo, do nosso forró, do nosso maracatu. Mas esse governo não valoriza o que temos de melhor”, afirmou o cantor e compositor Marrom Brasileiro. “A economia criativa gera muitos empregos. Ainda mais no caso de Pernambuco, onde temos essa identidade cultural forte e plural. Qualquer gestor tem que estabelecer um diálogo com os artistas”, afirmou Armando.

Foto: Ricardo Labastier/Divulgação

 

Share Button

SIMA PROMOVE PROTESTO NO ANIVERSÁRIO DE ARARIPINA

Exposição de faixas e cartazes, além da distribuição de panfletos foi a forma encontrada pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Araripina – SIMA, para chamar a atenção da população sobre a situação em que vivem os funcionários públicos municipais, e denunciar mais uma vez o não pagamento dos salários atrasados e os reajustes de 2017 e 2018.

Os representes do SIMA aproveitaram a realização do desfile em comemoração aos 90 anos de Araripina e promoveram a atividade. Participou a presidente da entidade, Viviane Souza; o diretor de relações públicas, Josimar Campos e Ana Régis, representante da base de Nascente.

Na ação o sindicato cobrou o pagamento dos salários atrasados de 2016; reajuste de 2017 e 2018 e cumprimento do plano de cargos é carreiras.

Share Button

DEMOCRACIA PLENA DO MINISTÉRIO PÚBLICO É PROMULGADA NA ALEPE

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) publicou no Diário Oficial do Poder Legislativo, nesta terça-feira (11), a Lei Complementar n.º 390, que versa sobre o projeto de “Democracia Plena” do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). O projeto original foi encaminhado pelo atual procurador-geral de Justiça (PGJ), versa sobre profundas modificações na Lei Orgânica do MPPE, em privilégio ao princípio da isonomia e em respeito à moderna perspectiva democrática do defensor da democracia. As novas regras, em síntese, permitem que qualquer membro, procurador ou promotor, este último condicionado a idade (35 anos) e tempo de exercício, poderá concorrer aos cargos da administração superior, além de procurador-geral de Justiça, bem como serem designados para os demais cargos, antes exclusivos de procuradores, a exemplo de Subprocurador em matéria Institucional e Corregedor-Geral Substituto.

“Demos um grande e importante passo para a modernização e democratização do MPPE. Hoje, com a promulgação do projeto ‘Democracia Plena’, qualquer membro da nossa instituição, sem nenhuma distinção ou preconceito, pode ser procurador-geral, subprocurador-geral, corregedor-geral e substituto, corregedor auxiliar, ouvidor-geral e ainda pode ser integrante do Conselho Superior do MPPE. Passamos quase 20 anos discutindo esse tema nos congressos do MP, até que resolvemos sair do discurso e partir para prática. Em Pernambuco, a Associação do Ministério Público de Pernambuco (AMPPE) promoveu assembleia-geral que resultou no encaminhamento de uma proposta para Procuradoria-Geral de Justiça a partir da qual ampliamos o seu espectro e conteúdo, fazendo tramitar internamente. Ao nosso sentir, o debate em torno das novas possibilidades democráticas dentro do Ministério Público foi esgotado, tendo sido transformado pelo Poder Legislativo, após toda tramitação legal, em norma que goza de plena eficácia. O projeto corrige grandes incoerências que se mantinham por pura tradição e que não acompanhavam mais a vontade do legislador constitucional. Sobretudo, a partir da Emenda Constitucional n.º 45/2004, que criou o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), introduzindo inovações no capítulo que trata do Ministério Público brasileiro”, disse o procurador-geral de Justiça do MPPE, Francisco Dirceu Barros.

“O projeto é fruto do empenho do procurador-geral e com a sua promulgação esperamos vivenciar um novo momento para o Ministério Público de Pernambuco e também para os demais Ministérios Públicos estaduais. Para além de uma fiel observância e respeito aos preceitos democráticos, vamos tornar os cargos acessíveis a todos àqueles membros que se dispõem a trabalhar na gestão e administração da nossa instituição, que, certamente, proporcionará um avanço institucional sem precedentes, na medida em que teremos a oportunidade de possibilitar que todos os colegas, da capital ao Sertão, participem ativamente das decisões e rumos do Ministério Público. O tempo provará que estas mudanças trarão consequências positivas à modernização e ao aperfeiçoamento dos nossos serviços em prol da sociedade”, disse o chefe de Gabinete do MPPE, Paulo Augusto Oliveira.

Para o secretário-geral do MPPE, a promulgação do projeto representa as novas possibilidades de consolidação de uma gestão democrática, que prioriza o diálogo e a interlocução institucional. “Com o ‘Democracia Plena’ vamos tornar o MPPE mais sintonizado com os interesses sociais, do Sertão à Capital. É um importante passo tomado pelo procurador-geral para que seja possível repensar a estrutura ministerial, garantindo a perenidade da instituição diante das enormes mudanças sociais que vivenciamos”, disse o secretário-geral do MPPE, Alexandre Bezerra.

O projeto já desperta interesse de outros estados, na perspectiva de outros ministérios públicos também implementarem tais avanços. “Isso demonstra o resgate do protagonismo do MPPE, que já vem despontando no cenário nacional como um dos mais transparentes do País, e, agora, passou a ser o primeiro a implementar a democracia plena”, arrematou o PGJ.

Share Button

MPPE LANÇA CAMPANHA SOBRE PROPAGANDA ELEITORAL NAS ELEIÇÕES 2018

Com o início da propaganda eleitoral no último dia 16 de agosto, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) inicia nesta segunda-feira, 10 de setembro, uma campanha que aponta as proibições e as vedações impostas pela Lei Eleitoral (Lei Federal nº 9.504/97 e a Resolução nº 23.457/2015) às coligações, partidos políticos e candidatos durante o período. Qualquer cidadão que identificar uma possível irregularidade pode proceder a denúncia ao MPPE por meio do telefone 0800-281-9455 ou no site do MPPE: www.mppe.mp.br.

Totalmente on-line, a campanha pretende atingir o eleitor que está conectado e que pode ser um importante vetor de disseminação daquilo que os partidos, coligações ou candidatos não devem fazer durante o período. Serão enviados e-mails marketings e realizadas postagens nas redes sociais tratando de temas como fake news, a utilização de telemarketing para pedir votos, venda de votos e doações de empresas aos partidos ou coligações. “Existem diversas sanções relativas a propaganda eleitoral que carecem de esclarecimento e observação por parte do cidadão. Nossa ideia é disseminar ao máximo essas informações da legislação eleitoral nacional, bem como esclarecer o que realmente caracteriza crimes ou violações da lei quando o assunto são as eleições”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros.

Uma das maiores novidades no pleito deste ano são as fake news e a impossibilidade de empresas realizarem doações.”Temos que instruir ao máximo o eleitor, para que seja possível mantermos a lisura do processo, garantindo as práticas democráticas. Por exemplo, é permitido que se faça uso de adesivo no carro em estacionamento público ou em locais de uso comum como cinemas, clubes ou estádios, contudo se um candidato enfileirar uma série de carros adesivados em frente a um colégio eleitoral, se consubstancia a violação da Lei”, explicou Barros.

Fiscalização – Neste ano de 2018 o MPPE publicou, em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF), a Portaria Conjunta nº 001/2018 a fim de regulamentar e disciplinar a fiscalização que é realizada durante o período. “Regulamentamos de forma didática e bem efetiva todo o trabalho dos promotores eleitorais durante as eleições federais e estaduais. Embora eles não possam ajuizar ações para estas eleições, será possível fiscalizar as campanhas, investigar a prática e ilícitos, além de apurar atos relacionados à infração eleitoral. Os promotores também podem representar aos juízes eleitorais de suas respectivas zonas eleitorais para que exerçam o poder de polícia da Justiça Eleitoral e adotem providências para impedir ou fazer cessar a prática de infrações eleitorais, inclusive propaganda irregular”, disse Barros.

 

 

Share Button

LÓSSIO RECEBE APOIO DO CORONEL MEIRA

Candidato ao Governo de Pernambuco pela Rede Sustentabilidade, Julio Lossio recebeu, hoje, o apoio do coronel Luiz Meira, ex-diretor geral de Operações da PM, e de Gilson Machado Neto, empresário e músico, proprietário da Banda Brucelose. Os dois concorreriam ao governo e ao Senado, respectivamente, mas foram rifados pelos seus partidos.

Para Julio, o apoio do coronel Meira será importante na sua gestão como governador. “Coronel Meira vem se somar à nossa campanha por um Pernambuco que proteja as pessoas de verdade, e não faça só propaganda. Segurança pública se faz com gente como o Meira, que, em sua época, conseguiu melhorar os resultados e vai me ajudar no Governo de Pernambuco a melhorar a vida das pessoas. Nós vamos fazer uma rede com as pessoas de bem”, ressaltou.

O coronel Meira afirmou que Julio Lóssio é a melhor opção para o estado. “Um prazer enorme, a partir de hoje, estar nessa caminhada para libertar Pernambuco. Nós vamos para o debate, vamos em frente com os homens de bem de Pernambuco, independente de partido; porque nós queremos o melhor para Pernambuco e o melhor é Julio Lóssio”, cravou.

Share Button

AEDA/FACISA PROMOVEM I ENCONTRO DE ESTUDOS JURÍDICOS ENTRE OS DIAS 3 A 5 DE OUTUBRO COM GRANDES PALESTRANTES

A Autarquia Educacional do Araripe – AEDA e a Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Araripina, Facisa, promovem entre os dias 03 a 05 de outubro, o I Encontro de Estudos Jurídicos com o tema “Estudos contemporâneos do Direito” com cinco palestrantes altamente capacitados e atualizados.

Os participantes terão a oportunidade de assistir as palestras de Luiz Keherle, “Direito Tributário e a importância da defesa técnica no âmbito do processo administrativo-tributário”; Matheus Carvalho, “Improbidade administrativa e combate à corrupção”; Katyanna Muniz, “Lei Maria da Penha e Feminicídio”; Geovane Moraes, “O Direito Penal 4.0: os desafios e perspectivas para a próxima década” e Paulo Victor Castelo Branco Leite, “A reforma trabalhista e seus aspectos econômicos”.

As inscrições estão sendo feitas na Coordenação de Direito da Facisa no Campus I nos períodos da tarde e noite e também pelo telefone (87) 38731001. O I Encontro de Estudos Jurídicos terá carga horária de 50 horas-aula com certificado de participação. O investimento para participar dos três dias de palestras é de R$ 100 pra alunos da Facisa e R$ 150 para o público em geral.

Conheça o currículo dos palestrantes:

Luiz Keherle

Procurador da Fazenda Pública do Município do Jaboatão dos Guararapes – PE; Advogado Tributarista – sócio fundador do Keherle Advocacia & Planejamento Tributário; Mestrando em Direito Tributário pela Pontificia Universidad Catolica Argentina – UCA; Especialista em Planejamento Tributário pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE; Especialista em Direito Processual Civil pela Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP; Graduado em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP.

Matheus Carvalho

Procurador da Fazenda Nacional; Professor de Direito Administrativo exclusivo do CERS e coordenador de pós-graduações em diversas cidades do país; autor do Manual de Direito Administrativo Ed. Juspodivm.

Geovane Moraes

Professor de Direito Penal e Processo Penal; sócio-fundador da JUS21; autor de diversas obras jurídicas e organizador do Vade Mecum Penal e Vade Mecum Carreiras Policiais da Ed. Rideel.

Katyanna Muniz

Delegada Regional da Polícia Civil de Pernambuco na região do Araripe.

Paulo Victor Castelo Branco Leite

Advogado da Companhia de Águas e Esgoto do Rio Grande Norte, Mestre em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande Norte – UFRN.

Share Button

PESQUISA IPESPE/FOLHAPE INDICA CORRIDA APERTADA PARA SENADO EM PERNAMBUCO

Jarbas Vasconcelos continua liderando, mas disputa por segunda vaga mostra Humberto ultrapassando Mendonça

Por: Blog da Folha

*Da Redação da Folha de Pernambuco 

Na segunda rodada da pesquisa eleitoral para o Senado em Pernambuco, realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) em parceria com a Folha de Pernambuco, divulgada nesta terça-feira (11), o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) aparece na frente na disputa, com 35% das intenções de votos, seguido pelo o senador Humberto Costa (PT), que registra 29%. Em terceiro, o deputado federal Mendonça Filho (DEM) aparece com 25% das menções.

Na sequência, o deputado federal Silvio Costa (Avante) tem 10%, o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) tem 8% e o Pastor Jairinhotem 4%. Os entrevistados que declararam que votariam em branco ou nulo somam 22% e 29% no primeiro e no segundo votos, respectivamente. Os que não sabem ou não responderam são 33%. Já os postulantes Eugênia Lima (PSOL), Albanise Pires (PSOL), Adriana Rocha (Rede), Hélio Cabral (PSTU) e Alex Lima Rola (PCO), registraram 1% das intenções de voto, cada. Lídia Brunes (PROS) registrou 0%.

A pesquisa ouviu 800 entrevistados entre os dias 6 e 8 deste mês, usando uma metodologia face a face, e contempla critérios de sexo, idade, instrução, renda e pela condição do município. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-05453/2018 e PE-05575/2018.

Para o Senado, neste levantamento, foi aplicada uma metodologia diferente da utilizada na primeira rodada. Por isso, não confrontamos os resultados. A partir da próxima pesquisa, o comparativo será realizado.  O detalhamento desta pesquisa o leitor poderá conferir na edição, desta quarta-feira (12)  da Folha de Pernambuco.

Share Button

PESQUISA COMPLETA: IPESPE MOSTRA PAULO COM VANTAGEM DE 10 PONTOS

Na segunda pesquisa realizada pelo?Instituto, em parceria com a Folha de Pernambuco, socialista assume dianteira, com 35% das intenções de votos. Petebista vem em 2º lugar, com 25%

Por: Ulysses Gadêlha

Liderando a segunda pesquisa de intenções de voto realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), em parceria com a Folha de Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) abriu vantagem de 10 pontos percentuais sobre o segundo colocado, o senador Armando Monteiro Neto (PTB). Na corrida pelo Governo do Estado, o socialista aparece com 35% das menções, contra 25% do petebista. Em agosto, o socialista tinha 30% , contra 24% do petebista. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,45%.

O levantamento foi feito entre os dias 6 e 8 de setembro, ouvindo 800 entrevistados, a partir da metodologia face a face e contempla critérios de sexo, idade, instrução, renda e localidade. O estudo está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números de protocolo BR-05453/2018 e PE-05575/2018.

A primeira parceria Ipespe/Folha ocorreu entre os dias 11 e 13 de agosto, servindo como base comparativa para o levantamento atual. Nesse sentido, o número de indecisos aumentou de 8% para 11%, enquanto o número de brancos e nulos caiu de 27% para 23%.

O candidato do Pros, o ex-deputado federal Maurício Rands oscilou negativamente dentro da margem de erro e aparece com 2%. O ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio (Rede), também variou negativamente, surgindo com 2% das intenções de voto no quadro mais recente. A candidata do Psol, Dani Portela, registrou apenas 1%, dois pontos a menos do que no primeiro momento. Simone Fontana (PSTU) perdeu um ponto, ficando com 1% das citações. Já Ana Patrícia Alves (PCO), que não apareceu na primeira escuta, obteve 1% das menções.

O governador Paulo Câmara tem o seu melhor desempenho na faixa etária de 16 a 24 anos, onde registra 40%. O socialista tem uma performance semelhante no eleitorado com renda de até dois salários mínimos, com 38%. O senador Armando Monteiro, por sua vez, chega a 33% nos eleitores com curso superior – sua melhor pontuação. No segmento masculino, o petebista tem 31%, a sua segunda melhor posição. Na faixa de renda entre 2 e 5 salários mínimos, Paulo e Armando registram, cada um, 30% das intenções de voto.

Os demais candidatos dificilmente passam de 2% das intenções de voto nos mais variados segmentos captados pela pesquisa. Maurício Rands chega a 7% no eleitorado com curso superior, faixa onde a candidata do Psol, Dani Portela, atinge 4%. Julio Lossio também alcança 4% no eleitorado com renda entre 2 e 5 salários mínimos. O maior índice de brancos e nulos está presente entre os moradores da periferia, com 34%. A maior concentração de indecisos, 19%, está no eleitorado idoso – com 60 anos ou mais.

Na escuta espontânea, o governador Paulo Câmara também cresceu 10 pontos, saindo de 13% para 23%, firmando-se na liderança. O senador Armando Monteiro Neto cresceu de 7% para 13%. Julio Lossio foi a 2% das menções, já Maurício Rands e Dani Portela tiveram 1%, cada. O número de indecisos ficou em 39%, sendo três pontos percentuais a menos do que o levantamento anterior. O número de brancos e nulos ficou em 21%.

Share Button

FERNANDO HADDAD É O CANDIDATO DO PT AO PLANALTO

*Marina Dias, da Folhapress com Blog da Folha de Pernambuco

De dentro de sua cela em Curitiba, onde está preso há 158 dias, Luiz Inácio Lula da Silva autorizou que Fernando Haddad fosse oficializado nesta terça-feira (11) o candidato do PT ao Planalto.

Em mensagem enviada à militância e lida durante ato em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba, Lula deu seu recado mais explícito ao afilhado político, pedindo diretamente votos para a ele, escolhido como seu representante daqui pra frente.
“Quero pedir, de coração, a todos os que votariam em mim, que votem no companheiro Fernando Haddad para presidente da República“, escreveu. “De hoje em diante, Haddad será Lula para milhões de brasileiros”, completou.Lula usou a mensagem, novamente intitulada “Carta ao Povo Brasileiro”, como a que marcou sua campanha de 2002, para dizer que é vítima de um processo injusto e que vai voltar para “estar junto com Haddad e fazer o governo da esperança”.
“Nunca aceitei a injustiça nem vou aceitar”, disse o ex-presidente.

Em seguida, de acordo com o roteiro traçado pelo próprio Lula, Haddad fez seu pronunciamento de menos de dez minutos. Ladeado por integrantes da cúpula petista, que haviam chancelado sua candidatura em reunião mais cedo, na capital paranaense, o agora candidato afirmou que sentia a dor “daqueles que não vão poder votar em quem queriam que subisse a rampa do Planalto”.

Pediu o apoio da militância para a “tarefa monumental” que se abriu diante dele e disse que, por Lula, o PT vai ganhar a eleição presidencial de outubro. Com a renúncia do ex-presidente à candidatura, a chapa do PT, agora formada por Haddad e Manuela D’Ávila (PC do B), sairá em marcha com o desafio de, em menos de um mês, herdar o espólio eleitoral de Lula -que registrava cerca de 30% nas pesquisas de intenção de voto.

Segundo dirigentes petistas, Haddad, de saída, centrará esforços na conquista do eleitorado lulista que, sem definição sobre a candidatura, migrou para outros candidatos de esquerda, e se instalou principalmente na órbita de Ciro Gomes (PDT). Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (10) mostrou Haddad e Ciro tecnicamente empatados em segundo lugar, atrás de Jair Bolsonaro (PSL), com 13% e 9%, respectivamente.

O pedetista, por sua vez, ganhou seis pontos no Nordeste, reduto eleitoral mais fiel de Lula, e chegou a 20% na região. Haddad, cresceu oito pontos, mas ainda fica em 13%.
A cúpula da campanha avalia que, agora oficializado, Haddad sofrerá ataques de adversários como Ciro e Geraldo Alckmin (PSDB), que tentarão conter um possível crescimento do petista nas pesquisas.

Os dirigentes do PT, porém, acreditam que, ao informar o eleitor de que é o indicado de Lula, Haddad crescerá “naturalmente” entre os apoiadores cativos do ex-presidente.
Pesquisas internas feitas pela sigla mostram que o eleitorado lulista se divide em três: os que não votam em ninguém com a saída do ex-presidente da disputa, os que votam em um indicado por ele sem ressalvas e os que votam em seu herdeiro, mas querem conhecê-lo melhor antes.

A apenas 26 dias do primeiro turno, a transmutação de Lula para Haddad será cercada do apelo ao “vote 13”, número do PT, para tentar driblar o desconhecimento do ex-prefeito de São Paulo em regiões como o Nordeste, por exemplo.

O xadrez, conduzido por Lula desde o dia de sua prisão, em abril, foi jogado para tentar garantir ao máximo a transferência do apoio de seu eleitorado a seu herdeiro político quando ele fosse ungido candidato.

Lula e grupos do PT ainda resistentes a Haddad insistiam em adiar a troca na chapa até o limite, em 17 de setembro, mas a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que barrou a candidatura do ex-presidente, fez com que o partido elaborasse um novo roteiro, desta vez mais curto.

Ainda que a presidente da sigla, Gleisi Hoffmann (PR), e alguns de seus aliados, permanecessem com o discurso de que era preciso ir até o fim com Lula, a ordem do petista foi respeitar a data estabelecida pela Justiça Eleitoral para a substituição, 11 de setembro, ao mesmo tempo em que sua defesa recorresse à instância máxima, o STF (Supremo Tribunal Federal), para corroborar o discurso de que foi até o limite.

E assim foi feito. A partir de então, o próprio Haddad, que temia não ter tempo suficiente para conseguir a transferência de votos do padrinho em tão pouco tempo, acompanhou diretamente a elaboração da estratégia.

O ex-presidente pediu sugestão de seus principais auxiliares, por carta, sobre como a troca deveria ser feita.

Share Button

IBOPE: BOLSONARO SOMA 26%, E 2º LUGAR TEM QUATRO CANDIDATOS EMPATADOS

Instituto Ibope divulgou nesta terça (11) nova pesquisa de intenção de votos para os candidatos a presidente. De acordo com a pesquisa, Jair Bolsonaro (PSL) tem 26% das intenções de voto. Na sequência, há quatro candidatos tecnicamente empatados disputando o segundo lugar: Ciro Gomes (PDT) com 11%; Marina Silva (Rede), 9%; Geraldo Alckmin (PSDB), 9%; e Fernando Haddad (PT), 8%.

Após esse grupo, seguem tecnicamente empatados com 3% das intenções de voto: Alvaro Dias (Podemos); João Amoêdo (Novo); e Henrique Meirelles (MDB). Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota) foram indicados por 1% dos eleitores.

Segundo o Ibope, Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. O percentual de votos em branco ou nulos é de 19%. Sete por cento dos entrevistados não sabem ou não quiseram responder.

Entre as duas pesquisas Álvaro Dias e João Amoêdo mantiveram 3% das intenções de voto, e Henrique Meirelles oscilou de 2% para 3%. A proporção de votos nulos ou em branco caiu de 21% para 19%. O percentual de quem não sabe ou não quis declarar a intenção de voto manteve-se em 7%.

A pesquisa tem margem de confiança de 95%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos de cada resultado apurado.

A pesquisa foi feita entre 8 e 10 de setembro, dois dias após o ataque a faca contra Jair Bolsonaro em Juiz de Fora (MG). Foram ouvidos 2.002 eleitores. Não foi informado o número de municípios. Conforme registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a pesquisa é iniciativa do próprio Ibope Inteligência Pesquisa e Consultoria Ltda e tem o número BR-05221/2018.

Comparação
Os resultados obtidos pela pesquisa foram comparados com os dados colhidos no levantamento realizado entre 1º e 3 de setembro pelo Ibope. Na comparação, Bolsonaro oscilou de 22% para 26%. Ciro Gomes caiu de 12% para 11% e Marina de 12% para 9%. Geraldo Alckmin manteve-se com 9% das intenções de voto e Fernando Haddad subiu de 6% para 8%.

Entre as duas pesquisas, Álvaro Dias e João Amoêdo mantiveram 3% das intenções de voto, e Henrique Meirelles oscilou de 2% para 3%. A proporção de votos nulos ou em branco caiu de 21% para 19%. Vera Lúcia manteve 1% das intenções de voto nas duas pesquisa. Cabo Daciolo subiu de 0% para 1%. Já Guilherme Boulos e João Goulart Filho passaram de 1% para sem pontuar. Eymael não pontuou nas duas pesquisas.

O percentual de quem não sabe ou não quis declarar a intenção de voto manteve-se em 7%.

Share Button

PAULO CÂMARA: CRESCIMENTO DO PIB REFORÇA AVANÇOS DE PERNAMBUCO

Reforçando a importância da construção de um pacto pelo economia em Pernambuco, o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) garantiu, em encontro com representantes do comércio no Estado, que continuará investindo nas áreas de infraestrutura e educação para continuar promovendo as transformações necessárias na vida dos pernambucanos. Na tarde desta terça-feira (11), o socialista apresentou suas principais propostas a um grupo de comerciários durante encontro promovido pelo Sindilojas, CDL Recife e pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, e falou sobre o desenvolvimento do Estado nos últimos anos, que teve melhor desempenho que o Brasil, inclusive com o dobro do crescimento no Produto Interno Bruto.

O socialista apresentou um balanço das realizações da gestão, que foram primordiais para manter Pernambuco de pé. No primeiro semestre de 2018, o Estado cresceu 2,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. Paulo citou os ajustes feitos durante três anos de arrocho financeiro vivenciado no País, que contribuíram para a manutenção dos serviços públicos, além da garantia de uma educação de qualidade, do aumento dos serviços de saúde, do maior investimento em segurança pública em toda história e de importantes obras de infraestrutura hídrica.

O gestor falou da importância de promover novos avanços estruturais com o intuito de impulsionar o desenvolvimento estadual. Paulo destacou a necessidade de fazer a triplicação da saída da BR-232, no Recife, além da duplicação até o município de Arcoverde. A reestruturação dos aeroportos de Caruaru, Araripina e Garanhuns também foram citados pelo gestor. A gestão de Paulo foi responsável por promover a requalificação física e implantação de voos comerciais no Aeroporto de Serra Talhada, além de trazer para Pernambuco o hub da Azul. Na ocasião, o socialista também falou da necessidade de retomar a autonomia do Porto de Suape, promessa que não foi cumprida na gestão do presidente Michel Temer.

“A economia pernambucana está preparada para avanços que possam surgir. A indústria está tendo recuperação mais rápida. E temos que discutir também o setor de comércio e serviço, que representam 70% do nosso PIB. Precisamos fazer um pacto, onde vai entrar a gestão, as parcerias com sociedade, e a inovação. Nós temos que avançar nas câmaras regionais e setoriais. E temos uma meta mobilizadora, que é o emprego”, pontuou o gestor.

Paulo lembrou que na sua gestão Pernambuco atingiu a melhor Educação do país e reforçou a necessidade de continuar investindo nesta área. “Temos quase 400 escolas em tempo integral. E temos que ampliar em mais 150 escolas e assim a gente universaliza o ensino integral. Vamos continuar a investir nas escolas técnicas. Pernambuco tinha seis escolas em 2007. A gente quer fazer mais 10 escolas técnicas e chegar a 60. Ela tem um olhar para o setor de serviços e comércio. A futura geração, que tem ensino técnico, já está pronta para empregabilidade”, destacou Paulo Câmara.

Representando a CDL Recife, o presidente da instituição, Cid Lobo Mendonça, destacou que o intuito do encontro é debater as principais propostas para Pernambuco e para a categoria. “A cada eleição convocamos os principais candidatos para uma conversa, para mostrar seus planos e suas ideias para transformar Pernambuco em um estado melhor. O objetivo principal do encontro entre os principais candidatos é fazer com que a comunidade lojista tenha conhecimento das ideias, dos projetos em relação ao Estado também em relação ao comércio lojista”, pontuou.

Share Button