EM LIVE, PREFEITO PIMENTEL APRESENTA AVANÇOS NA SAÚDE DE ARARIPINA NA SUA GESTÃO

O prefeito de Araripina e candidato à reeleição, Raimundo Pimentel, apresentou em uma live realizada nessa quinta (1º), os resultados da saúde municipal em seu governo. Pimentel apresentou os três postos de saúde construídos: no Alto da Boa Vista II (na Av. Perimetral), na Serra da Torre e no residencial Nossa Senhora do Carmo. Ao todo, Araripina tem 22 unidades nos distritos, bairros e zona rural.

“Alguns adversários mal-intencionados espalham notícias falsas de que nós fechamos unidades de saúde e que hoje temos apenas cinco, mas apresento a vocês as três que construímos e entregamos para a população e as outras 19 que temos em pleno funcionamento e atendendo bem o nosso povo”, disse Pimentel.

Ao lado de Dra. Socorro, o prefeito apresentou também números de ampliação dos serviços de saúde como atendimento médico e odontológico, ampliação da oferta de ambulâncias – nova frota composta por duas ambulâncias SAMU (sendo uma UTI e outra básica), oito ambulâncias e duas Sprinters; reforma e ampliação do Centro de Saúde Dr. José Araújo Lima e inauguração do Laboratório Municipal de Análises Clínicas e da UPA 24h.

Pimentel também falou sobre dois programas que são referências na saúde do município: Araripina Sorridente – que oferece tratamento odontológico especializado atendendo a população de baixa renda que necessita da implantação de prótese dentária. Mais de 300 pessoas já foram beneficiadas – e os Braços que Acolhem – uma iniciativa que melhora o atendimento e valoriza ainda mais as gestantes do município, principalmente as residentes na zona rural e nos distritos, oferecendo exames de ultrassom e todo o acompanhamento durante a gravidez sem a gestante precisar sair da sua localidade até a cidade. O programa, que já beneficiou mais de 1.600 mulheres, busca também reduzir a morbimortalidade materna e infantil, assim como estimular o fortalecimento dos vínculos afetivos entre mãe, filho e família.

Por fim, Pimentel falou sobre o Tratamento Fora de Domicílio – TFD, que diariamente leva pacientes e seus acompanhantes ao Recife para que façam os seus tratamentos de saúde. Segundo ele, os pacientes viajam num ônibus novo da empresa Progresso com banheiro, frigobar, internet wi-fi e poltronas confortáveis; chegam ao Recife e descem na porta da Casa de Apoio de Araripina, uma casa ampla, organizada com atendimento humanizado e alimentação de qualidade.

Todas as terças e quintas, sempre às 19h, Pimentel promove a Live 17 no seu canal oficial no YouTube para apresentar as realizações da sua gestão à frente do município. Quem não assistiu à live dessa quinta, poderá acompanhar através do link: https://www.youtube.com/watch?v=tEwn2rXcKnU

EM BRASÍLIA, SECRETÁRIA DE INFRAESTRUTURA DE PERNAMBUCO TRATA DE AÇÕES DE SEGURANÇA HÍDRICA

Na pauta com o MDR, foram abordadas as barragens do Estado e obras estratégicas para ampliar o abastecimento no interior

A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos de Pernambuco (Seinfra), Fernandha Batista, cumpriu intensa agenda de trabalho, nesta quarta-feira (30/09), na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A gestora se reuniu com o secretário nacional de Segurança Hídrica do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), Sérgio Luiz Soares de Souza Costa, para tratar conjuntamente do andamento de ações que visam assegurar o acesso sustentável à água no Estado. O encontro foi acompanhado pelo diretor de Obras Hídricas, Stanley Rodrigues Bastos.

Na pauta, entre os assuntos abordados, a solicitação da abertura das comportas do reservatório Serra do Livramento, em Cabrobró, no âmbito da operação do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) no Sertão pernambucano; bem como as obras que serão executadas através de convênio entre as partes para a segurança da Barragem de Nilo Coelho, em Terra Nova. Além da Adutora do Agreste, uma das principais iniciativas para enfrentar a escassez de água do interior do Estado, que tem como previsão de conclusão da primeira fase das obras em 2021.

Foram discutidos, ainda, os convênios para as barragens de Panelas II e Gatos, ambas na Mata Sul.  “A reunião com o MDR foi muito boa, seguimos atuando conjuntamente para integração e unidade na gestão dos recursos hídricos no Estado, buscando a segurança hídrica e o andamento de obras estratégicas para atender as necessidades dos pernambucanos que vivem em áreas de grande escassez de água”, pontua a secretária Fernandha Batista.

Estradas – Durante a passagem por Brasília, a gestora da Seinfra também seu reuniu com o Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Euclides Bandeira de Souza Neto, e o de Infraestrutura Rodoviária, Lucas Visotto. Entre os assuntos tratados, a previsão de inauguração da requalificação da BR-101 e o planejamento da obra de restauração de outras rodovias do Estado.

ROBERTA ARRAES E EDUARDO DA FONTE ENTREGAM AMBULÂNCIA UTI E TRATORES PARA A CIDADE DE ARARIPINA*

A deputada Roberta Arraes comemorou na manhã desta quinta-feira (01), a entrega que fez em parceria com o deputado federal, Eduardo da Fonte, da ambulância UTI e tratores com implementos agrícolas para a cidade de Araripina.

          Roberta Arraes que desde seu mandato trabalha fortemente pela interiorização dos serviços no Estado, ficou feliz com mais essas conquistas para o município e aproveitou para agradecer ao deputado Eduardo da Fonte.

“Agradeço sempre ao amigo deputado federal Eduardo da Fonte, pelas conquistas que juntos estamos levando para o povo e o seu olhar muito atencioso voltado ao nosso sertão”, afirmou.

            A parlamentar ainda aproveitou para dizer que a chegada da ambulância UTI foi em uma hora oportuna para a região, principalmente pelo momento que estamos vivenciado com a pandemia, assim  como também os tratores, que muito contribuirão para fortalecer as ações do homem e a mulher do campo.

“Seguiremos trabalhando todos os dias do ano, não só em período eleitoral como fazem muitos políticos. Aqui o nosso compromisso é com o povo!”, finalizou Roberta.

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA DO PREFEITO DE IPUBI, CHICO SIQUEIRA

Por Roberto Gonçalves

O Ministério público de Pernambuco,  pediu nesta quarta-feira (30), a impugnação do candidato a prefeito de Ipubi, Chico Siqueira (PSB). Chico é aliado do governador Paulo Câmara e tenta a reeleição.

Segundo o MPPE, o requerido pleiteou, perante a Justiça Eleitoral, registro de candidatura ao cargo de Prefeito pelo Partido Socialista Brasileiro – PSB, após regular escolha em convenção partidária, conforme edital publicado (ID 6517740). No entanto, o requerido encontra-se com restrição ao seu direito de elegibilidade, porquanto se enquadra na hipótese prevista no art. 1º, I, da LC nº 64/1990, com redação dada pela LC nº 135/2010, segundo o qual são inelegíveis os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário, para as eleições que se realizarem nos 8 (oito) anos seguintes, contados a partir da data da decisão […]. Conforme o TSE1 , a inelegibilidade prevista no art. 1º, I, g, da LC nº 64/1990 não incide em todo e qualquer caso de rejeição de contas públicas, sendo exigível o preenchimento cumulativo dos seguintes requisitos: (i) rejeição das contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas; (ii) decisão do órgão competente que seja irrecorrível no âmbito administrativo; (iii) desaprovação decorrente de (a) irregularidade insanável que configure (b) ato de improbidade administrativa, (c) praticado na modalidade dolosa; (iv) não exaurimento do prazo de oito anos contados da publicação da decisão; e (v) decisão não suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário.

Leia o pedido na íntegra:

Ação de Impugnação nº 06000.98-44.2020.6.17.0133-2-6 – ok

MAIS MUNICÍPIOS DO AGRESTE E SERTÃO AVANÇAM PARA A ETAPA 9 DO PLANO DE CONVIVÊNCIA COM A COVID-19

O Governo de Pernambuco, após análise do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, anunciou, em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (30.09), avanços nas Gerências Regionais de Saúde (Geres) V, VI, VII, VIII e XI para a Etapa 9 do Plano de Convivência com a Covid-19. A determinação começa a valer na próxima segunda-feira (05.09). A medida é direcionada a municípios do Agreste e do Sertão do Estado, cujas cidades polo são Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina e Serra Talhada.

Dessa forma, fica autorizada a retomada dos eventos culturais e sociais, limitados a um público de até 100 pessoas ou 30% da capacidade dos espaços (o que for menor). Esse avanço permite, ainda, o funcionamento de equipamentos culturais como cinemas e teatros, que poderão reabrir sob a adoção de novos protocolos de distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação. “Os dados dessa semana continuam a demonstrar uma tendência de estabilização e queda, o que permite confirmar os avanços que tínhamos programado”, afirmou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

As Geres que já avançaram para a Etapa 9 na última segunda-feira (municípios do Grande Recife, Zona da Mata, Caruaru e entorno) vão continuar no mesmo estágio por mais uma semana. Seguindo a mesma lógica de monitoramento durante um período de 15 dias, as Geres IX e X, que reúnem 23 cidades do Sertão, entre elas Ouricuri e Afogados da Ingazeira, permanecerão na Etapa 8 na próxima semana.

Os protocolos dos setores já autorizados a voltar estão disponíveis no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br, na seção Convivência. Já o status de cada município, dentro do nosso plano, também pode ser conferido no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco: www.sdec.pe.gov.br.

SAÚDE – Segundo o secretário estadual de saúde, André Longo, Pernambuco vivencia um momento epidemiológico em que os indicadores se encontram em um patamar de controle. “Desde o início de setembro, mesmo após a retomada de vários setores, voltamos a registrar menos de mil casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) por semana: foram 973 na 1ª semana do mês e 717 na Semana Epidemiológica (SE) 39 – número menor do que o registrado na semana epidemiológica 14 (final de março e início de abril – 774)”, argumentou o secretário.

Ainda de acordo com André Longo, a positividade nos testes para Covid-19, que na SE 17 (19 a 25/04) foi de 57,7%, caiu para 11% na última semana (SE 39).  Já a taxa de mortalidade, que teve pico de 86,4 por milhão de habitantes em maio (SE 19), caiu para algo próximo a 3 por milhão nas últimas semanas. “Isso tem impacto direto nos indicadores hospitalares, já que mais da metade do total de vagas destinadas a pacientes com suspeita da Covid-19 está livre agora, os leitos de UTI adulto têm ocupação de 65% e os pediátricos e neonatais estão com ocupação de 60%”, apontou.

No entanto, o secretário reforçou que os indicadores positivos apresentados hoje não autorizam as pessoas a fazer aglomerações e abrir mão do uso de máscara e dos novos protocolos de convivência. “Muito pelo contrário. Para a continuidade da queda dos números e, consequentemente, para termos menos mortes e mais avanços em nosso Plano de Convivência dependemos apenas das nossas próprias atitudes”, finalizou.

EDUCAÇÃO – A partir da próxima semana, Pernambuco dá início à retomada das aulas presenciais. Elas devem acontecer de forma escalonada, opcional e também com novos protocolos, que incorporam ao dia-a-dia escolar o uso de máscara, o distanciamento social e o reforço da higiene, além do monitoramento e da testagem.

O secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio, destacou que se trata de uma autorização que foi concedida pelas autoridades sanitárias do Estado e que estão sendo tomadas providências. “Não importa se é escola pública ou privada, para que se possa avançar nesse processo, devem ser atendidas as recomendações e medidas que estão sendo estabelecidas no protocolo. Estaremos trabalhando com uma quantidade menor nas salas de aula. E, falando um pouco da nossa rede pública estadual, foi feito todo um trabalho para que essas escolas tenham todo um estoque do álcool em gel”, apontou o secretário.

Com relação a esse protocolo, o secretário esclareceu que é um documento que pode ser permanentemente aprimorado. “Recebemos sugestões, analisamos em conjunto com a Secretaria de Saúde e a maior parte delas não trata da inclusão de novos itens, mas de um detalhamento com relação aos já existentes. A partir de um trabalho feito em parceria com uma série de instituições, está sendo adotada uma ampliação, uma série de medidas nesse protocolo que, na realidade, são orientações, informações a procedimentos relacionados à questão de monitoramento e testagem”, explicou Amancio.

Sobre a questão da testagem, o secretário de Educação lembrou, ainda, do novo centro que será implantado para os profissionais de educação. “É importante destacar que, para os profissionais da educação, está sendo criado um novo centro de testagem em parceria com a Secretaria de Saúde, que vai funcionar em sua sede, na Várzea. Os profissionais e seus familiares não terão que utilizar apenas esse local, mas também poderão utilizar toda a estrutura existente”, concluiu.

PERNAMBUCO REGISTRA SALDO POSITIVO NA CRIAÇÃO DE NOVOS EMPREGOS EM AGOSTO, DIZ CAGED

Por Folha de Pernambuco

Pelo segundo mês consecutivo, Pernambuco registrou saldo positivo entre o número de admissões e desligamentos. Dados da Caged mostram que o mercado de trabalho do estado criou 12.714 novas vagas de emprego com carteira assinada em agosto. No saldo acumulado do ano, porém, Pernambuco registra saldo negativo de 49.848, sendo o quinto pior estado neste quesito.

No total, foram 37.178 admissões e 24.646 desligamentos em agosto. O saldo teve aumento de 130% quando comparado com julho, que registrou 5.517 novas vagas de emprego abertas. Segundo o Governo do Estado, este é o melhor resultado para o mês de agosto em nove anos. No acumulado de 2020, Pernambuco registrou aproximadamente 218 mil admissões e 267 mil desligamentos.

Em agosto, o setor industrial foi o que mais contribuiu para o crescimento do número de vagas no estado, com 5.889 empregos. A agricultura manteve-se aquecida com 2.661, o comércio contratou 1.914, com o plano de retomada econômica, e a construção apresentou um saldo de 1.660. Até mesmo a área de serviços, uma das mais afetadas pela pandemia do Covid-19, apresentou um número positivo de 590 admissões.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes, os números mostram que a retomada da economia já está acontecendo. “Priorizamos a vida e, agora, estamos voltando com segurança ao trabalho. Esse período do ano ainda nos dá mais expectativa porque a atividade na indústria da cana-de-açúcar volta a ser retomada e estamos chegando perto do 13º, que aquece o comércio. As Agências do Trabalho, na primeira semana de reabertura para o trabalhador, com pré-agendamento on-line, ofereceram 200 vagas de emprego, e, na segunda semana, já subiu para 400”, destacou o secretário Alberes Lopes.

O Nordeste foi a segunda região com o melhor saldo em agosto, ficando atrás apenas do Sudeste. O número de admissões nos estados nordestinos foi de 182.132, enquanto foram registrados 120.074 desligamentos. Portanto, o saldo foi positivo em 62.085. Pernambuco teve o maior saldo da região.

“SOU PROVA DE QUE DEUS EXISTE”, DIZ EMPRESÁRIO ANTONIO SOUZA

Por Magno Martins

O empresário cearense Antonio Souza, 49, escolheu Araripina, no Sertão pernambucano, para fincar raízes. Quem o vê, hoje, à frente do bem-sucedido grupo Ferreira Souza não imagina a dureza que foi sua trajetória para chegar até aqui. Ele foi entrevistado, ontem, em live conduzida pelo titular do blog.

Antonio tem uma história de vida surpreendente, que foi retratada em um curta-metragem lançado em 2018 e disponível em sua página oficial no Facebook. “Costumo dizer que sou uma prova viva de que Deus existe”, afirma.

De infância pobre, nasceu em 1970, em um pequeno sítio em Varjota, Sertão do Ceará. Filho de um agricultor, Zé Caboclo, e de uma dona de casa, Dorina, dividia uma minúscula casa de taipa e um chão de terra batida com dez irmãos.

A seca prejudicava a família na hora da colheita, fazendo-os passar por apuros. “Era um tempo de muito sofrimento. Faltava muita coisa”, conta Antonio. A mãe dele passou a ter problemas mentais no resguardo de um dos filhos: “Quando eu me entendi por gente, conheci minha mãe com problema mental. Quem cuidava da gente era minha irmã mais velha, Maria da Paz, de apenas oito anos.”

Além da carência, Antonio sofreu um acidente aos três anos, quando caiu e bateu com a cabeça na cama e o resto do corpo na parede. Isso fez com que passasse pelo menos seis meses assustado e gritando de tanta dor. Assim, passou a ter dificuldades para andar.

O pai, devoto de São Francisco, fez uma promessa para que o filho sobrevivesse e o inchaço das pernas passasse. Aos 10 anos, enquanto acompanhava o irmão numa caçada, outro acidente: com a espingarda, o irmão escorregou num declive e atingiu Antonio com um disparo em uma das pernas.

Antonio passou por cirurgia para retirada dos estilhaços da bala alojada na perna. Deste fato, surgiu uma esperança: o médico informou a Zé Caboclo que a claudicação do filho tinha jeito. O tratamento, contudo, era na capital cearense.

Os custos para deslocamento eram um entrave e Antonio Souza saiu pedindo ajuda de casa em casa até que conseguiu reunir a quantia. Enquanto esteve em Fortaleza, trabalhou como jardineiro e estudava à noite.

Em 1982, Antonio se mudou para Araripina, em Pernambuco, onde passou a morar com os tios. “Eu tive pena dele porque eu sabia que ele tinha saído de casa e estava sofrendo. Disse: ‘Fique, meu filho. Você está em casa’. Cuidei dele, lavando as roupinhas”, revelou a tia Raimunda, casada com João.

Para se manter na Capital do Gesso, Antonio Souza trabalhou na roça, com colheita de mandioca. “Ele sempre foi inteligente e dizia que ia procurar outro meio porque a roça não dava”, revela o tio João. Aos 13 anos de idade, Antonio recebeu a triste notícia de que o pai foi assassinado em uma emboscada.

Na tentativa de melhorar de vida, Antonio foi novamente para a cidade grande, aprendeu a datilografar, fez cursos de eletrônica e começou a instalar antenas de televisão. “Eu acho que instalei mais de mil antenas parabólicas. Passava a madrugada fazendo isso”, lembra.

Na capital, tentou outros meios de subsistência, com a fabricação de bolos e picolés. “Meu irmão tinha uma pequena fábrica de bolos no Ceará e começou a ganhar dinheiro com isso. Eu achei que poderia tentar uma nova atividade. Utilizei o mesmo método dele e como chove muito na capital, é úmido, os bolos mofavam mais do que vendiam, aí não deu certo. Na fábrica de picolé, ganhei uma bela sinusite. No verão, fabricava 5 mil e no inverno, a produção caía para 200”, recorda em tom humorado.

É casado com Sueli e pai de dois filhos: Anthony e Luan. Com a Fundação Antonio Souza, tem atuado no desenvolvimento de diversos projetos no Sertão do Araripe, o empresário trabalha para que o novo Aeroporto de Araripina saia do papel, fazendo com que a região atraia mais investimentos e gere empregos para a população. Este é um sonho compartilhado com o prefeito Raimundo Pimentel (PSL).

Entre as empresas de Antonio Souza, está a CAB Motors, em plena expansão no mercado automotivo brasileiro. Araripina foi escolhida para sediar o centro no Norte-Nordeste de montagem dos carros elétricos da companhia, com os modelos eCab e eStark, o que vai gerar centenas de empregos diretos e indiretos, fortalecendo a economia local.

INDÚSTRIAS PODERÃO MAPEAR PERFIL DE SAÚDE E SEGURANÇA DOS TRABALHADORES COM SOLUÇÃO DO SESI-PE

Com foco no apoio e assessoria das empresas que não sabem como andam a qualidade de vida, a produtividade e a saúde e a segurança dos seus trabalhadores, chega ao mercado pernambucano uma solução pioneira do SESI-PE que coleta essas informações por meio de um questionário e gera um diagnóstico com pontos de melhoria: a Metodologia de Avaliação em Saúde e Segurança em Trabalhadores da Indústria (ASSTI), ferramenta com base científica sólida.

Totalmente informatizada, a metodologia é aplicada por especialistas do SESI-PE, que utilizam tablets para coletar respostas dos trabalhadores para 38 questões sobre estilo de vida, estresse, alimentação, produtividade e prática de atividade física. Os resultados são enviados para um sistema que realiza a tabulação dos dados e gera 42 indicadores e três índices: o Índice Geral de Estilo de Vida (IGEV), o Índice de Produtividade (IPRO) e o Índice de Percepção de Segurança no Trabalho (IPST).

Depois desse processo avaliativo, é possível propor soluções e elaborar um plano de ação customizado de acordo com as necessidades da empresa. “Por meio do relatório situacional gerado pela ASSTI, as indústrias podem resolver os gargalos identificados, estabelecer metas e prioridades, além de investir em ações de saúde e segurança com mais assertividade”, comenta a diretora de Saúde e Segurança na Indústria do SESI-PE, Fernanda Guerra.

De acordo com Fernanda, essa ferramenta é essencial para quem está em busca de fornecer um ambiente de trabalho seguro e saudável. “Vivemos em um mundo hiperconectado que tem exigido inovação e soluções adequadas às novas mudanças nas relações de trabalho. Quanto mais as empresas investirem na qualidade de vida e no bem-estar dos seus funcionários, mais harmônico, produtivo e seguro será o ambiente laboral. Nesse contexto, a ASSTI surge para auxiliar na tomada de decisão e na gestão de programas de saúde e segurança”, disse. As empresas interessadas em solicitar a adesão ao serviço devem entrar em contato com o SESI-PE pelo telefone 0800 600 9606  ou e-mail comercial@sistemafiepe.org.br.

Saiba mais sobre os três índices gerados pela ASSTI:

IGEV (Índice Geral de Estilo de Vida)

Aponta comportamentos de risco, atitudes a indicadores de estresse psicossocial que são importantes medidas da situação de saúde em coletividades humanas.

IPRO (Índice de Produtividade)

Caracteriza cinco indicadores de produtividade, sendo um deles relativo à frequência de faltas no trabalho por motivo de saúde e outros quatro relativos à presenteísmo.

IPST (Índice de Percepção de Segurança no Trabalho)

Apresenta sete indicadores sobre a percepção dos trabalhadores em relação às condições de segurança no trabalho.

FUTURO DO AUTOMOTIVO É NO CARRO ELÉTRICO, PREVÊ SOUZA

Por Hylda Cavalcanti/Blog do Magno

O futuro do setor automotivo do Brasil está no carro elétrico. E isso não demora muito para acontecer. A expectativa é de que até 2030, 40% da frota mundial de veículos seja formada por carros elétricos. Quem afirma isso, com a expertise que possui na área, é o empresário cearense Antonio Souza, que vem se destacando no mercado automotivo 4×4, direcionado ao campo corporativo.

Fundador da CAB, detentora dos direitos de produção e comercialização do Jipe Stark – totalmente nacional – ele afirmou, durante entrevista concedida via Live ao blog – que considera os carros elétricos um caminho sem volta. Uma vez que possuem baixo custo de montagem, baixa emissão de poluentes e um mercado gigantesco a ser explorado.

Souza lançará em janeiro a divisão de tecnologia da empresa, no município pernambucano de Araripina, onde serão realizados estudos e pesquisas científicas, além da montagem dos carros elétricos. E lançará em dezembro, em Brasília, uma montadora para atendimento a toda a região Centro-Oeste. Além disso, se prepara para ter uma montadora em cada região do País. Contou que seguiu exemplos da Alemanha e da China para o empreendimento.

Ao falar sobre a instalação da fábrica em Araripina, Souza contou que brigou muito para instalar uma indústria no município de Pedras (PE), mas foi vencido por problemas burocráticos que dificultaram a instalação. Ele afirmou que ainda aguarda a possibilidade de conseguir instalar lá um dos seus empreendimentos.

Destacou que enquanto isso, no Distrito Federal, o Governo abriu todos os caminhos para a empresa. “Em Brasília, em menos de 60 dias a gente já tinha ganhado a licitação e estava com uma área para instalar a montadora da CAB. A sugestão do governador Ibaneis Rocha (do DF) foi de que deveríamos inaugurar este ano por ser ano do aniversário dos 60 anos de Brasília. E o presidente Juscelino Kubitscheck inaugurou a capital em cima de um jipe. Então, nada mais simbólico para comemorar as seis décadas da cidade”, explicou.

Ao comparar o acolhimento que recebeu por parte do governo do Distrito Federal com o de Pernambuco, o empresário adotou um tom diplomático, mas admitiu que não obteve o retorno esperado no estado.

“Pernambuco não me deu a resposta no tempo devido, infelizmente, e perdeu a fábrica para Brasília. Mas eu espero que esta resposta aconteça agora em relação aos carros elétricos. O empreendedor precisa receber bons retornos por parte dos governantes para ajudar no desenvolvimento e na geração de emprego e renda do país como um todo”, enfatizou.

Ele também manteve contatos com o Ministério da Ciência e Tecnologia no âmbito do Governo Federal, mas ainda aguarda um retorno. Souza afirmou, ainda, que pretende investir com os carros elétricos, inicialmente, para uso do setor público e, também, no caso da iniciativa privada, para segurança – em condomínios, campos de golfe, estacionamentos (para levar clientes de um local até outro) e outras funções.

Bem sucedido nesta área, ele também acumula sucesso em sua primeira empresa, iniciada em 1994, na área de segurança eletrônica. Começou com uma pequenininha. Hoje o grupo é formado por seis delas, sediadas nas capitais Maceió, Recife, João Pessoa, Brasília, Goiânia e Macapá.

O empresário contou, ainda, que não teme uma possível crise energética no País que possa vir a prejudicar o investimento nos carros elétricos. De olho no futuro, ele já está direcionando alguns empreendimentos para a implantação de um sistema de energia solar. “Estamos enxergando esse mercado e queremos entrar no segmento de prestação de serviços de acesso energético”, frisou.

“Por minha história de vida, digo que o que diferencia a gente das pessoas mais bem sucedidas do mundo são as oportunidades. A gente encontra muitas barreiras e em todas as situações difíceis é importante enxergar o lado bom”, ressaltou.

SILVIO COSTA FILHO COMEMORA APROVAÇÃO DA MP QUE PRORROGA ESTÍMULO PARA SETOR AUTOMOTIVO

A Câmara dos Deputados aprovou a MP 987/20, que prorroga o estímulo para o setor automotivo. O deputado Silvio Costa Filho (Republicanos) trabalhou para conseguir a unanimidade pelo voto favorável do partido e encaminhou, nesta terça-feira (29), a decisão pela aprovação da Medida. Silvio destacou o trabalho do deputado André de Paula (PSD), relator da proposta. A MP trata do prazo para empresas automotivas instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste apresentarem projetos de novos produtos e contarem com crédito presumido do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

“Parabenizo o meu conterrâneo pelo relatório que dialoga com a necessidade do país, sobretudo, da nossa região. Hoje, em Pernambuco, o setor automotivo representa mais de 8% do PIB (Produto Interno Bruto) e isso tem crescido cada vez mais”, declarou.

O parlamentar ressalta, ainda, que a iniciativa pode estimular a economia dos estados brasileiros, principalmente aqueles onde o setor tem um papel importante. “O polo automotivo da Jeep gera mais de 14,7 mil empregos. No Nordeste, o setor deve receber mais de R$ 7,5 milhões em investimentos da Fiat Chrysler até 2025. O polo automotivo é muito importante para a economia do nosso estado e para a geração do emprego e renda da população”, disse Silvio Costa Filho.

A MP segue para análise do Senado Federal.